A Quarta-Feira de Cinzas marca o início da Quaresma na Igreja Católica. São os 40 dias que antecedem a comemoração da Páscoa, a festa da ressurreição. Para os fieis, este é um período de reflexão. Celebrações durante todo o dia marcaram a data nas três paróquias de Três Pontas.

Durante a celebração, os fiéis receberam as cinzas na cabeça, rito que simboliza a reflexão sobre a mudança de vida e marca o início da Quaresma para os católicos. As cinzas usadas na cerimônia vem da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano passado.

Durante uma das missas presididas na Matriz D’Aparecida, o pároco padre André Rodrigues Villas Boas disse que a Quaresma leva ao tríduo pascal, onde é celebrado o ponto central da fé. “Este tempo é para caminharmos ao encontro de Jesus que é a razão da nossa vida”.

Na visão do sacerdote, as pessoas devem muito mais que preocupar em fazer penitência é refletir sobre sua vida. As vezes muita gente faz uma penitência externa, deixando de comer algo que gosta, ou como alguns dizem fazer regimes, quando deveriam fazer uma penitência solidária. “Ajudar a quem precisa é bem melhor que fazer a penitência deixando de consumir um alimento ou ter um hábito”, aconselhou padre André.

Sobre a Campanha da Fraternidade realizada neste período pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que traz o tema “Fraternidade e superação da violência”, mostra desde 1961 quando foi lançada, a importância da Igreja na sociedade. Em seu lançamento em Brasília nesta quarta-feira (14), membros do Superior Tribunal Federal estavam presentes, relata padre André, demonstrando a importância da união, entre todos, estado, igreja e famílias.

Cartaz CF 2018. Divulgação CNBB

A CF 2018, além de mapear a violência, colocará também em evidência as iniciativas que existem para superá-la, bem como despertar novas propostas com esse objetivo. Esse tema já foi discutido na década de 80, num contexto em que o país vivia a recessão militar e dentro desse contexto foi possível mapear diversas formas de violência.

O lema da CF “Vós sois todos irmãos” foi extraído do capítulo 23 do Evangelho de São Mateus, no qual Jesus repreende os fariseus e mestres da lei, por suas práticas não serem coerentes com os seus discursos.

COMPARTILHAR

Comentários