O trânsito é uma das maiores preocupações dos trespontanos e daqueles que precisam usar um carro ou moto para se locomoverem. Ir ao trabalho, sair para passear, ou simplesmente dar uma volta, é algo que não deve ser feito no sábado, o dia da beatificação do Venerável Padre Victor. Aliás, ninguém está impedido de fazer isto, mas não utilizando veículos.

Para receber bem aqueles que vão aportar na Cidade, muita coisa vai sair do padrão e do habitual de milhares de trespontanos, mas é apenas por um dia, por algo que é esperado há mais de duas décadas por devotos e que vai mudar o rumo do Município, que vai escrever uma nova história a partir deste fato.

Nesta sexta-feira (13), véspera da cerimônia, apesar do movimento das equipes de trabalho nas ruas, a rotina permanecerá a mesma. Empresários, comerciantes, donos de estabelecimentos comerciais poderão atender clientes normalmente e não precisarão diminuir o horário de expediente.

A compreensão é solicitada apenas no dia mesmo da missa, já que várias ruas serão interditadas, o que foi determinação da equipe do Governo de Minas. As interdições e as rotas que sofrerão alterações serão executadas a 1:00 hora da madrugada. Quem estiver com o veículo na garagem a partir deste horário não vai mais conseguir sair e quem estiver fora de casa, de carro não consegue chegar e não haverá exceção. Várias equipes da Polícia Militar estarão orientando os motoristas e quem não cumprir, desobedecer e forem flagrados em área proibida podem receber sanções administrativas de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

É preciso ter em mãos o panfleto que está sendo distribuído para entender e conhecer toda a área que está com o trânsito fechado, que é bem maior do que na Festa do Aniversário de Morte de Padre Victor, incluindo agora também as Avenidas Oswaldo Cruz, Ipiranga e todo o bairro Santana. Nestas vias, só circulam veículos oficiais, de emergência e viaturas. Nem mesmo a imprensa teve a liberação e os profissionais terão que caminhar. Os bairros Vale do Sol, Cohab Ouro Verde e Botafogo é uma opção de estacionamento.

Quem quiser poderá usar o transporte coletivo. A “Circular” fará uma rota diferente a partir da Praça Tristão Nogueira sentido Aeroporto. Ao invés do trajeto de costume, quem sair da Praça da Fonte vai subir a Avenida Ipiranga e o ponto final será o Auto Posto Aeroporto. De lá, ela retorna e faz o ‘caminho’ normal, mas neste dia não vai percorrer os bairros Padre Vitor, Santa Inês, Santa Edwirges e Santa Margarida.

De acordo com o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) Sargento Edward Naves, a Avenida Ipiranga será utilizada apenas para casos de emergência e para a passagem de autoridades. A orientação é que os moradores evitem deixar veículos estacionados do lado de fora. Pedestres devem usar a Avenida Caio de Brito, que tem sentido único em direção ao Aeroporto Municipal e onde o trânsito será fechado para veículos. “É uma via reta, sem morro e que estará totalmente voltada aos devotos que irão participar da beatificação”, afirmou Naves.

A Avenida Oswaldo Cruz também deve ser evitada, pois o movimento de ônibus será enorme. Ao entrarem no perímetro urbano, os veículos de passageiros serão identificados e numerados, um trabalho conjunto dos Escoteiros e da Guarda Municipal, facilitando a localização e evitando que alguém se perca na Cidade. É obvio que quem aportar por aqui mais cedo vai precisar usar os estabelecimentos comerciais na região central. Por isto, eles serão conduzidos às Avenidas Zé Lagoa e Oswaldo Cruz. Já os que vierem somente na hora do evento, ocuparão o terreno na Avenida Nilson José Vilela que foi preparado pela Prefeitura exclusivamente para eles.

A Coordenação do Trânsito criou um ponto de táxi próximo ao antigo Parque Vale do Sol, onde hoje funciona a Casa de Recuperação de Dependentes Químicos, Pietá. E como a Praça Cônego Victor estará fechada, os taxistas poderão trabalhar na Praça Getúlio Vargas, ao lado da Escola Municipal Cônego Victor, onde é o estacionamento do transporte escolar. Já os profissionais da Praça Tristão Nogueira não precisam mudar.

Apesar da previsão do evento ser de 2 horas e 15 minutos, as adaptações feitas para o evento vão durar cerca de 24 horas, mas não há um horário acertado para que tudo volte ao normal, e a compreensão será fundamental.

Uma dica importante da Polícia Militar é que as pessoas ao estacionar verifiquem se o veículo está realmente trancado, acionar o alarme e evite deixar bolsas e objetos expostos dentro do carro. Apesar do efetivo de mais de 300 policiais militares, as precauções devem ser tomadas a fim de evitar problemas.

COMPARTILHAR

Comentários