O prefeito Paulo Luis e a secretária de Administração Evânia Rocha deram detalhes sobre as inscrições das 502 casas do Programa Minha Casa Minha Vida

*Durante
dois meses, famílias poderão procurar um dos seis pontos de inscrições com os
documentos. Administração prepara ida da equipe para atender moradores da zona
rural. Primeiras casas já serão entregues em junho do ano que vem

Denis Pereira – A Voz da
Notícia


Dois
meses de inscrições, em seis pontos da cidade. As famílias interessadas em se
inscreverem no Programa Minha Casa Minha Vida que vai construir 502 casas em
Três Pontas, podem escolher a data que vão levar os documentos pessoais para
tentarem serem beneficiadas com o programa do Governo Federal.


O
anúncio da abertura do período de inscrições foi feito pelo prefeito Paulo Luis
Rabello (PPS) e pela secretária de Administração e Recursos Humanos Evânia
Rocha Moreno, com exclusividade à Equipe Positiva.

O
prazo é de 04 de novembro a 03 de janeiro de 2014, de 8:00 as 11:00 e de 13:00
as 16:00. As equipes de cadastramento estarão na Secretaria Municipal de
Assistência Social, Casa da Família I no bairro Vila Marilena, Casa da Família
II no bairro Padre Vitor, CEMACA (antigo Artes e Ofícios), CAIC e Escola
Estadual Tancredo Neves.


Está
sendo viabilizada a realização das inscrições nas comunidades rurais. No
Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário, Pontalete, Bananeiras,
Esmeraldas entre outras. Todas serão feitas nas escolas das respectivas localidades.


A
documentação exigida será original e cópia do CPF, Carteira de Identidade,
Carteira de Trabalho, Título de Eleitor, Certidão de Nascimento, Casamento e ou
Declaração de União Estável, comprovante de endereço (água ou luz recente) e
comprovante de renda (holerite recente) de todos os membros da família.


A
obra está sendo viabilizada através de recursos do Fundo de Arrendamento
Residencial (FAR) e vai atender famílias com renda até três salários mínimos
que vão formar o Jardim das Esmeraldas, na saída
para Campos Gerais. A área possui 517 lotes em uma área total de 169.400 metros
quadrados adquiridos pela Construtora Cheren Ltda.

O
prefeito Paulo Luis alerta que as pessoas não tem necessidade de sair correndo,
dormir nas filas e fazer mais de uma inscrição, será valida apenas uma
inscrição por família, portanto é desnecessário o marido fazer em um ponto e a
mulher em outro. “Não serão os primeiros que estarão garantidos. Vamos avaliar
caso a caso”, disse o Chefe do Executivo.


A
expectativa é que sejam feitas de 4 a 5 mil inscrições. Todas as inscrições
serão feitas e analisadas. Serão selecionadas de 600 a 700 famílias para esta
primeira etapa. Mas já há previsão e projeto para que o número seja ampliado.
Caso isto aconteça, não haverá novas inscrições.


A
secretária de Administração e Recursos Humanos Evânia Rocha Moreno, recomendou
que ninguém omita dados, já que acontecerão visitas domiciliares aos
selecionados e tudo será novamente conferido. As famílias vão passar por
análise da Assistência Social, documental e ainda os parâmetros que o próprio
programa exige – se está dentro do percentual de idoso, percentual de
deficientes, se enquadra na renda per capita para ser beneficiário. A seleção e
os levantamentos, não serão feitos da noite para o dia e vai demandar tempo.


Segundo
o prefeito, a intenção é que a construtora assine o contrato com a Caixa
Econômica Federal (CEF), nos próximos dias. As obras devem começar ainda este
mês. O prazo máximo para entrega é de dois anos, mas, em maio ou junho, devem
ser entregues as primeiras unidades.




COMPARTILHAR

Comentários