DCIM999GOPRO

 

A Expocafé 2018 foi aberta ao público nesta quarta-feira (16), no Campo Experimental da EPAMIG em Três Pontas. Em sua 21ª edição, a feira é um dos principais eventos nacionais de transferência de tecnologia e exposição de máquinas e implementos do setor cafeeiro. A estimativa é de que passem pela exposição cerca de 15 mil pessoas nos três dias da feira. A Expocafé é uma realização do Governo de Minas Gerais, por meio da EPAMIG e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Durante a solenidade oficial de abertura, o secretário de Agricultura em exercício, Amarildo Kalil, destacou a importância do café como fonte geradora de emprego, renda e divisas para Minas e o país. “A atual safra mineira deve ser de aproximadamente 30 milhões de sacas. Isso representa mais da metade da produção nacional. Além disso, o café é o principal produto da pauta de exportações do agronegócio mineiro. Somente no ano passado, o valor das exportações do segmento cafeeiro alcançou US$ 3,4 bilhões com a comercialização de mais de 20 milhões de sacas. Tudo isso mostra o peso do café para o nosso estado e a importância deste evento para o aprimoramento de toda a cadeia produtiva”, afirma.

O secretário Amarildo Kalil destacou, ainda, o papel do Governo de Minas Gerais na elaboração e execução de políticas públicas específicas para o setor cafeeiro, como a realização do Concurso de Qualidade de Cafés, do Circuito Mineiro da Cafeicultura e da Semana Internacional do Café (SIC), o programa Certifica Minas Café, além do trabalho de vigilância sanitária, pesquisa e extensão rural realizado pelas instituições do sistema operacional da agricultura no estado (IMA, EPAMIG e Emater-MG).

Neste ano a área de exposição da feira teve um aumento de dois mil metros quadrados, totalizando 14 mil m2 e a presença de 30 novos expositores. “No total são 160 expositores e 205 estandes. Todos esses números reforçam o crescimento e a credibilidade do evento junto aos parceiros”, avalia o presidente da EPAMIG Rui Verneque.

Para as próximas edições, a expectativa é de que esteja pronto o novo espaço de eventos do Campo Experimental de Três Pontas, onde serão realizados os simpósios, palestras técnicas e workshops não somente da Expocafé, mas de todos os eventos da unidade de pesquisa. O presidente da EPAMIG ainda agradeceu o apoio do Governo à instituição, ressaltando os recursos para o asfaltamento de 4,2 mil metros quadrados na área de realização da Expocafé.

Programação técnica

Um dos destaques da feira, a programação técnico-científica contou com plantão técnico no estande da EPAMIG e o primeiro dia da Dinâmica de Máquinas que conta com 14 estações comandadas por EPAMIG, Emater-MG, Universidade Federal de Lavras e empresas de equipamentos para a lavoura cafeeira, que demonstram na prática o funcionamento do maquinário. No ônibus-laboratório Ciência Móvel, os visitantes puderam saber sobre as hortaliças não-convencionais.

Nesta quinta-feira (17), dois eventos serão realizados na Tenda de Eventos da Expocafé. Na parte da manhã, de 9h às 12 horas, acontece o 1º Encontro das AgroMulheres, promovido pelo portal AgroMulher, que reúne informações e sobre mulheres que empreendem na agropecuária. De 13h30 às 16h, o Grupo Ecocert vai abordar o tema Certificação Orgânica por Auditoria – principais conceitos e etapas para a certificação do café. 

Mapeamento do Parque Cafeeiro

O workshop “Mapeamento e Monitoramento do Parque Cafeeiro de Minas Gerais”, realizado nesta quarta, apresentou aos cafeicultores os resultados do projeto do Governo de Minas, que fez uma radiografia detalhada da cafeicultura no estado. O trabalho começou em 2016 e foi concluído no início deste ano, com o objetivo de oferecer informações precisas sobre o setor, contribuindo com o desenvolvimento da cadeia produtiva e a implantação de políticas públicas.

O valor total do projeto foi de R$ 6 milhões, sendo R$ 4 milhões da Codemig (atual Codemge) e R$ 2 milhões de contrapartida da Emater-MG e EPAMIG. Os recursos foram investidos em softwares, veículos, drones, tablets e equipamentos utilizados em todas as fases do trabalho. Qual é o tamanho do parque cafeeiro mineiro? Quantas propriedades, que tipo de café é cultivado em cada região? Quais as características de cada região produtora? Todas essas informações estão detalhadas e disponíveis no site: geoportal.emater.mg.gov.br/geoportal.

A Expocafé segue até a próxima sexta-feira (18) no Campo Experimental da EPAMIG em Três Pontas, de 8h às 18 horas. A entrada é gratuita.

COMPARTILHAR

Comentários