Os vereadores da Câmara Municipal de Três Pontas cumpriram a obrigação com o Poder Legislativo, participando de uma sessão ordinária, desta vez mais tranquila e sem debates. A ausência foi mais uma vez do vereador Antônio Carlos de Lima (PSD), que está de novo de atestado médico. Estiveram em pauta cinco projetos, apesar de ser apenas que estava na ordem do dia divulgada pela assessoria legislativa.

O primeiro e principal projeto foi do Poder Executivo que beneficia a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) que autoriza a concessão de subvenções sociais e contribuições em 2014. Na lei já aprovada, houve um equívoco considerando que o valor estimado para Apae é de R$437 mil, oriundos dos 40% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A pedido do vice presidente Luis Carlos da Silva (PPS), a Câmara votou alteração no orçamento para abertura de crédito adicional suplementar. A mudança é por causa da necessidade de detalhar a despesa de três ações da Secretaria Municipal de Assistência Social, do Piso Mineiro e contrapartida da Assistência Social e execução do programa Minha Casa Minha Vida (FAR), totalizando R$20.515,00 visando dar destinação a estes recursos.

Dois projetos que dá nomes a duas ruas no Residencial Santa Tereza foram aprovados. As leis são dos vereadores Geraldo Messias Cabral (PDT) e Paulo Vitor da Silva (PP), mas foi Geraldo que solicitou a inclusão para votações. Os homenageados são os saudosos – Vereador João de Castro Neto “Velho de Castro e Davi Mudrik.

Enquanto vereadores elogiavam a iniciativa e destacavam a história de vida dos homenageados, a maioria conversava e nem se importava com as votações. O barulho que geralmente vem do público, mais uma vez vinha de dentro do Plenário Presidente Tancredo Neves, ainda mais que toda semana eles esquecem aparelhos celulares ligados.

Manifestações na Tribuna

Foram registradas na reunião desta semana, as indicações dos vereadores José Henrique Portugal (PMDB) e Itamar Antônio Diniz (PRTB). Eles propuseram Moções de Aplausos para o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Desembargador Joaquim Herculano Rodrigues e a presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), Adriene Barbosa de Faria Andrade. Os legisladores querem reconhecer o esforço deles na implantação da terceira vara na Comarca de Três Pontas.

O vereador Chico Botrel (PT), foi na Tribuna para contar da satisfação que teve na visita que fez ao Jardim Esmeraldas, onde a Construtora Cheren está construindo as primeiras 316 casas, das 502, do Programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal. Experiente na edificação de casas através de projetos sociais, Botrel disse que já há entre 12 e 15 residências já com a alvenaria pronta, sendo que entre 4 e 5 dias uma fica pronta. O vereador não deixou de lembrar do trabalho do governo petista que beneficia famílias carentes, antes esquecidas.

A secretária da Mesa Diretora vereadora Alessandra Vitar Sudério Penha (PPS) registrou o que segundo ela é bom para o povo. Lembrou que no passado as pessoas precisavam quase que pedir pelo amor de Deus, para receber as suas férias prêmio e mesmo assim, apenas algumas conseguiam. Geralmente quem ganhava mais eram os beneficiados. Hoje, com o prefeito Paulo Luis todos estão recebendo. Alessandra teria presenciado na semana passada, um servidor que chorou quando soube que desta vez seria contemplado. “Sei que isto é obrigação, mas que muitos não fizeram. Parabéns ao prefeito Paulo Luis pela sensibilidade que tem”, disse a socialista.

COMPARTILHAR

Comentários