O cavaleiro Francisco José Mesquita Musa está em Três Pontas passando férias. Ao lado da mãe Silvana Musa, ele recebe o carinho e os mimos da avó dona Maria Ivone Reis Mesquita. Ele desembarcou na cidade na véspera de Natal e não esconde que apesar de ter nascido em Três Corações, morar em Araras ama os trespontanos.

Musa 6Aos 36 anos de idade, Francisco Musa conquistou na tarde do sábado (13), o Campeonato Brasileiro Hyundai de Sênior Top 2014, realizado no GP do CSI2* Top Riders, na Sociedade Hípica Paulista. Após nove etapas, o mineiro radicado em São Paulo foi o grande campeão da temporada com 118,5 pontos. Ele é bi campeão brasileiro e foi tetra campeão do ranking este ano. “Eu sonhava em ganhar um título brasileiro, dois é melhor ainda. Principalmente porque eles foram com o Xindoctro, grande parceiro nessa jornada. Estou muito feliz e agora eu vou descansar, pensar em como vai ser a próxima temporada e preparar os cavalos para que eles cheguem tão bem como esse ano”, contou Francisco Musa, que também foi campeão brasileiro em 2012. Enquanto ele descansa em Minas Gerais, os cavalos que também vivem uma temporada puxada de treinos e competições também estão de férias. Os animais também treinam uma hora todos os dias e como seres humanos também precisam de uma pausa e depois voltam para entrar em forma para um novo ano de provas. As competições serão retomadas em meados de fevereiro.

Musa fez uma excelente campanha ao longo da disputa e só dependia de si mesmo para conquistar o bicampeonato. Das nove etapas venceu duas e esteve entre os cinco primeiros colocados nas outras. “Esse novo formato do campeonato realmente valoriza quem é mais consistente o ano todo. O patrocínio da Hyundai é um incentivo muito grande para todo mundo. Tanto para o proprietário, que sempre busca bons cavalos, quanto para o cavaleiro porque além do prêmio, é o título mais importante da temporada”, finalizou.

MusaEm 2014, pela primeira vez, o campeonato brasileiro de saltos deixou de ser disputado em um único final de semana para acontecer ao longo de nove etapas durante o ano. Antes de chegar a etapa final do Campeonato Brasileiro Hyundai de Sênior Top, que teve peso 1,5, cada participante descartou os dois piores resultados conquistados ao longo da competição. O novo formato, mais competitivo, permitiu que os cavaleiros residentes no Brasil também somassem pontos no ranking da Federação Equestre Internacional.

O rapaz pratica o hipismo já há 25 anos. Despertou a paixão através do pai, Antônio Musa que até hoje tem em Três Corações uma escolinha que ensina o esporte para gente de todas as idades, inclusive crianças que adoram aprender a montar. Ele também hoje vive do hipismo. Musa dá aulas na Estância Jurita em Araras para uma família que o contratou e também a outros alunos.

O hipismo oferece diversos benefícios para a saúde e está crescendo muito no Brasil, tanto que as etapas do Campeonato Brasileiro, por exemplo, foram transmitidas pela Sport TV, o que faz com que mais pessoas se interesse pelo esporte, que tem muito contato com a natureza. O competidor tem um excelente convívio com o cavaleiro que acaba sendo um companheiro, pois são mansos e domesticados. A modalidade cresceu 50% nos últimos cinco anos e tem movimentado 7,6 bilhões de reais no país. Outros números impressionam: 5,8 milhões de cavalos no Brasil, sendo 1 milhão de animais de competição; 2.000 pessoas participando de competições de hipismo todos os finais de semana em um raio de 100 quilômetros da capital paulista.

Destaque musa 1
Musa foi campeão e receberá também como prêmio um carro zero quilômetro

Em Três Pontas, a Vila Boa Vista conta toda infra-estrutura e profissionais para a prática da equitação nas modalidades de Hipismo Clássico, Adestramento e CCE, preparação de cavalos e cavaleiros para concursos hípicos e realização de eventos. Francisco Musa já disputou na Vila em meados do ano 2000 e o Centro é recomendado por ele. A Escola de Equitação, oferece aulas para adultos e crianças em cavalos experientes da própria escola, com um programa de ensino adequado a cada estágio de aprendizado, além de treinamento e preparação de cavalos para concursos hípicos de Salto, Adestramento e Concurso Completo de Equitação (CCE).

COMPARTILHAR

Comentários