A presidente Dilma Rousseff venceria as eleições para a Presidência da República no primeiro turno se o pleito fosse hoje, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (18) pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), em parceria com a MDA Pesquisa. A pesquisa mostra estabilidade nos números em relação ao último levantamento.

Em simulação com o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), na disputa, Dilma teria 43,7% dos votos — na pesquisa divulgada em novembro, o percentual de Dilma era de 43,5%.

Aécio aparece em segundo lugar, com 17% das intenções de voto — dois pontos percentuais a menos que os 19,3% da última pesquisa. Já o socialista Eduardo Campos teria 9,9% dos votos se a eleição fosse hoje, um pouco mais que os 9,5% apontados pelo levantamento de novembro.

Os eleitores que votariam em brancos ou nulo ou aqueles que não votariam em nenhum deles somam 20,4%. Outros 9% não sabem ou não responderam. A pesquisa leva em conta 2.002 entrevistas, feitas em 137 cidades de 24 unidades federativas das cinco regiões. O levantamento foi feito entre os dias 9 e 14 de fevereiro de 2014. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança.

Marina

Quando a ex-senadora Marina Silva aparece na disputa, no cenário da CNT que a considera como candidata do PSB, a fundadora da Rede se aproxima mais de Dilma que Aécio, com 22,6% das intenções de voto (dois pontos percentuais a menos que na pesquisa de novembro), mas isso não seria suficiente para impedir a eleição de Dilma em primeiro turno.

No cenário com Marina, Dilma aparece com 40,7% das intenções de voto — praticamente o mesmo que os 40,6% que tinha há quatro meses. Aécio aparece em terceiro, com 15,1% — em novembro, ele tinha 16,5%, segundo a pesquisa CNT/MDA.

Fonte: R7

 

COMPARTILHAR

Comentários