Ele considera que Três Pontas tem um senador da República apesar de ter nascido em Itajubá. Antônio Aureliano Sanches de Mendonça (PSDB), filho do ex-vice presidente da República e ex governador de Minas Gerais Aureliano Chaves, Antônio vai defender a sua segunda terra, no Senado Federal no mandato que vai terminar em janeiro de 2015. Antônio Aureliano foi deputado federal e secretário de Transportes de Minas Gerais e do Distrito Federal e assumiu o novo cargo depois de Clésio Andrade (PMDB), renunciar ao cargo por causa de problemas de saúde. Ele tomou posse em 16 de julho. Ele já residia em Brasília e trabalha no ramo imobiliário.

DSC02188

A sua primeira oficial a Três Pontas na quarta-feira (30) a tarde, começou na Cocatrel com uma reunião com a direção da cooperativa. Em seguida, acompanhado do prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) e de seu assessor regional Lúcio Flávio Miranda Carvalho (Piraí), ele se dirigiu ao gabinete do Executivo onde foi anunciada uma verba de R$1 milhão de emenda parlamentar para a Santa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis. A conversa com vereadores, assessores da Administração e secretários municipais, antecedeu um cafezinho servido na Prefeitura. O chefe da pasta de Saúde Hermógenes Vanelli foi quem expôs a situação da saúde, as necessidades e carências da Santa Casa para melhorar e ampliar o atendimento à população da micro região de Três Pontas que compreende os municípios de Santana da Vargem, Coqueiral, Boa Esperança e Ilicínea. O recurso que virá ainda este ano, será para a implantação de 10 leitos de UTI Neo Natal no Hospital está assegurado, depois que fizer alguns remanejamentos daquilo que foi deixado por Clésio Andrade. Segundo Vanelli, a implantação da UTI Neo vai trazer mais alívio e economia, já que para a transferência dos pacientes recém nascidos são gastos muito dinheiro com a UTI Móvel. Diante disso, o prefeito Paulo Luis fez questão de lembrar que não havia na relação de emendas do ex-senador nada destinado para Três Pontas como anunciado em alguns veículos de comunicação.

Sua expectativa é fazer muito por todos, principalmente pelos trespontanos. Segundo o senador, o momento é de grande questionamento sobre as atuações dos homens públicos. No momento é importante transformar e, de extrema importância que o homem público atue com transparência, correção e dignidade.

Na visita ao Município, ao encontrar com o prefeito Paulo Luis Rabello ele demonstrou que tem admiração e respeito ao gestor, atribuindo a ele adjetivos de um homem correto e honesto que dá a perfeita dimensão do homem público, que assume e cumpre compromissos. No dia seguinte, Antônio Aureliano foi a Belo Horizonte e com o governador Alberto Pinto Coelho, estabeleceu as metas a serem atingidas para uma atuação conjunta para Minas Gerais e também para Três Pontas. Um pedido que ele levou ao governador é pelo pagamento do Pró-Hosp que o Hospital São Francisco de Assis não está recebendo.

Acreditando na vitória de Aécio Neves para a presidência da República e em Pimenta da Veiga para o Governo de Minas, o novo senador, explica que hoje é oposição ao governo federal, mas que seja situação ou oposição, ambas buscam o bem do país, só de maneiras distintas.

Ele revelou em entrevista à imprensa que não teve contato com seu antecessor, Clésio Andrade, com quem não tem muitas ligações e não tem muitas informações sobre o que o levou a renunciar ao Senado.

“Três Pontas tem um povo culto, trabalhadador e preparado para representar bem na cafeicultura, no comércio, na indústria. Tenho uma estima enorme por este povo, o qual vou procurar representar seriamente no Senado, para juntos, revigorarmos a vontade de bem servir Minas Gerais e Três Pontas”, disse Antônio Aureliano.

COMPARTILHAR

Comentários