Cruzeiro

Soberano em todo o Campeonato Brasileiro de 2013, o Cruzeiro é tricampeão nacional. O time celeste confirmou a conquista na noite desta quarta-feira, com quatro rodadas de antecedência. A equipe chegou ao 23º triunfo em 34 rodadas ao vencer o Vitória, por 3 a 1, no Barradão. O resultado em Salvador não teve influência direta na conquista, já que ela havia sido assegurada no intervalo de jogo.

Segundo colocado do Brasileirão, o Atlético-PR foi derrotado pelo Criciúma, por 2 a 1, em Santa Catarina. O jogo no Sul do país foi iniciado às 21h, 50 minutos antes de a bola rolar em Salvador. O revés do time paranaense confirmou que o Cruzeiro não poderá ser mais alcançado.

Campeões, os jogadores cruzeirenses acompanharam os minutos finais da derrota do Atlético-PR no vestiário do Barradão. Quando eles retornaram para a disputa do segundo tempo, a torcida gritava: “tricampeão”.

Vitória 1 x 3 Cruzeiro

Vitória
Wilson; Ayrton (Pedro Oldoni), Victor Ramos, Kadu e Juan; Marcelo (Euler), Cáceres, Renato Cajá (Willian Henrique) e Escudero; Marquinho e Dinei
Técnico: Ney Franco

Cruzeiro
Fábio; Mayke, Dedé, Leo e Egídio (Everton); Leandro Guerreiro e Lucas Silva; Willian, Ricardo Goulart e Dagoberto (Tinga); Borges (Júlio Baptista)
Técnico: Marcelo Oliveira

Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Barradão, em Salvador
Data: 13 de novembro (quarta-feira)
Gols: Willian, aos 35 do 1ºT; Dinei, aos 5, Júlio Baptista, aos 25, e Ricardo Goulart, aos 35 do 2ºT
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Inês Back (SC)
Cartão amarelo: Juan e Victor Ramos (Vitória); Willian e Borges (Cruzeiro)

Fonte: Superesportes

 

Derrota do Atlético-PR dá título antecipado ao Cruzeiro

O Cruzeiro é o campeão brasileiro de 2013. Com uma grande campanha, o clube mineiro conquistou o título antecipado na noite desta quarta-feira, durante a disputa da 34ª rodada do campeonato. Assim, consagrou o grupo comandado pelo técnico Marcelo Oliveira, que conta com jogadores como o goleiro Fábio, o zagueiro Dedé, o volante Nilton, o meia Everton Ribeiro e o atacante Borges, entre outros.

 

O título foi assegurado antes mesmo do término do jogo que o Cruzeiro faz na noite desta quarta-feira, contra o Vitória, no Barradão, em Salvador, que terminou com vitória celeste por 3 a 1. Afinal, o segundo colocado Atlético-PR, único que ainda tinha chances matemáticas de evitar a conquista cruzeirense, perdeu fora de casa para o Criciúma, por 2 a 1, um pouco mais cedo, e passou a não ter mais condições de alcançar o líder do campeonato.

Ainda antes de terminar o jogo contra o Vitória, o Cruzeiro lidera o Brasileirão com 74 pontos. Como perdeu para o Criciúma, o Atlético-PR ficou estacionado nos 58 pontos. Não pode mais, portanto, alcançar o time mineiro nas quatro rodadas que restam para o final do campeonato. Assim, o título de 2013 é cruzeirense, confirmando o sucesso de uma campanha que foi dominante ao longo da disputa.

Em 33 rodadas encerradas, o Cruzeiro somou 23 vitórias, cinco empates e seis derrotas. Foram 72 gols marcados e apenas 30 sofridos. Esteve sempre entre os primeiros colocados, disparando na frente a partir do segundo turno. Como o título era uma questão de tempo, a torcida cruzeirense fez festa já no último domingo, quando lotou o Mineirão para ver o time derrotar o Grêmio por 3 a 0.

Mas a festa continuou na noite desta quarta-feira e vai se estender também para domingo, quando o Cruzeiro recebe a Ponte Preta, no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, no interior mineiro – não pode atuar no Mineirão por causa de punição imposta pelo STJD. Uma prolongada comemoração para o mais novo tricampeão brasileiro, que repete em 2013 os títulos já conquistados em 1966 e 2003.

Fonte: Futebol Interior

COMPARTILHAR

Comentários