Denis Pereira – A Voz da Notícia

O prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), participou da penúltima sessão ordinária da Câmara Municipal de Três Pontas na noite desta segunda-feira (09). Ele chegou durante a fala do vereador José Henrique Portugal (PMDB), que enaltecia as ações de um grupo de vereadores junto ao deputado federal Diego Andrade (PSD-MG) e o senador Clésio Andrade (PMDB-MG). O vice prefeito Érik Professor já estava acompanhando a reunião desde o início e foi chamado também para ocupar uma cadeira junto a Mesa Diretora. Nas cadeiras reservadas ao público, estavam alguns membros da atual Administração (secretárias de Fazenda Giselle Azevedo e Administração Evânia Moreno) e alguns ex-membros da gestão da ex-prefeita Luciana Mendonça (PR), como a chefe de gabinete Maria Havany de Paiva e a Chefe de Turismo Dilma Messina. Também participaram o ex candidato a vice prefeito João Victor Mendes de Gomes e Mendonça (PRTB), o empresário Paulo Tarandach da Tecnotêxtil, o presidente da Associação Comercial e Agro Industrial (ACAI-TP) Michel Renan Simão Castro e outros comerciantes.

Antes de abrir a pauta de votações, Sérgio Eugênio Silva abriu espaço para o prefeito Paulo Luis fazer um balanço de sua gestão frente a Prefeitura. Pasta a pasta, secretaria a secretaria ele foi mencionando o trabalho realizado pela sua equipe, destacando sempre a parceria e o apoio incondicional da Câmara Municipal.

Destaque 2

Bastante tranquilo e pausadamente, ele falou cerca de 30 minutos. O destaque maior foi para um dos maiores gargalos, a saúde que apesar do investimento de 33,9%, do orçamento de 2013, ao invés de 15% o exigido por lei, totalizando um montante R$15.799.931,76, ainda enfrenta problemas, mas os avanços são notórios.

A Administração vem travando uma árdua e constante batalha contra as dificuldades financeiras impostas pela crise que se instalou em vários municípios brasileiros, inclusive em Três Pontas. A recessão ganha contornos mais dramáticos por conta da precária situação da principal mola de sustentação da economia trespontana: o café, que vive momentos de instabilidade com preços muito abaixo do esperado pelos produtores. Além disso, a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) também trava muitas ações.

Na saúde houve a contratação de médicos para todos os postos de saúde e cada unidade básica de saúde possui um clínico geral. São quatro cardiologistas trabalhando na rede municipal, um cirurgião, mastologista, pediatra, anestesista. O Pronto Atendimento Municipal foi reforma e o Protocolo de Manchester foi implantado o que garantiu ao Hospital São Francisco de Assis um recurso importante. Sem falar que a subvenção da Santa Casa passou de R$100 mil para R$180 mil mês. Duas Farmácias de Minas serão instaladas pelo Governo do Estado. Já houve o credenciamento para que a cidade possa fazer o serviço de Hemodiálise e tenha a UTI Neo Natal e já foi pedido o aumento no número de leitos de UTI no Hospital.

Foi recuperada toda a frota da Saúde que estava sucateada sem condição de uso e nos últimos dias a prefeitura recebeu vários carros para fazer o transporte de passageiros que precisam se tratar em outras localidades. O resultado de vários ações desenvolvidas nestes primeiros 11 meses de Governo, garantiu que o serviço de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde no primeiro quadrimestre de avaliação atingiu 81,3% no cumprimento das metas (26 de 32 indicadores) do Projeto de Fortalecimento da Vigilância em Saúde, percentual que reflete o empenho dos profissionais de saúde do Município em oferecer à população uma saúde de qualidade que envolva promoção, proteção e prevenção para o cidadão trespontano.

Em 2013, a cidade ganhou cardiologistas, ortopedista, infectologista, psiquiatra, ginecologista e urologista para atender a demanda das unidades de saúde. Além de manter na rede profissionais essenciais como pneumologista, pediatra, nutricionista, fisioterapeuta, cirurgião (para pequenas cirurgias), mastologista e fonoaudiólogo.

Na Secretaria de Transportes e Obras o prefeito, listou a recuperação da frota do almoxarifado e as dezenas de serviços realizados garantindo uma cidade mais limpa, prédios públicos revitalizados e realização de obras e término de outras que foram iniciadas na gestão anterior como a quadra poliesportiva do Quilombo Nossa Senhora do Rosário e da creche no Distrito. Destacou os programas ProVias e PróMunicípio que estão garantindo máquinas, equipamentos e investimento em recapeamento por toda a cidade.

Na Educação, pasta do vice prefeito Érik Professor, houve avanços significativos avaliou Paulo Luis que também nomeou as melhorias; como reforma, aquisição de veículos, equipamentos multimídia entre outras ações.

