Aconteceu nesta quinta-feira (09), a premiação dos melhores cafés Cocatrel, da safra 2017/2018. A cerimônia ocorreu na charmosa Pousada Travessia, em Três Pontas, e contou com a presença dos cooperados premiados e seus familiares, além das empresas exportadoras que adquiriram lotes dos melhores cafés.

Na abertura do evento, o presidente da cooperativa,  Francisco Miranda de Figueiredo Filho, ressaltou a importância dos produtores para a Cocatrel e a necessidade de se focar na qualidade dos cafés, que tem sido exigência do mercado. Ele também apresentou o novo departamento da cooperativa, o Cocatrel Direct Trade, focado em cafés especiais e exportação, mostrando que a Cocatrel tem se preocupado e investido nesta área. O coordenador deste novo setor da Cocatrel, Gabriel Miari, aproveitou o momento para apresentar sua equipe e explicar os objetivos do Cocatrel Direct Trade. “Nossa função é valorizar o produtor de todas as formas, orientá-lo e tentar encontrar os cafés de qualidade que os cooperados da Cocatrel têm produzido.  Por outro lado, estamos buscando os melhores mercados para a comercialização destes cafés, visando sempre obter bons negócios para a Cocatrel e, principalmente, para o produtor”.

Os lotes de cafés premiados foram vendidos a um preço mínimo de R$700,00 a saca, com o comprometimento da cooperativa em buscar outros compradores para melhorar ainda mais este valor, que na atual situação do mercado cafeeiro, já é bastante significativo. “A qualidade tem que ser premiada com troféus mas também com dinheiro para o produtor”, afirmou Francisco Miranda.

Além dos premiados e das empresas parceiras, uma homenagem foi também prestada  ao Centro de Comércio de Café de Minas Gerais, representado por seu presidente, Archimedes Coli Neto. Ele agradeceu a homenagem e parabenizou os cooperados, ressaltando a importância de cada um em contribuir para melhorar a qualidade dos cafés de Minas Gerais, mostrando ao mundo que o Brasil possui excelentes cafés e não apenas quantidade, como  tradicionalmente era tratado no mercado externo.

O objetivo deste evento é incentivar e reconhecer aqueles cooperados que priorizam a qualidade de seus cafés, em todos os processos de produção. Coube à equipe da Cocatrel Direct Trade, o trabalho de selecionar e classificar os cafés recebidos pela cooperativa, com pontuação acima de 84 pontos, nas categorias Cereja Descascado e Natural. A estas amostras são dadas notas de acordo com alguns tópicos avaliados como: aroma, uniformidade, doçura, sabor, acidez, corpo, finalização, entre outros.

Além de um troféu personalizado, cada um dos premiados recebeu 20 kg de seu café torrado e moído, colocados em embalagens especiais. Eles terão seus cafés à venda na Cafeteria Cocatrel e também no e-commerce da loja online da cooperativa, através do site www.cocatrel.com.br.

Vamos então conhecer quem foram os 12 premiados:

Premiados na categoria Cereja Descascado

ANTÔNIO VITOR ARCHANJO – Sítio Lagoa – Três Pontas
JOSÉ CARLOS DOS REIS – Sítio Padre Vítor – Três Pontas
ROMEU SCALIONI – Sítio Retiro – Nazareno
TOMÉ MOACIR MACIEL – Fazenda Recanto do Sol – Três Corações

Premiados na categoria Natural

AGOSTINHO DE FÁTIMA MARCELINO – Fazenda Curralinho – Três Pontas
EDINEI HENRIQUE DE SÃO JOSÉ – Sítio Queixada – Ilicínea
FÁBIO ARAÚJO REIS – Fazendo Mato Santo – Carmo da Cachoeira
FLÁVIO ALESSANDRO CORRÊA – Sítio Por do Sol – Três Pontas
FRANCISCO SALES – Sítio Ariana – Carmo da Cachoeira
JOÃO CESAR RESENDE – Taboão – Lagoa Dourada
JOSÉ VITOR LUZ – Fazenda bom Sucesso – Carmo da Cachoeira
MARIA NANCI REIS – Fazenda Padre Vitor – Três Pontas

COMPARTILHAR

Comentários