*A Apae de Três Pontas se classificou para a etapa estadual nas modalidades dança e artes musicais

Três Pontas sediou na tarde desta sexta-feira (04), o VI Festival Regional Nossa Arte, promovido pelo Conselho Regional Sul II das Associações de Pais de Amigos dos Excepcionais (Apaes), que contou com a participação de alunos, professores e colaboradores.

No Clube Serrote, as Apaes de Alfenas, Campos Gerais, Ilicínea, Santana da Vargem, Varginha e Três Pontas demonstraram que não falta talento e dedicação em um grande espetáculo.

O Festival tem o objetivo de promover a arte através de apresentações e exposições em diversos gêneros artísticos, despertando nos alunos e usuários o gosto pelas artes com fins educacionais e formativos, oportunizando as atividades de expressão pessoal; congregar as pessoas com deficiência, promovendo intercâmbio social, a vivência dos aspectos positivos da arte, sempre ressaltando as instituições que atendem as pessoas com deficiência como um espaço cultural, artísticos e formativo da comunidade. Além de incluir e integrar, através da arte, a pessoa com deficiência na sociedade, conscientizando toda a comunidade local de que a pessoa com deficiência através das suas habilidades, é capaz de expressar através da arte, atingindo a sua autorealização.

O corpo de jurados, analisaram os alunos assistidos pelas Apaes nas modalidades artes musicais, artes musicais e dança. Quem abriu as apresentações foi a Banda da Apae de Três Pontas. A regente Lidyanne Brito que é professora do Conservatório de Música Heitor Villa Lobos, mostrou o contato dos alunos com o mundo musical e as canções de todos os gêneros, ritmos e melodias. Eles estão bem ensaiados e cada vez mais atuais. Seguindo as regras e critérios, apenas 12 deles puderam participar, mas são mais de 30 componentes. Segundo a diretora da Apae de Três Pontas Maria Rosilda Gama Reis, a banda é o maior destaque da instituição mas, mas uma apresentação de dança da música “Medley” do cantor, compositor e dançarino Michael Jackson, falecido em julho de 2009, surpreendeu.

Foram momentos de emoção proporcionados a quem assistia o talento deles no palco. O professor da Fundação Varginhense aos Excepcionais (Fuvae) o vereador Maycon Douglas Machado (PSD) chorou, ao ver o Coral da instituição e a mensagem que eles transmitiram com a música “Mais que um amigo”.

Mais teve também aventura. Na modalidade de dança, os alunos da instituição de Santana da Vargem representaram a Liga da Justiça com a música “Leva Nóiz”, com os personagens Superman e Mulher Maravilha. O cantor Michael Jackson foi homenageado novamente, desta vez com Billie Jean, canção lançada em janeiro de 1983 e tornou-se um sucesso comercial e de crítica em todo mundo.

Na mesma modalidade, Campos Gerais entrou no ritmo do sertanejo e com um número da dupla Rio Negro e Solimões, eles dançaram country “Na sola da bota” se encantaram com o mundo do rodeio.

Alfenas levou o pop rock através de seus bailarinos, que usaram ao palco gestos sutis e leves e mostraram que podem ser fortes e são capazes.

Uma tradicional dança folclórica levou de novo ao palco os alunos da Fuvae, que dança a música “Eu só quero um xodó”, um clássico do forró de Pernambuco, composta em 1974 por Dominguinhos e Anastácia e regravada por vários cantores e cantoras.

No hall de entrada do Serrote foram expostos os gêneros artes visuais e o artesanato. Várias peças de verdadeiros artistas anônimos especiais, foram admiradas pelos visitantes.

Os vencedores se classificaram para a etapa regional, que será realizada em setembro, na cidade de Poços de Caldas.

Veja os classificados
Artes Musicais: Apae de Três Pontas
Dança: Apae de Três Pontas
Dança folclórica: Fuvae Varginha
Artes visuais: Apae de Campos Gerais
Artesanato: Fuvae Varginha

COMPARTILHAR

Comentários