Corte foi unânime e não aceitou o pedido de registro de candidatura do ex-prefeito Argemiro Galvão, que nas urnas obteve 26 votos a mais que Vitor Elói

Atualizada as 17:40

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu que o atual prefeito de Santana da Vargem Vitor Donizetti Siqueira (PT) “Vitor Elói” foi reeleito para o mandato 2017/2.020.

É que seu adversário político, o ex-prefeito Argemiro Rodrigues Galvão (PDT), que obteve um número maior de votos nas Eleições de 02 de outubro, disputou com o registro de candidatura indeferido.

Ele recorreu da decisão de primeira instância e a Corte foi unânime, por 7 votos a 0, o recurso apresentado no TRE, julgado em sessão realizada na tarde desta quarta-feira (19).

Foto: TRE
Foto: TRE

A rejeição de contas pela Câmara Municipal impôs a inelegibilidade do candidato, que teve

vitor-eloi
Vitor Elói vai seguir na Prefeitura por mais um mandato

2.536 votos nessas Eleições. Argemiro Galvão teve as suas contas do ano de 2005 desaprovadas pelo Legislativo Municipal, em ato publicado em 2014, e promoveu a abertura de crédito suplementar sem autorização do legislativo. A rejeição na Câmara foi depois que o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE) apresentou parecer contrário às contas do ex gestor.

De acordo com o juiz Antônio Augusto Mesquita Fonte Boa, relator do processo, no caso de Santana da Vargem estão demonstrados os requisitos exigidos para configurar a inelegibilidade, por 8 anos, até 2022.

Vitor Elói e Argemiro Galvão acompanharam a sessão em Belo Horizonte. Logo após a decisão ser divulgada, o prefeito reeleito disse por telefone que estava satisfeito por ver a Lei da Ficha Limpa sendo cumprida. “A justiça está sendo feita não apenas em Brasília, mas nos municípios do Brasil”, afirmou. Vitor Elói agradeceu a Deus, a sua família e a cada cidadão vargense e reafirmou seu compromisso de realizar os sonhos dos moradores, entre eles o da casa própria.

O ex-prefeito Argemiro Galvão (foto) divulgou um áudio em uma rede social, em que argemiro-prefconfirma o resultado desfavorável a ele. Argemiro lamentou não ter tido sucesso com o provimento negado. Adiantou que vai recorrer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília, para tentar reverter a votação dos desembargadores e pediu compreensão à população.

A Eleição

Vitor Elói (PT), concorreu a reeleição pela Coligação Continuando o Progresso e obteve 2.510 votos. Argemiro Rodrigues Galvão, do PDT, que recebeu 26 votos a mais: 2.536 na Coligação “Unidos para Retomar o Desenvolvimento”. Os votos dele foram considerados nulos e quando o resultado da Eleição foi divulgado pelo TSE, o prefeito do PT apareceu com 100% dos votos, como se não tivesse concorrente. Argemiro foi prefeito de Santana da Vargem por dois mandatos, entre 2005/2008 e 2009/2012.

O TRE indeferiu também outros três candidatos que tiveram a maioria nas urnas, Frutal, Guaraciama e Ibituruna.

Comentários