Na sessão ordinária desta segunda-feira (03), o vereador Itamar Antônio Diniz (PRTB), questionou quanto a liberação da ata das sessões ordinárias. Na semana anterior, Diniz disse que na sexta-feira o documento ainda não estava pronto para análise. O presidente Sérgio Silva explicou que foi feita uma portaria determinando que ela fique pronta até 24 horas antes da próxima sessão. Diniz questiona que o servidor tem uma semana para fazer e o vereador apenas um dia para verificar o documento, que é votado todo início de sessão.

A leitura das correspondências, registrou a inscrição dos candidatos a Mesa Diretora. O cargo mais cobiçado é o de presidente que será disputado por José Henrique Portugal (PMDB), Vitor Bárbara (PDT) e Paulo Victor da Silva (PP). Candidatos a vice e secretários da Mesa são: Geraldo Messias Cabral (PDT), Valéria Evangelista (PPS) e também Paulinho. Outros nomes vão surgir, como do ex-presidente Luis Carlos da Silva (PPS). Nos bastidores já há muitas negociações para a composição da Mesa.

O vereador José Henrique Portugal solicitou o envio de dois ofícios – a Polícia Militar e a Polícia Civil, com cópia ao Ministério Público, pedindo maior policiamento nos horários de entrada  saída dos alunos da Escola Estadual Jacy Junqueira Gazola. As brigas voltaram a ser registradas nas proximidades do estabelecimento educacional. O vereador apresentou também em Plenário para serem inseridas no Orçamento de 2015, algumas emendas com pedidos que chamam a atenção. A construção de um Velório e de uma quadra poliesportiva no Distrito do Pontalete; verba de auxilio no transporte de alunos que estudam em Varginha; recursos para a aquisição de instrumentos musicais e materiais diversos para o Conservatório Municipal Heitor Villa Lobos; instalação de passarelas na Avenida Oswaldo Cruz e na Avenida Conceição Queiroz; pavimentação da entrada do Motel Paraíso até as proximidades da Fábrica de Brinquedos Estrela, passando pelo Foguetinho; apoio as comemorações da Semana do Motociclista, entre outros pedidos.

O vereador Francisco Fabiano Diniz (PSD), o professor Popó, afirmou que até que enfim recebeu o relatório das castrações feitas pela Vigilância Sanitária. Popó duvida destes números e quer a ficha individual de cada animal castrado e desabafou: “Se realmente fizeram esta quantidade de castrações, coisa que não acredito, eu renuncio ao meu mandato de vereador”.

COMPARTILHAR

Comentários