Chico Botrel anuncia a realização de um curso de panificação, uma parceria da AMSESAM com o Senar

Denis Pereira – A Voz da Notícia

Nas primeiras manifestações dos vereadores, como sempre vários assuntos entraram em pauta na Tribuna Livre da Câmara, na sessão ordinária desta segunda-feira (07). Quem abriu a fala foi o vereador Joy Alberto de Souza (PMDB). Há poucos dias esteve em Belo Horizonte participando de um curso, junto com Antônio do Lázaro e Edson Vitor e aproveitaram para fazer uma visita no Departamento de Estradas e Rodagem (DER), fazendo uma solicitação da limpeza das margens da rodovia MG 167. Como o serviço já está terminando ele pediu ofício de agradecimento ao órgão.

José Henrique Portugal (PMDB), registrou que andando pela cidade percebe que Três Pontas não tem mais de 20 mil habitantes. Tem o principal oxigênio da economia na cafeicultura e por isto, sugeriu a criação de um programa de específico de industrialização. Segundo Portugal, pequenos empresários tem vontade de crescer e não encontram oportunidades, mas é preciso fazer algo baseado na Lei de Licitações, assim como vem adotando a Administração. Neste segundo ano de mandato, já é hora de sair do trivial e fazer algo mais para combater o desemprego e dar alento aos jovens que precisam de trabalho, evitando que eles deixem de sair da cidade. O pedido é que a sua mensagem seja levada ao Poder Executivo através de ofício. Se isto não acontecer, o vereador adiantou que ele próprio vai criar um projeto partindo do Poder Legislativo.

De volta à Câmara, Valéria Evangelista de Oliveira (PPS), justificou a todos que acompanham as sessões, sobre suas ausências nas duas últimas reuniões ordinárias da Câmara. Ela pediu uma licença não remunerada e viajou por motivos particulares e a trabalho, agendada anteriormente.  Durante estas duas semanas, acompanhou as notícias pela imprensa e parabenizou pelo aniversário de Três Pontas. Valerinha também comentou sobre a limpeza da rodovia MG 167, no trecho que liga o Município a Varginha, que ela também reivindicou.

Geraldo Messias Cabral (PDT), comentou a sua satisfação com a cidade e com os trespontanos. As comemorações do aniversário da cidade, culminaram no feriado do dia 03 de julho, com o show de Edson, da dupla Edson e Hudson, que festejou de forma brilhante e com a população comportada com muita alegria. Terminou parabenizando Rotary, Rotaract e Interact pela posse de seus novos membros a frente de um grande trabalho social que eles sempre fazem.

O petista Francisco Botrel Azarias anunciou que através da Associação dos Moradores dos Bairros Santa Edwirges e Santa Margarida (AMSESAM), conseguiu com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), conseguiu um curso de panificação. A associação entendeu que faltam profissionais qualificados para atender a demanda que é cada vez mais crescente. Os cursos serão realizados na AMSESAM feitos em duas etapas, 21 a 25 de julho e de 28 de julho a 01 de agosto, das 8 da manhã as 16:30. As vagas são limitadas e há uma ajuda de custo de R$10 a ser paga por cada aluno para a compra dos materiais que são usados nas aulas práticas. As inscrições que são limitadas, apenas 12 vagas para cada curso, estão sendo feitas na casa do próprio vereador na Rua Espírito Santo 1.125 no bairro Santa Edwirges.

Paulo Vitor da Silva (PP), lamentou o número pequeno de público na comemoração cívica do dia 03 de julho nos 157 anos de Três Pontas. A ausência dos membros do Poder Legislativo e Executivo demonstrou uma desvalorização da civilidade. Por outro lado, parabenizou a Corporação Musical Luiz Antônio Ribeiro que tem apoiado as festividades em todos os momentos.

Mudando o foco, cobrou providências quanto a solicitação que já foi feita, quanto a infestação de escorpiões na Avenida Senador Josino de Brito. Apesar de se tratar de uma rotina administrativa e, dele não gostar de fazer este tipo de pedido, os moradores já fizeram os pedidos na Vigilância Sanitária. Na mesma região, na esquina das Ruas Astolfo Ferreira de Brito e Marques de Abrantes, moradores estão pedindo já por ‘misericórdia’ pela limpeza de bueiros que estão causando mau cheiro.

Dois projetos aprovados

Ambos do Poder Executivo que dispõe sobre a autorização legislativa para locação de imóvel industrial e posterior concessão de uso à empresa estabelecida no Município de Três Pontas, a título de incentivo à expansão industrial e
comercial. O imóvel a ser locado deverá área mínima de 100,00 m² e obrigatoriamente estar no perímetro urbano. O prazo de locação não poderá exceder 24 meses, contados da assinatura do respectivo contrato de locação, cujo valor não poderá ser maior que R$1.200,00 e conceder o uso à sociedade empresária devidamente constituída em funcionamento desde que esta seja julgada devidamente habilitada em certame licitatório.

O outro revoga a Lei Municipal nº 3.296, de 25 de maio de 2012 que autorizou a Prefeitura a fazer doação de um terreno urbano de 4.870,00 m² na região dos Quatis, à empresa em constituição Petroluvi Distribuidora e Transportes Ltda. A empresa não cumpriu as determinações e foi notificada pela Procuradoria- Geral do Município, a fim de que pudesse comprovar o cumprimento dos encargos e, posteriormente, para que procedesse à devolução amigável do imóvel. Uma vez não cumpridas, o imóvel seria revertido. Houveram várias manifestações e ambos foram aprovados por unanimidade.

COMPARTILHAR

Comentários