No último fim de semana, a Equipe Positiva mostrou muita gente nadando no Pontalete

O Lago de Furnas está subindo a cada dia. E a grande responsável é a chuva que vem caindo com frequência na região. Com 1.406 km² extensão de água de superfície, o coração do turismo das mais de 50 cidades, é chamado de “Mar de Minas”, que no ano passado literalmente secou. Isto trouxe prejuízos incalculáveis para comerciantes e pescadores, já que turistas e visitantes sumiram.

Hoje o cenário já é bem diferente e os estudos que apontavam que demoraria anos para recuperar o nível do lago, não se confirmaram. Tudo começou em novembro, quando a chuva começou a cair com intensidade no Sul de Minas, revertendo a paisagem desoladora, quando as pontes que estavam submersas estavam até sendo usadas e estradas puderam ser reabertas e encurtar caminho entre municípios como Elói Mendes e Paraguaçu por exemplo.

Amora 1
Pontalete viveu uma das piores secas de sua história

Foto 3Amora 3

Em outubro de 2015, o Comitê da Bacia Hidrográfica de Furnas, afirmou que ainda era preciso muita chuva para que o lago volte ao nível ideal. Pelos levantamentos, dos últimos quatro anos, aquele era o pior momento, o que deixou apreensivo inclusive investidores da região.

A realidade atualmente é outra e as expectativas são as melhores possíveis, tanto em Três Pontas, no Pontalete e em Campos Gerais, na famosa Ponte das Amoras. O aumento das águas do lago trouxe de volta a presença de banhistas, barcos de passeios, lanchas e canoas, onde antes servia apenas para pastagem ou plantação. É a volta do turismo chegando para aquecer a economia dos municípios que são banhados pelo Lago de Furnas e dependem do turismo para suas receitas.

O nível do reservatório de Furnas aumentou ainda mais nos últimos dias de janeiro com as chuvas que caíram no Sul de Minas. Segundo a última medição feita no reservatório, o nível está em 761,10 centímetros, o que representa 61,66% da capacidade total. Para se ter uma ideia, em 1º de fevereiro de 2015, o nível da represa estava em apenas 15,27%.

Em apenas 10 dias, o nível do lago subiu cerca de 1,5 metro. Esse volume de água não era registrado no Lago de Furnas há três anos.

A volta da água enche os donos de bares e restaurantes na Comerciantebeira do lago de esperança e expectativas. O movimento segundo Claudilei Ismael Messias “Piora” cresceu 65% nas duas últimas semanas e se tudo continuar assim, o movimento deve voltar ao normal ainda este ano, como era antes. No restaurante dele neste domingo(31), foi preciso contratar mais gente para ajudar. Sete pessoas se desdobraram para atender a todos os clientes, a grande maioria de Três Pontas. Mas tinha algumas pessoas de Paraguaçu que vieram de lancha. Quando a balsa voltar a navegar, muita gente de Paraguaçu e Elói Mendes vão voltar a frequentar o Pontalete. E para o Carnaval tudo já está preparado receber ainda mais gente, por isto, ele está reforçando sua equipe porque mais gente deve aportar por lá.

Há cinco morando e com estabelecimento no Pontalete, o sentimento é de muita alegria e satisfação, ao ver que a natureza está derrubando todas as expectativas que apontavam que demoraria anos para o lago se recuperar de uma das maiores secas da história.

05
Bares a beira lago, voltaram a registrar grande movimento nos fins de semana

Comentários