Na Assistência Social, também houve reformas e reestruturação de programas que estavam parados na secretaria. Além da criação da Casa Quilombo, onde funcionará o atendimento ao Programa Bolsa Família, Extensão das ações da Casa da Família (CRAS I e CREAS), bem como o atendimento da Defensoria Pública.

Paulo Luis discursa observado pelo vereador Paulinho Leiteiro
Paulo Luis discursa observado pelo vereador Paulinho Leiteiro

Um grande acontecimento na visão do prefeito é a construção de 13 casas em parceria com a Associação de Moradores dos bairros Santa Edwirges e Santa Margarida (AMSESAM), no Projeto Moradia Digna, da Associação Habitacional de Alfenas e das 502 casas do Programa Minha Casa Minha Vida no Jardim Esperança. As obras de terraplanagem já começaram e a intenção é ampliar o número de residências na cidade e atendera também a zona rural. Já pedido autorização no Ministério das Cidades para que sejam edificadas 59 moradias no Distrito de Nossa Senhora do Rosário e a Secretaria de Assistência Social fará um levantamento das famílias que queiram adquirir o imóvel através do Programa do Governo Federal.

Através do apoio de diversos deputados, que Paulo Luis chama de “parceiros de Três Pontas” o Município conseguiu nestes 11 meses, fazer 23 aquisições, entre veículos pequenos, vans, ambulância, ônibus, caminhões e máquinas. Um carro para o SINE, dois ônibus escolares, duas vans, uma ambulância, quatros veículos Sandero, dois Uno, quatro caminhões, três vergalites, uma retro escavadeira, uma Patrol, uma pá carregadeira e um trator de esteira.

Os parlamentares tanto federais como estaduais, viabilizaram vários convênios constantemente estão sendo assinados. (Veja o quadro abaixo). Isto não inclui as doações feitas ao Município como os destinados. Todos os convênios e propostas estão no SISCOMV e podem ser conferidos por qualquer cidadão. Muitos outros também estão inscritos, mas ainda não foram examinados pelas respectivas áreas. Caso de uma Patrol que o deputado federal Odair Cunha prometeu para Três Pontas, que vai ajudar ainda mais na manutenção das estradas da zona rural.

Como começou, Paulo Luis encerrou agradecendo o apoio incondicional que vem recebendo da Câmara e dizendo que trabalha para o povo e não para aparecer.

No término da fala do Chefe do Executivo, o espaço foi aberto aos vereadores. O bloco da situação, Vitor Bárbara (PDT) Chico Botrel (PT), Valéria Evangelista (PPS), destacaram a luta e empenho do gestor. O peemedebista José Henrique também pregou união em favor do desenvolvimento de Três Pontas.

O único que fez questionamentos contrários as posições de Paulo Luis, foi Paulinho Leiteiro que primeiro enalteceu a importância da visita à Câmara debatendo idéias, reconheceu as dificuldades enfrentadas neste primeiro ano, justamente no ápice da crise da cafeicultura. Mas não admiti que houve perda de recursos para a construção da Praça da Juventude e da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Depois ouvir elogios da base, este foi o foco da fala do vereador direcionadas ao prefeito. Ele leu um trecho da entrevista da diretora do SAAE Marisa Cainelli divulgada com exclusividade à Equipe Positiva, em que foi esclarecido porque a prefeitura não conseguiu dar inicio a tempo nas obras de construção da ETE e os recursos recebidos a fundo perdido, ou seja, sem contrapartida foram perdidos. Por fim, lembrou que em visitas a cidade, o deputado Diego Andrade sempre disse a rádio que encontra dificuldades em ajudar o Município via prefeitura. Mas tem ajudado o Hospital São Francisco de Assis.

A vereadora Valerinha alertou que na relação divulgada pelo prefeito não viu o nome do sobrinho de Clésio Andrade. “É preciso fazer justiça. Tive notícias que Diego ajudou a Santa Casa, porém, não sei se via prefeitura foi destinado algum recurso”, afirmou.

VEJA  o quadro de convênios que os deputados destinaram para Três Pontas

R$ 1.138.000,00 – Deputado Mário Henrique Silva

R$    785.000,00 – Deputado Aelton Freitas

R$    754.000,00 – Deputado Bilac Pinto

R$    727.000,00 – Deputado Odair Cunha

R$    288.000,00 – Deputado Renato Andrade

R$    267.000,00 – Deputado Dimas Fabiano

R$    245.000,00 – Deputado Domingos Sávio

R$    215.000,00 – Deputado Silas Brasileiro

R$    100.000,00 – Deputado Fábio Cherem

R$      80.000,00 – Deputado Dilzon Mello

R$      35.000,00 – Deputado Carlos Pimenta

R$      35.000,00 – Deputado Dr. Grillo

R$      10.000,00 – Deputado João Leite

* Não estão inclusos as doações diretas

(Agradecimentos à Assessoria de Imprensa da PMTP)

 

COMPARTILHAR

Comentários