Um eletricista de 61 anos que possui um sítio na zona rural de Três Pontas, viveu momentos de terror na tarde desta segunda-feira (14). É que ele foi vítima de assalto e teve uma arma apontada para ele.

Segundo Donizetti Naves ele seguia de caminhonete para sua propriedade que fica a cerca de 10 quilômetros do perímetro urbano, quando próximo a Ponte do Tito, foi surpreendido por homens que saíram do meio de um cafezal, pularam na frente do veículo e o obrigaram a parar. Um deles o apontava uma arma e o fez descer. Em seguida, a dupla exigiu o seu aparelho celular. O que estava armado anunciou que iria levar a caminhonete e que Donizetti iria com eles, mas acabaram mudando de ideia. Os assaltantes mandaram então que o eletricista corresse e não olhasse para trás.

Donizetti Naves obedeceu e só percebeu que eles manobraram e pegaram a estrada em direção a rodovia MG 167. A Polícia Militar foi chamada e como havia muito barro no trecho por causa da chuva, seguiram o rastro do veículo que foi até o asfalto sentido Varginha, porém, na rodovia os sinais se perderam.

A Polícia faz rastreamento, mas não há pistas dos suspeitos.

A caminhonete levada é uma S-10 vermelha, placa GZB 1960 de Três Pontas que não é segurada. O veículo está avaliado em cerca de R$40 mil. Nele estavam a CNH da vítima, cerca de R$70 em dinheiro e cartões de crédito. Acostumado a fazer o trajeto todos os dias, Donizetti não quis mostrar o rosto, mas disse que nunca esperava passar por isto. A ação foi rápida demais, mas o susto foi muito grande, contou à Equipe Positiva.

COMPARTILHAR

Comentários