Denis Pereira – A Voz da Notícia

A referência ao horário de verão, que entrou em vigência no último domingo (19) no título desta reportagem, é mais uma vez por conta do atraso dos vereadores para a sessão ordinária semanal. Talvez eles não tenham mudado o relógio e o sol que ainda mostrava sua cara, as 18 horas, tenha confundido, não todos, mas boa parte dos legisladores, que de novo chegaram atrasados para a reunião no Plenário Presidente Tancredo Neves. Se fosse necessário os vereadores baterem ponto, como fazem os servidores municipais, nem todos, mas muitos teriam valores descontados no fim do mês, no sagrado dia 27. Outro problema de sempre são os microfones. O da vereadora Valeria Evangelista falhou o tempo todo. Outra hora era o da Tribuna que estava baixo demais.

Inicialmente haviam três itens na pauta de votações, apenas um projeto de lei e dois Decretos Legislativo, porém, as vereadoras Valerinha e Alessandra Sudério, ambas do PPS pediram a inserção de outros cinco projetos do Executivo na pauta.

Os que já estavam previstos não geraram tanta discussão, apenas o Título de Cidadania e a Moção de Aplausos é que os vereadores, como sempre destacaram o reconhecimento aos homenageados.

Primeiro o projeto de lei 081 que corrigi o equívoco quando do encaminhamento do Projeto de Lei nº 030/2014, de 20 de fevereiro de 2014, que resultou na promulgação da Lei Municipal nº 3535, de 20 de maio de 2014. O erro está no descompasso referente à carga horária dos cargos de Técnico em Saúde V (Técnico de Raio X), bem como do cargo de Especialista em Saúde (todos os níveis).

Depois vieram as honrarias. Do vereador Antônio Carlos de Lima (PSD), um Título de Cidadania Honorária ao médico mastologista Dr. Silvio César da Silva, natural de Belo Horizonte. Em seguida, uma Moção de Aplausos à médica Dra. Lúcia de Oliveira Piedade que durante anos trabalhou no Centro de Saúde Policlínica. Todos estes aprovados por unanimidade.

Terminada a pauta, com os pedidos atendidos, os outros projetos começaram a serem discutidos. O primeiro altera o “Quadro de Cargos e Vencimentos dos Servidores da Câmara Municipal de Três Pontas. A demanda de serviços, especialmente, os relacionados ao Setor de Compras e Licitações do Poder Legislativo, aumentou significativamente, demandando desse modo, o aumento do quantitativo de vagas no cargo de Assistente Legislativo II, afinal, atualmente, conta com apenas um servidor.

A necessidade de contratação de novo servidor para o cargo em questão se deve também dos transtornos vivenciados, uma vez que a concessão de direitos ao servidor lotado no Setor de Compras e Licitação como, férias e licenças em geral, afinal, nestes casos, o órgão público fica desamparado e com os serviços de referido setor paralisados.

deve-se esclarecer que o atual ocupante do cargo de Assistente Legislativo II, e responsável pelo Setor de Compras e Licitações da Câmara, já está afastado do serviço a mais de 30 dias em virtude de afastamento em decorrência de doença, sendo certo que, inclusive já requereu nova licença. Assim, fica clara a necessidade de contratação de novo servidor para assegurar. É o que garantiu os vereadores ao aprovarem este projeto proposto pela Mesa Diretora.

Outra lei aprovada, incorpora ao perímetro urbano de Três Pontas, 174.159,00 m², localizados na região sul do Município na divisa com a Fazenda Boa Vista. O vereador Paulo Vitor da Silva (PP), lembrou que quando foi secretário de Indústria e Comércio, havia pensando nesta área para a construção de um Distrito Industrial, centralizando e organizando empresas que possam gerar emprego e renda aos trespontanos. O vereador José Henrique Portugal (PMDB), entre outros, lembrou da importante ligação asfáltica entre o Foguetinho e a MG 167. O projeto foi aprovado por todos.

Com pedido de urgência, o projeto 119 de 10 de outubro abrindo crédito adicional especial no orçamento de 2014, visa a autorizar o Executivo Municipal a devolver R$1.350 de saldo de convênio que não foram gastos no CAIC, uma vez que equipamentos já foram adquiridos. Portugal foi o único contrário.

A outra lei votada e aprovada a seguir, tem o mesmo objetivo, devolver R$1,6 mil de saldo de convênio, da Secretaria Municipal de Saúde. Só que desta vez, todos foram favoráveis.

Por fim, o último projeto que altera a lei do orçamento que estimou e fixou a receita e as despesas do Município para 2014, adequando através de um crédito adicional suplementar no valor de até R$3 mil para a readequação dos valores para manutenção do Programa Mais Médico, com recursos municipais, visando a continuidade do programa, bem como o pagamento do auxílio sob a responsabilidade da Prefeitura. A lei foi aprovada por todos.

GRANDE EXPEDIENTE

O vereador Vitor Bárbara tocou no assunto da atualidade – a falta d’água. Lembrou da ousadia e do tamanho do investimento feito pelo ex-prefeito Tadeu Mendonça quando construiu a Estação de Tratamento Sete Cachoeiras. Na época, segundo o vereador, grande parte da população criticou demais e Tadeu ‘apanhou’ e hoje, está sendo reconhecido pela sua visão, que deixou de investir recursos que davam para recapear toda a cidade, e numa visão futurista investiu na captação de água.

Já o vereador petista Francisco Botrel Azarias, voltou a falar da campanha eleitoral deste segundo turno. Conclamando todos os partidos aliados, Botrel disse que o fardo está pesado e é preciso que deputados estaduais eleitos em Minas Gerais, ajude na reeleição da presidente Dilma. Por enquanto ele não tem visto isto por parte de parlamentares que fazem parte da base, mas, se vencer depois muitos vem comemorar juntos a vitória, enfatizou o líder petista.

MILITARES SERÃO HOMENAGEADOS

A Câmara Municipal de Três Pontas promove na próxima segunda-feira (27), as 19:30, uma solenidade de entrega de Moções de Aplausos e Títulos de Cidadania Honorária, especial para Policiais Militar. Estes, foram indicados e tiveram seus nomes aprovados em Plenário. Os homenageados são, o comandante da 151ª Companhia de PM, Tenente Bruno Neves Tavares, o aluno do Curso de Habilitação para Oficiais Sanges Marques Guimarães, os terceiros sargentos José Roberto dos Santos, Adenilson Martins, José Juvenil da Silva e Mauro Sérgio de Oliveira Teixeira (Título de Cidadão Honorário), Sargento Geraldo Custódio Pereira, o militar mais antigo da 6ª RPM, Cabo Walter Afonso Simão e o Soldado Francis Fernandes Braga que vai receber uma Moção de Aplausos, por ter salvo a vida de um motorista em um acidente na MG 167 em 2013.

COMPARTILHAR

Comentários