Marcelo Chaves assina o Termo de Posse na Mesa Diretora d Câmara junto ao presidente Luis Carlos

 

*Ele anunciou sua equipe de secretários, priorizando a nomeação de servidores efetivos

O engenheiro civil Marcelo Chaves Garcia (MDB) de 62 anos, foi empossado prefeito de Três Pontas, em cerimônia rápida e simples realizada pela Câmara Municipal, na noite desta segunda-feira (28). Ele se tornou prefeito após a renúncia de Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD) ao cargo, no dia 22 de maio e tem a missão de dar sequência do mandato 2017/2020.

A posse foi durante a própria sessão ordinária do Poder Legislativo, contou com a presença de secretários da nova gestão, familiares, amigos e populares, entre eles membros do Sindicato dos Servidores Ativos e Inativos do Município de Três Pontas (Sinfas). Marcelo foi chamado a ocupar uma cadeira junto a Mesa Diretora. De lá, ouviu a leitura da última comunicação oficial que Luiz Roberto fez, que foi feita com pesar, por se tratar da sua renúncia ao cargo, que ele lutou para conquistar durante duas eleições. Na última delas, em 2016, conquistou um número expressivo de votos: 20.584 (60,96%).

No texto lido pelo secretário da Mesa Diretora, o ex-prefeito diz que nos 507 de mandato, se empenhou ao extremo para, no intuito de alcançar justamente o bem estar e sua extensão à coletividade e, na intenção de não permitir que as relações políticas ultrapassassem os limites da impessoalidade; tomou a dolorosa decisão comunicada à Casa Legislativa.

“Saio de cabeça erguida com a certeza de que fiz o meu melhor. Ousei acreditar que era possível, quando tantos se quer tentam; nutrir a coragem de buscar, quando a maioria prefere a acomodação. Cito como exemplo de minhas realizações a operacionalização do Centro Pediátrico, a revitalização das praças da cidade, a renovação da frota escolar, do transporte de passageiros da área da saúde, a geração de novos empregos, a aquisição por doação de terrenos outrora pertencentes ao Governo do Estado, dentre outras conquistas”, diz o comunicado de Luiz Roberto.

Ele agradeceu a confiança do povo trespontano nos seus projetos e diz que eles não terminam com sua saída, porque seu vice Marcelo Chaves, a quem chamou de amigo de primeira hora, que tem sua admiração e respeito, o sucederá com louvor e fará um excelente governo voltado para o bem da população trespontana.

O ex-prefeito reconheceu o trabalho que fazem todos os vereadores, independentemente de ideologia partidária ou afeição ao seu governo e afirma que não guarda mágoas em seu coração, pois ele sempre pautou sua vida pela positividade e prefere nutrir sua alma com bons sentimentos como o amor, carinho, respeito, afeto e sobretudo gratidão, do que alimentar ressentimentos que, de fato, pertencem somente àqueles que o nutrem.

Luiz Roberto concluiu agradecendo a cada servidor municipal, em especial, sua família, esposa e seus filhos que sempre estiveram com ele em todos os momentos e são esteios para sua vida.

Marcelo Chaves entregou sua documentação antes de ser declarado prefeito

Extinção do mandato e declaração de vacância

O secretário da Mesa Diretora Maycon Machado fez a leitura a seguir do Decreto Legislativo que extingiu o mandato de Luiz Roberto e declarou vacância do cargo de Prefeito de Três Pontas.

O protocolo foi realizado no Poder Legislativo dia 23 de maio. Com isto, competiu ao presidente, o vereador Luis Carlos da Silva (PPS), declarar extinto o mandato. Isto só ocorre, segundo a Lei Orgânica, em caso de falecimento, cassação dos direitos políticos ou condenação por crime funcional e eleitoral, ou renúncia por escrito.

Após extinguir o mandato eletivo do prefeito de Três Pontas de Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias, o cargo foi declarado vago e em seguida Marcelo Chaves, apresentou sua documentação, como a Declaração de Bens e de Desincompatibilização. Apresentado ao presidente Luisinho e conferido pela Mesa, demonstra que não há nenhum impedimento para Marcelo Chaves assumir o cargo de Chefe do Executivo.

Juramento na Tribuna

Marcelo fez o juramento e se comprometeu a defender e cumprir a Lei Orgânica, as Constituições da República e do Estado,

Coube ao novo prefeito subir a Tribuna, fazer o juramento, se comprometendo a defender e cumprir a Lei Orgânica, as Constituições da República e do Estado, observando as leis e buscando promover o bem estar dos cidadãos, sempre com a inspiração da democracia. Depois assinar o Termo de Posse, com aplausos do público, Marcelo Chaves Garcia, foi então declarado prefeito de Três Pontas.

