* Polícia Militar está a procura de Glenan Messias de Almeida Pereira que feriu o próprio filho no rosto e no corpo. A mãe do garotinho sabia das agressões mas não denunciou o ex-marido com medo dele ser preso

Um pai espancou o próprio filho de apenas quatro anos de idade neste domingo (26), mas, o caso só foi descoberto nesta segunda-feira (27), depois que um tio do menino o levou até o Pronto Atendimento Municipal (PAM).

Glenan Messias  02-001

A Polícia Militar recebeu um chamado no PAM, dando conta de  que havia entrado no serviço de saúde, uma criança que teria sido agredida. O tio que socorreu o garotinho afirmou que havia feito contato com a mãe da criança sobre o caso e percebeu que ela estava ferida no corpo e no rosto. A mãe revelou que o pai, Glenan Messias de Almeida Pereira de 26 anos, havia batido no menino. Aos familiares a mulher disse que havia tomado as providencias o denunciando ao Conselho Tutelar. Porém, a polícia descobriu que ela estava mentindo e que nenhuma providencia havia sido tomada. O menino passou por atendimento médico e em seguida foi levado para o Quartel, onde a mãe dele apareceu. Ela ainda questionou o tio da criança de ter comunicado o caso à PM, já que ela não queria denunciar o ex-marido.

Por várias vezes, afirmou aos militares que queria resolver o problema sem a presença da polícia, uma vez que o ex-marido, pai da criança, é um foragido da justiça, tem passagens por furtos e roubos e se fosse encontrado seria preso. Há contra ele em aberto um mandado de prisão e não há informações de onde ele esteja. Frequentemente ele visita o garoto, fica hospedado na casa da ex e não é denunciado.

Como a mãe sabia da agressão e se omitiu ela foi presa e levada para a Delegacia de Varginha. O menino deverá ser examinado pelo médico legista da Polícia Civil e a PM faz rastreamento para prender o agressor e foragido. Denúncias podem ser feitas e quem ver Glenan pela rua deve chamar a polícia pelo 190 ou 181. A criança que recebeu o carinho dos militares no Quartel, disse que não sabe porque foi agredido.

DSC09619-001 DSC09620-001

DSC09618-001

COMPARTILHAR

Comentários