Os servidores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Três Pontas, sabem bem que será o novo diretor a partir de 1º de janeiro. O prefeito eleito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), anunciou nesta terça-feira (08), que o servidor efetivo com 29 anos de serviço dedicado à autarquia, Afonso José de Carvalho Figueiredo, de 49 anos, vai voltar à direção.

Agradecido pela confiança depositada do prefeito Dr. Luiz Roberto, e confiante na equipe que vai coordenar a quem ele classificou como competente e responsável, Afonso quer fazer mais e melhor de quando dirigiu o SAAE entre 2009/2012, quando ele foi cargo de confiança dos ex-prefeitos Dr. Glimaldo Paiva e Luciana Ferreira Mendonça.

Uma das prioridades de Afonso ao assumir o cargo é a questão do plantão de atendimento. A população precisa de atendimento urgente, por exemplo, a noite e nos fins de semana, mas o serviço está deficitário. Nas contas de água emitidas aos consumidores consta o plantão 24 horas, porém, a notícia que se tem é que o funcionamento está lento e a população está sentindo isto.

Uma lei que foi criada durante a sua gestão no SAAE foi a de desconto para quem economizava água. De acordo com o próximo diretor, ela acabou sendo revogada e a ideia é voltar a oferecer o desconto, mesmo que seja simbólico, para quem contribuir e gastar menos. Para isto, será preciso realizar Audiência Pública, seguir trâmites legais e apresentar um novo projeto à Câmara Municipal de Vereadores. “Eu acredito muito no bom senso e na educação da população. A falta da água é antiga e afeta todo o Brasil e nós precisamos primeiro estimular o consumidor a gastar menos, de forma responsável, para depois pensar em punição”, alerta.

O próximo diretor do SAAE Afonso Carvalho, acredita que é preciso estimular o consumidor a gastar de forma responsável, para depois pensar em punição
O próximo diretor do SAAE Afonso Carvalho, acredita que é preciso estimular o consumidor a gastar de forma responsável, para depois pensar em punição

Foi também durante o período que esteve a frente do SAAE, que um projeto de recuperação dos mananciais foi iniciado. Amplamente divulgado na época com a participação de muitos setores da sociedade, com o plantio de árvores em torno dos córregos que abastecem toda a cidade, a recuperação de minas entre outras iniciativas, foi algo bastante positivo, avalia Afonso. Sem falar nos esforços para duplicar a captação de água do sistema de abastecimento Sete Cachoeiras, uma das fontes mais importantes.

Sobre o reajuste das tarifas que foi feito durante a atual Administração, Afonso José de Carvalho revela que voltar aos preços antigos ou valores mais baratos é complicado, por causa da renúncia de receita, o que no setor público é complicado mexer. “Vamos manter os valores sem aumento. Com exceção das correções anuais e normais que acontece todo início de ano, para que o SAAE não perca o poder de investimento”, antecipa Afonso.

COMPARTILHAR

Comentários