Ele então discursou pela primeira vez, falou da situação que vive o país e as consequências que o protesto dos caminhoneiros tem trazido para a cidade, comprometendo serviços essenciais prestados à população, como de saúde e educação. Por isto, nesta segunda-feira (28), foi decretado Estado de Emergência, em virtude das dificuldades geradas pela crise de abastecimento de combustíveis, provocada pelo movimento nacional dos caminhoneiros. Assim, ficam suspensos serviços como de transporte escolar na zona rural; manutenção das estradas rurais, demais serviços que necessitam de uso de veículos e máquinas veicular para sua realização e o transporte de pacientes para outras cidades, exceto o serviço de hemodiálise.

Economia na Administração

Em sua primeira entrevista coletiva, além de anunciar a redução destes serviços, Marcelo pregou economia. Esta preocupação é desde a formação da sua equipe de governo, onde a maioria do secretariado está sendo formada priorizando servidores efetivos.

Ao renunciar ao cargo de prefeito, Dr. Luiz recebeu um pedido que todos os cargos fossem exonerados, para que Marcelo pudesse nomear a sua equipe. Aquelas que por um motivo ou outro, estejam sendo investigadas neste momento, não serão reconduzidas ao cargo. A economia segundo cálculos será de cerca de R$1 milhão ao ano e será fundamental para enfrentar as dificuldades que estão por vir. O novo prefeito agradeceu a coragem destes servidores em assumir estas pastas. “O município não pode parar ou retroceder, toda vez que houver alguma mudança. Isso traz um prejuízo muito grande. Temos que dar continuidade para quem for nos substituir encontre a ‘máquina funcionando’”.

Marcelo Chaves revela que está com muita disposição e vontade de trabalhar e se sente preparado para governar. Admite que vai enfrentar dificuldades, mas vai buscar parceiros como a Câmara Municipal de Vereadores. Aliás, durante a tarde desta segunda-feira (28), ele se reuniu no gabinete com os parlamentares e disse que o primeiro encontro foi bastante positivo. “Todos tem a consciência exata do momento que estamos vivendo e que se não houver uma harmonia e respeito aos poderes constituídos fica muito difícil. Eu tenho um bom relacionamento com todos eles, independente de questão partidária e deixei isso muito claro a eles. Aqueles que nos ajudarem terão seu espaço”, antecipou o Chefe do Executivo.

O vice presidente Benício Baldansi, o prefeito Marcelo Chaves, o presidente da Câmara Luis Carlos e o secretário Maycon Machado

Apoio à investigação Trem Fantasma

Quanto a investigação do Ministério Público, Marcelo Chaves deixou claro que disponibilizou aos promotores todo e qualquer documento que for necessário. Tudo que foi pedido até agora foi entregue, porque é vontade da Administração que tudo seja apurado. Porém, é importante ter bom senso e tranquilidade em não julgar as pessoas antes da hora. Do lado de fora, algumas pessoas protestavam de forma pacífica contra a posse. A Polícia Militar reforçou a segurança no local, mas não houve problemas.

EQUIPE DO PREFEITO MARCELO CHAVES

Procuradoria Geral do Município: Yves Duarte Tavares (mantido)
Chefe de Gabinete: Melissa Chaves Garcia
Secretaria de Assistência Social: Aparecida Maria Chaves Garcia (Cydalya)
Secretaria de Administração: Érika Mesquita
Secretaria de Fazenda: Aguinaldo Gomes Corrêa
Secretaria de Saúde: Teresa Cristina Rabelo Corrêa (mantida)
Secretaria de Educação: Roseanne Duarte Funchal Oliveira
Secretaria de Indústria e Comércio: Sebastião de Fátima Cardoso*
Secretaria de Transportes e Obras: Maquil dos Santos Silva Pereira
Secretaria de Cultura, Lazer e Turismo: Alex Tiso Chaves
Secretaria de Esportes: João Batista Rabelo (mantido)
Secretaria de Agropecuária: Maquil dos Santos Silva Pereira
Secretaria de Meio Ambiente: Paulo Vitor da Silva (transferido)
Diretor do Iprev: Dr. Luciano Reis Diniz (mantido)
Diretor do SAAE: Afonso José de Carvalho Figueiredo (mantido)

*A Associação Comercial foi quem indicou o nome de Tiãozinho Vermelho para o cargo de secretário de Indústria e Comércio. A intenção é que ele continue o processo de industrialização de Três Pontas já tem.

** O Chefe da Guarda Civil Municipal é Alcemir Anacleto da Silva. A escolha foi feita pelos próprios GCM’s. Eles voltam a ter a sede no Trem Bão e serem vinculados ao gabinete do Prefeito. De acordo com o prefeito Marcelo Chaves, o trabalho deles será exclusivamente ao patrimônio público.

COMPARTILHAR

Comentários