O espaço que carrega registros importantes dos moradores, serve para ponto de encontro, fortalece valores e tradições, começou a ser construído em janeiro de 2015. Foi concluído em outubro e finalmente entregue à população na tarde deste domingo (20), em uma cerimônia marcada pela emoção com as homenagens feitas a professora Josiane de Paula Victor Castro que empresta seu nome à Praça e, por apresentações artísticas e o show do grupo “Do Outro Lado da Esquina”. O sol escaldante da tarde, fez com que algumas pessoas se protegessem embaixo de guarda chuvas e guarda sol. O SAAE providenciou água potável tratada pela autarquia servida a todos.

Em um domingo de sol e música, trespontanos inauguraram praça
Em um domingo de sol e música, trespontanos inauguraram praça

A solenidade de inauguração contou com a presença das autoridades, como o prefeito Paulo Luis Rabello, a primeira dama Maria de Fátima Carvalho Mendonça Rabello, do vice prefeito  e secretário de Educação Érik dos Reis Roberto, de quase todos os secretários da Administração e o marido de Josiane de Paula, Carlos Henrique Castro.

As homenagens foram da sobrinha da homenageada Clarisse Braga que cantou a música “Sou eu assim sem você”. O marido de Josiane entregou uma lembrança ao prefeito Paulo Luis Rabello e à vereadora Valéria Evangelista, que solicitou a construção do espaço. O Chefe do Executivo retribuiu entregando flores a mãe da professora, em agradecimento aos feitos da filha na contribuição da educação municipal. A professora Alethéia Bárbara também leu uma mensagem em nome da escola à professora.

A praça ganhou o nome através de um projeto de lei do vereador Sérgio Eugênio Silva. A garotinha Elóa cobrava pessoalmente e com frequência no gabinete do prefeito Paulo Luis a realização da obra. A promessa foi cumprida, com ela e com todos aqueles que pediram durante a campanha de 2012, que a Prefeitura transformasse aquele espaço onde era depositado lixo e entulho, em um local útil à comunidade.

O sol não deu espaço, mas autoridades e convidados enfrentaram um solão para a inauguração
O sol não deu espaço, mas autoridades e convidados enfrentaram um solão para a inauguração

10O Prefeito destacou em sua fala a importância dos professores no desenvolvimento de Três Pontas, falou do seu compromisso com a ética e as responsabilidades em administrar com transparência e da obra que dá uma contribuição social à comunidade. “Que a alegria das famílias que ganham mais um espaço para integração social, lazer, descanso e diversão, ocupem o espaço da minha fala e demonstrem por mim o tamanho da minha satisfação em fazer parte desta conquista” registrou.

A Praça Josiane de Paula foi edificada pela VTCR Engenharia e Construções Ltda no final da Rua Paes Leme com João Ferreira de Brito e Cássia Renata de Souza Campos Castro. Ela é ampla, conta com uma estrutura multi uso e recebeu investimentos na ordem de R$124.703,00 que vieram dos cofres municipais.

Professora defendeu a educação e lutou pela vida

Jose como era conhecida, passou sua infância nos arredores da nova praça e durante sua vida muito colaborou para o crescimento e melhoramento da educação municipal.

José nasceu em Três Pontas, filha de Teresinha de Jesus Vitor e de Francisco de Paula Vitor, caçula e 13ª filha do casal. Morou na Fazenda Formiga e veio para a cidade se formar. Fez magistério na Escola Coração de Jesus em 1995 e concluiu o adicional em educação infantil no ano seguinte na mesma escola. Fez no Letras no Unis em Varginha o curso de Letras e de Supervisão da Faculdade de Pedagogia.

Trabalhou como babá, depois de secretária em um consultório médico e de vendedora até resolver se dedicar exclusivamente ao magistério.

Entrou pela primeira vez na sala de aula para lecionar, na Escola Municipal Professor Manoel Jacinto de Abreu no Quilombo Nossa Senhora do Rosário. Passou pela Escola Municipal Antonieta Ferracioli Duarte e na Nilda Rabello Reis no CAIC. Foi nesta última que Josiane mais se destacou, conquistando o carinho e respeito da comunidade, dos alunos, dos pais, colegas de trabalho e funcionários.

Se casou em 1999 com Carlos Henrique da Silva Castro que hoje é servidor da Câmara Municipal.

No final de 2005, perto das férias escolares, a professora Josiane solicitou afastamento pois estava prestes a dar a luz ao filho Henrique e não voltou mais. Em julho de 2006 ela descobriu que estava com um tipo raro de doença. Depois de travar uma luta incessante, faleceu em 23 de abril de 2007.

Apresentações musicais foi o momento mais esperado

21

Após a cerimônia, diversas apresentações musicais contagiaram o público na mais nova praça da Cidade. Alguns que participam mensalmente do Sarau no Quintal, deram um show e cantaram para um público bem maior do que no quintal da Casa da Cultura Alfredo Benassi. O garoto Caio Arcanjo abriu a tarde. Depois vieram Gabriel, Bia, Tácio e Bruno, Wallace e Danilo e Atos Franklin.

No começo da noite, o grupo “Do Outro Lado da Esquina” que tem como vocalistas Natasha Maria e Adriano Kamy subiram no palco e repetiram o sucesso que fazem todas as vezes que marcam um novo encontro. Quem vai, sempre volta e vão a loucura com o som do saxofone do músico trespontano Alex Tiso, que carrega muito mais que o sobrenome, o verdadeiro talento de artista, que interage, sai do palco e vai até onde o povo está.

O domingo foi encerrado de forma incrível, especial e marcante para o bairro, especialmente para os familiares de Josiane.

14

COMPARTILHAR

Comentários