[php snippet=2]

 

O primeiro crime da série foi quarta-feira em uma padaria. Nesta quinta lojas de festas foram o alvo do menor

A Polícia Militar conseguiu apreender na tarde desta quinta-feira (03), um menor de 16 anos que roubou uma padaria no centro da cidade. Ele foi encontrado depois que cometeu o crime em outros dois estabelecimentos em duas vias das mais movimentadas da cidade, as ruas Nossa Senhora D’Ajuda e Bento de Brito em Três Pontas. Apenas quando roubou a padaria é que ele pegou uma faca para ameaçar a atendente.

O primeiro alvo foi logo após o horário de almoço, na Rua Bento de Brito. O adolescente chegou comprou balas e permaneceu na loja, já que uma cliente estava sendo atendida por uma das funcionárias. Quando ela saiu, ele anunciou o assalto e exigiu que uma delas permanecesse em frente ao caixa de onde ele pegou R$10. Querendo mais dinheiro, ele fez ameaças e chegou a agredir a moça. Quando uma delas gritou por socorro e pessoas que estavam na rua chegaram, ele fugiu a pé.

Audacioso, no caminho da fuga ele foi para outro estabelecimento, na Rua Nossa Senhora D’Ajuda, onde já havia indo de manhã, feito compras e inclusive disse que voltaria a tarde para comprar mais. Mas, seu objetivo era roubar. Agindo da mesma forma, esperou que clientes fossem atendidas e quando saíram anunciou o assalto. Neste caso, não houve agressão, mas levou a funcionária para o fundo da loja. Quando percebeu que havia câmera no local pediu que ela desligasse o computador. Como a vítima se negou, ele mesmo desligou o equipamento. Como o caixa estava trancado, a ação demorou mais um pouco até convencer a funcionária a abrir a gaveta. O dinheiro levado ainda não foi contabilizado pela dona da loja. Quando percebeu que um carro passou na rua observando a loja fechada e gente lá dentro, a vítima gritou e ele saiu correndo. Populares seguiram o menor até a chegada da Polícia Militar que apreendeu o menor que confessou os outros crimes. Ele estava com R$63,95 e revelou que a camiseta usada no dia anterior estava na casa dele no bairro Morada Nova. O dinheiro roubado já havia sido gasto – R$300 com o aluguel de uma residência onde faria festa e o restante com cervejas e refrigerantes.

A funcionária que foi vítima no roubo da padaria reconheceu o menor infrator e disse em entrevista à Equipe Positiva que não dormiu a noite recordando os maus momentos que havia passado no trabalho.

O adolescente foi apreendido e encaminhado para a Delegacia de Policia Civil, onde foi ouvido e liberado. O pai dele que também tem passagem pela polícia por roubo e inclusive já pagou pena, acompanhou o registro da ocorrência até a Delegacia.

Ficha suja desde ano passado 

Em 2013, ainda com 15 anos, o menor entrou em uma residência no bairro Alcides Mesquita e fez um ‘limpa’. Vigiando a casa desde manhã, ele aproveitou a saída dos moradores e invadiu o imóvel. Na ação, levou ferramentas e um talão de cheques, entre outros. Já junto com a sua irmã, saiu fazendo compras. Foi até uma loja na Praça Tristão Nogueira, comprou dois aparelhos que custavam cerca de R$800 e deu cheque para pagar. Ele ainda conseguiu com que a funcionária voltasse troco. De lá foram a duas lojas de confecções e compraram roupas de bebês, já que a irmã dele estava grávida. Depois de almoçarem em um restaurante na Rua Frei Caneca, os irmãos pararam para descansar na Praça Claudio Manoel, quando foram encontrados pela polícia e apreendidos.

 

[php snippet=3]

COMPARTILHAR

Comentários