Por Geovani Scalioni

Também chamado de consórcio, o condomínio de empregadores no setor rural é quando alguns produtores rurais se juntam com o intuito de fazer com que consigam mais trabalhadores para todas as áreas de todos os produtores, e assim um pode cooperar com o outro.

Quando os Produtores Rurais entram neste tipo de cooperação, um deve respeitar as propriedades, bem como as limitações de áreas e todas as outras coisas dos demais produtores. O condomínio de empregadores do setor rural envolve, além de moradias, causas trabalhistas também.

Para poder fazer parte do condomínio de empregadores do setor rural é necessário um cuidado maior em relação às coisas judiciais. Pois através disso, não é necessário mais a contratação de pessoas terceirizadas, o que já evita todos os problemas com causas trabalhistas de contratação.

Este sistema possui muitas vantagens, entre elas a diminuição nos gastos de salários com empregados e muitas outras coisas também. Para que você saiba totalmente tudo o que envolve este assunto, preparamos tudo o que o condomínio de empregadores do setor rural pode lhe oferecer as vantagens que pode lhe oferecer e que pode ser agregado na sua propriedade e atividade como um todo.

 

Como funciona o condomínio de empregadores do setor rural e outras questões

O condomínio de empregadores do setor rural contribui para que outras formas de trabalho, bem como da organização do mesmo sejam desenvolvidas. Existem muitas outras coisas que envolve este tema e que é essencial que você saiba, portanto confira tudo sobre isso logo a seguir:

  • Direitos:

Entre alguns direitos que quem trabalha nessa área possui, podemos encontrar o de ter uma folga sem desconto por semana, ter um salário equivalente ao salário mínimo, trabalhar com os EPIs, direito a décimo terceiro, direito a receber as horas extras, entre várias outras coisas, além disso.

  • Como formar:

Para formar o condomínio de empregadores do setor rural, você deve primeiramente averiguar quem tem interesse nisso, definir os cargos de cada uma das pessoas, fazer a inscrição deste condomínio em algumas instituições como, por exemplo, o INSS e também fazer os contratos trabalhistas.

  • Planos:

Você deve fazer alguns planos como, por exemplo, esquematizar as metas do condomínio, verificar quantas pessoas realmente é fundamental para o projeto, ver em que cada pessoa mais se destaca, fazer com que os pagamentos sejam equivalentes ao que cada pessoa faz, definir o uso de EPIs, entre outras coisas.

  • Pré-requisitos:

Para formar este condomínio, os empregadores devem cumprir alguns pré-requisitos, como disponibilizar e preencher os formulários para o cadastro junto ao INSS, as fazendas devem estar todas dentro do mesmo local (cidade), quem prestar serviços para o condomínio, não poderá trabalhar por fora para outros lugares.

Podemos citar também que se houver produtores que sejam Pessoas Físicas, todas estas pessoas devem estar constando como ativas no sistema do INSS, a documentação deve estar toda em ordem, assim como o endereço do local de trabalho deve estar registrado para o caso de alguma fiscalização. E essencial contar com o apoio de uma um contador especializado nas atividades agricolas.

O que fazer primeiro para participar do condomínio de empregadores do setor rural?

A primeira coisa que você deveria fazer para participar deste condomínio já foi feita, que é buscar por informações. No entanto, apenas informações não farão com que você se torne um participante. Vá atrás de outros Produtores Rurais e juntem-se nesta iniciativa de formar um condomínio de empregadores do setor rural busquem apoio de contabilidade especializada no setor rural

Se você gostou de saber sobre a formação do condomínio de empregadores do setor rural, não se esqueça ainda que você pode compartilhar este post em todas as suas redes sociais para que seus amigos também saibam.

Mais informações acesse:

www.scalioni.com.br

CANAL NO YOUTUBE

https://www.youtube.com/channel/UC3KFKwVnWfZe-O0-HV6YPaA

 

COMPARTILHAR

Comentários