As notícias dos últimos dias, do avanço do processo de beatificação do Venerável Padre Victor, é motivo de comemoração por parte das autoridades. O prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) afirma que o Município recebeu com júbilo a informação repassada pelo Bispo da Diocese da Campanha Dom Diamantino Prata de Carvalho, através do pároco padre Ednaldo Barbosa.

O momento é de agradecimento, dada as dificuldades encontradas para chegar a este ponto, quando o santo Padre o Papa Francisco, assinou na sexta-feira (05), o Decreto que autoriza e reconhece Padre Francisco de Paula Victor Beato da Igreja Católica.

Além da felicidade que a direção da Associação Padre Victor vive este momento, Paulo Luis se lembra de outras pessoas que já partiram, e que com certeza fazem festa no céu com este marco. Ele citou os nomes do ex presidente Paulo Fontes, Lurdes Vilela e a sua tia, Maria Rogéria Mesquita, entre outras personalidades.

A partir de agora, a união de esforços é para tratar de todos os detalhes do ritual de beatificação. Paulo Luis também confirmou que participou de uma reunião com o bispo Dom Diamantino, os padres Ednaldo e Mateus e os membros da Associação Padre Victor. No encontro ficou decidido que o Governo do Estado será procurado, através dos secretários de Governo e Turismo, Odair Cunha e Mário Henrique Silva, para que possam traçar planos e metas a serem alcançados para preparar esta grande festa da fé e devoção ao Venerável Padre Victor, que está previamente marcada para a Semana Nacional da Consciência Negra.

Ele não vê problemas na realização da cerimônia no Aeroporto Municipal, como foi sugerido pela Diocese da Campanha. Alias, acha que este é o lugar mais amplo que existe no Município para receber a multidão, prevista entre 50 e 100 mil devotos que irão aportar em Três Pontas, além de milhares de padres, religiosos, autoridades civis, militares e representantes  da Cúria Romana. Para isto, o Ministério da Defesa será oficiado para o fechamento do espaço pelo menos uma semana antes da celebração.

Sobre o pedido de Dom Diamantino de que a data fosse feriado em Três Pontas, Paulo Luis informou que o número de feriados municipais já ultrapassou o limite constitucional, mas no Dia da Beatificação já é certo que o Município irá decretar ponto facultativo. “Isto cabe ao prefeito e eu já disse ao Bispo que isto será feito”. Serviços essenciais estarão funcionando, até mesmo para atender trespontanos, romeiros e visitantes.

COMPARTILHAR

Comentários