Dr. Luiz Roberto e Marcelo Chaves no Cartório Eleitoral após o anúncio da vitória da Coligação Muda Três Pontas

Cerimônia será as 11 horas e

A Câmara Municipal de Três Pontas está preparando a cerimônia de posse dos eleitos para o mandato 2017/2020. Prefeito, vice e vereadores irão no dia 1º de janeiro assumir seus cargos. A sessão solene desta vez será de manhã, as 11 horas, no Plenário Presidente Tancredo Neves e não a tarde como nos anos anteriores. Como o espaço é pequeno para tantos convidados e moradores da cidade, uma estrutura será montada na parte externa com cadeiras, tendas e televisores, onde cerca de 300 pessoas poderão assistir a solenidade.

Todos os eleitos entrarão acompanhados até o Plenário por esposa, mãe ou quem for convidado por eles. A ordem foi definida pelo número de votos que cada um recebeu. As primeiras fileiras de cadeiras ficarão reservadas a estas pessoas.

Posse e eleição serão comandadas pelo mais votado

maycon-machadoQuem vai ocupar a cadeira maior do Poder Legislativo provisoriamente será o vereador mais votado em 02 de outubro, Maycon Douglas Machado (PDT), (foto) eleito com 1.666 votos. Na mesa deve também ficar o juiz eleitoral Dr. Cristiano Araújo Simões Nunes e o secretário “ad hoc”, que será indicado pelo presidente em exercício. Maycon deve prestigiar a única mulher eleita, a vereadora Marlene Rosa de Lima Oliveira também do PDT.

Antes de serem declarados empossados, os 11 eleitos para o Legislativo precisam entregar alguns documentos como o Diploma da Justiça Eleitoral e a Declaração de Bens, demonstrando assim, que estão aptos a assumirem os cargos. Eles assinam o Termo de Posse e fazem o juramento, que será proferido por Maycon, se comprometendo a cumprir o mandato a eles confiados pelo povo trespontano para a 18ª Legislatura da Câmara Municipal.

A eleição da Mesa Diretora para o biênio 2017/2018 será em seguida e vai começar pelo cargo de presidente. Desta vez, a votação será aberta e não mais secreta como antes. Até a publicação desta reportagem haviam inscritos Érik dos Reis Roberto (PSDB), Francisco Fabiano Diniz Júnior (PSL), Luis Carlos da Silva (PPS) e Sérgio Eugênio Silva (PPS). Nenhum dos novatos se candidatou e a presidência ficará com quem já cumpriu mandato. Com exceção do Professor Popó, que será legislador da situação, todos os outros já ocuparam a Mesa Diretora. Érik já foi secretário e Sérgio e Luisinho presidentes, sendo que este último já foi por duas vezes.

Para que o Chefe do Legislativo seja eleito em primeiro escrutínio, ou primeira votação, ele precisa obter a maioria absoluta dos votos, ou seja, 6. Havendo a necessidade de segundo “turno”, vencerá o candidato que obtiver maioria simples dos votos ou, em caso de empate, será vencedor o vereador mais velho.

Assim também acontece na escolha dos outros cargos de vice e secretário.

Eleito, o presidente recebe os documentos que instruem a transmissão de governo e a situação financeira e patrimonial da Câmara Municipal de Três Pontas.

Posse de Dr. Luiz Roberto e seu vice

Será o novo presidente que dará posse ao prefeito e seu vice Dr. Luis Roberto Laurindo Dias (PSD) e Marcelo Chaves Garcia (PMDB).

O médico que vai governar a cidade, vai prometer diante da população que irá manter, defender e cumprir a Lei Orgânica do Município, as Constituições da República e do Estado, sempre observando as leis. Já seu vice vai responder que ambos se comprometem.

Em seguida, Luis e Marcelo assinam o Termo de Posse e poderão discursar pela primeira vez. Para evitar que as falas se estendam, foi determinado três minutos para cada um deles, vereadores, prefeito e vice. Assim, a cerimônia se encerra no Poder Legislativo.

Transmissão de cargos

Em seguida prefeito e vice irão para o gabinete da Prefeitura, onde deve acontecer a transmissão dos cargos. Não se sabe ainda se o atual prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) vai comparecer, mas a expectativa é que ele não participe e passe o cargo a Dr. Luis Roberto. Lá, a cerimônia deve ser bastante simples e não deve demorar. Ainda não se sabe haverá o anúncio do restante do secretariado. “Tudo vai depender do clima”, adiantou um membro da nova equipe.

COMPARTILHAR

Comentários