Na reunião ordinária da Câmara Municipal de Três Pontas desta segunda-feira (10), três projetos foram votados e aprovados e vários assuntos como sempre, foram abordados no Pequeno Expediente.

A vereadora Valéria Evangelista (PPS), ressaltou que semana passada esteve em Belo Horizonte na Assembleia Legislativa (ALMG), visitando os deputados, que apoiou nas eleições. Ela os cumprimentou pela vitória e conversou sobre parcerias para os próximos anos em prol do desenvolvimento da cidade.

Ainda na Capital, acompanhou o parlamento jovem da Casa Legislativa que em breve será implantado em Três Pontas, com a finalidade de politizar adolescentes e jovens envolvendo escolas e a sociedade, os preparando para o futuro politico. A parlamentar aproveitou o tempo para divulgar que nesta nesta terça-feira (11),  as 9 horas no Plenário Presidente Tancredo Neves da Câmara Municipal haverá uma reunião do Conselho da Mulher com  a presença de todos seus membros.

O vereador Antônio Carlos de Lima(PSD), o Antônio do Lázaro, falou que muitos cidadãos estão indignados com as mudanças que vem sendo feitas no trânsito da cidade e destacou duas ruas. A Dos Expedicionários próximo da Fateps que virou mão única e  na Praça Tristão Nogueira em frente ao Xavier, onde um trecho foi fechado. “Está tudo uma bagunça, há congestionamento de veículos na praça, nem pedestres e nem motoristas se respeitam. Providências precisam ser tomadas”, cobrou Antônio.

A secretária da Mesa Diretora Alessandra Sudério (PPS), fez um discurso na Tribuna em tom de desabafo, por isto, disse que pensou muito antes de fazer as colocações. Ele desafiou os vereadores e o público, pequeno nesta sessão, a pensar e refletir no que vem sendo feito pelo Poder Executivo. Como vereadora da base, pediu o envio de um ofício ao prefeito Paulo Luis Rabello parabenizando pela grande gestão que ele vem fazendo. Reiterou que em apenas  dois anos  mais de 63% do seu Plano de Governo foi cumprido. “Tem pessoas que denigrem seu nome, sua família, isto é muito ruim. Mas ele não mede esforços para trabalhar”. Como exemplo das conquistas, Alessandrea citou a construção de mais de 300 casas, o pagamento de fornecedores, salários atrasados, obras inacabadas sendo terminadas, ruas limpas, praças restauradas, entre outras coisas. Ela ainda disse” temos que ter gratidão pelo que ele fez no passado e faz no presente. Agradeço aos companheiros vereadores que tem compartilhado com a Administração”, terminou.

José Henrique Portugal (PMDB) pediu o envio de oficio empresa THEGA pelo sucesso de suas atividades em Três Pontas, gerando dezenas de empregos aos trespontanos.  Ainda disse que viajando pela MG 167 entre Três Pontas e Varginha, observou o estacamento do trecho de estrada e espera que em breve aconteça a construção da tão sonhada terceira faixa, sua principal bandeira na vereança. Outra ponto de sua manifestação, foi a Audiência pública do SAAE realizada na semana passada. Portugal demonstra preocupação com o projeto que envolve aumento na tarifa da autarquia. Na visão dele, tem que haver investimentos sem aumentar impostos à população, buscando alternativas, a exemplo da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE)., perdida ano passado. Ele antecipou que é contra qualquer projeto desta natureza que for protocolado na Câmara.

O vereador Itamar Diniz começou falando que a saúde e a menina dos olhos da sociedade, mas que o município tem ganho mandados de segurança que tem sido julgado improcedente. A Prefeitura alega que isto é custeio do Estado, porém, fica o questionamento do problema já que as pessoas  não tem condições de fazer exames, cirurgias e por isso entram na justiça. Qual é a providencia do município quando ganha, questiona Diniz. O parlamentar sugeriu a criação de uma Defensoria Pública Municipal, para que possa resolver este problema, já que do jeito que está o doente fica a ver navios. “Existe, para tudo, para o Bolsa Familia, para a compra de carro e para a saúde tem que haver uma soluação”, alfinetou.

COMPARTILHAR

Comentários