EXCLUSIVO – Autoridades da cidade e convidadas estarão participando de uma solenidade no próprio conjunto habitacional na próxima quinta-feira (29)

Poucos dias após a equipe da Secretaria de Assistência Social iniciar as visitas as famílias pré selecionadas, a Prefeitura de Três Pontas vai lançar na próxima quinta-feira (29), as 16 horas, a pedra fundamental das obras das primeiras 316 casas do Programa Minha Casa Minha Vida, no Jardim das Esmeraldas. Localizada na saída para Campos Gerais, as obras estão sendo feitas pela Construtora Cheren de Lavras e estão em ritmo acelerado.

Além de autoridades locais, diretores da construtora, representantes da Caixa Econômica Federal e o deputado Fábio Cheren (PSD), estarão presentes na solenidade.

Segundo o prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), o evento de lançamento é um grande marco para a Administração que conseguiu de uma só vez as 316 residência, com perspectiva de 502, podendo chegar a 1 mil. Não fosse o apoio irrestrito de vários deputados que caminham juntos com a Administração, e o apoio fundamental da Caixa Econômica Federal através da Superintendência em Poços de Caldas e em Brasília, Paulo Luis acha que este seria apenas mais um sonho.

Ele lembrou que as obras seguem em ritmo normal e já há um grande número de casas com a alvenaria pronta que passam pelo controle de qualidade da Caixa, que verifica e fiscaliza tudo, através de uma sua equipe de engenheiros que fazem parte do Departamento Técnico da instituição.

O número de moradias que serão entregues, reduz consideravelmente o déficit habitacional em Três Pontas, porém, não acaba, já que são aproximadamente 2,3 mil famílias que não tem a casa própria.  “Com isto são 15% a menos e até o fim do nosso governo queremos chegar a 1 mil”, afirmou o prefeito.

AS CASAS – Cada residência terá 43,07 metros quadrados, sendo que 10 unidades serão destinadas às pessoas com necessidades especiais. O residencial será dotado de iluminação pública, redes de energia, água e esgoto, drenagem de águas pluviais, pavimentação, passeio em concreto, meio fio com sarjeta e arborização. São 517 lotes em uma área total de 169.400 metros quadrados adquiridos pela própria construtora. As famílias que precisam ter renda de 0 a 3 salários mínimos, terão prazo de 10 anos para pagar as parcelas que variam entre R$25 e R$80.

COMPARTILHAR

Comentários