O prefeito eleito de Três Pontas Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), reuniu pela primeira vez nesta terça-feira (08), os veículos de comunicação para uma entrevista coletiva. Junto com aliados políticos que devem compor sua equipe, ele anunciou os primeiros nomes do seu secretariado que vai com ele gerir o Município, a partir de janeiro de 2017.

Na conversa com os jornalistas em sua residência, além de confirmar nomes, descartou outros e falou das conversas que estão acontecendo para formar “seu time”. De acordo com Dr. Luiz Roberto, o anúncio será feito de forma gradativa até a data de sua posse. Ele também condenou a lei aprovada pelo Poder Legislativo e considerou hipocrisia, filiar as pessoas para serem candidatas a vereador e depois ter lei para impedir que elas assumam o cargo de presidente da Câmara.

Dr. Luiz fez nesta terça-feira em coletiva primeiro anúncio de sua equipe
Dr. Luiz Roberto fez nesta terça-feira em coletiva primeiro anúncio de sua equipe

Vereador Paulo Vitor volta à Educação

Paulinho Leiteiro vai ser o secretário de Educação
Paulinho Leiteiro vai ser o secretário de Educação

Um nome conhecido da população trespontana, vai assumir uma das pastas mais importantes da Administração do próximo prefeito. O atual vereador Paulo Vitor da Silva (PSL), que não conseguiu vencer as Eleições, vai voltar ao cargo que ocupou entre 2002 e 2003, quando Adriene Barbosa de Faria era a prefeita. Anunciando uma revolução na Secretaria Municipal de Educação, Dr. Luiz Roberto afirmou que Paulinho com pulso forte, irá buscar programas em Belo Horizonte e Brasília para serem implantados na rede municipal e buscar a qualificação dos profissionais.

Sobre a maior reclamação da área que foi a nucleação de três escolas da zona rural, o prefeito eleito informou que a justiça havia dado um parecer favorável ao fechamento, e agora, é preciso analisar as questões jurídicas para a reabertura destes estabelecimentos educacionais, o que pode talvez se tornar inviável. Há uma possibilidade de se instalar nestas escolas cursos profissionalizantes, como de informática, corte e costura, por exemplo, evitando assim que estes imóveis fiquem vazios e sofram depredação. 

Afonso Carvalho volta ao SAAE com a missão de construir a ETE

Afonso José de Carvalho Figueiredo vai ocupar a direção do SAAE por mais quatro anos
Afonso José de Carvalho Figueiredo vai ocupar a direção do SAAE por mais quatro anos

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto, o SAAE é uma autarquia fundamental para o Município e ele será dirigido por um servidor de carreira com cargo efetivo. Afonso José de Carvalho Figueiredo é uma pessoa capacitada e já demonstrou isto, quando ocupou a direção no mandato da ex-prefeita Luciana Mendonça. O seu grande desafio, será a construção da tão esperada Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Dr. Luiz e ele já estiveram reunidos com a superintendência da Caixa Econômica Federal que já sinalizou que o Governo Federal tem recursos disponíveis para a obra, mesmo se tratando de uma autarquia.

Quando o montante de mais de R$15 milhões foram anunciados no mandato da ex-prefeita Luciana, o dinheiro viria a fundo perdido sem a necessidade de contrapartida. Agora, adianta Luiz Roberto, que há dois caminhos para cumprir uma exigência que será feita pelo Ministério Público em 2017. Ou através do Governo Federal, ou do próprio SAAE. Afonso de Carvalho quando foi diretor fez um projeto que poderia ser executado, com os próprios servidores da autarquia. A obra, segundo o prefeito eleito, demoraria de 15 a 20 anos, mas já estaria com tudo programado, a metodologia e o plano de trabalho já estariam prontos. E os funcionários, a quem os qualificaram como extremamente competentes, se comprometeram a ajudar, executando a obra que é fundamental para o meio ambiente e para a saúde das pessoas.

Dr. Otacílio – Procurador geral já está na equipe há mais de 8 anos

O advogado Dr. Otacílio vai ser o Procurador Geral do Município a partir de janeiro
O advogado Dr. Otacílio vai ser o Procurador Geral do Município a partir de janeiro

O advogado Dr. Otacílio Ferreira aceitou o convite e será a base de sustentação jurídica do Município, na Procuradoria Geral.  Ele está no grupo há mais de 8 anos, atuou neste período na campanha eleitoral e Dr. Luiz Roberto disse que ele é um estudioso da Lei Orgânica e de outras esferas que estão relacionados a este caro. A Procuradoria é um cargo importantíssimo e por isto, Dr. Otacílio reuni competência e a confiança de toda equipe.

Dr. Luiz responde seu Assessor de Imprensa durante coletiva de imprensa
Dr. Luiz responde seu Assessor de Imprensa Francisco Barros durante coletiva de imprensa

Assessoria de Imprensa terá o radialista Francisco Barros

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura terá uma pessoa que já conhece da área. O radialista da Rádio Sentinela FM Francisco Barros que trabalhou com Dr. Glimaldo e Luciana Mendonça, entre 2009/2012 vai assumir a função de trabalhar com os veículos de comunicação. Ele foi o responsável pela produção dos programas eleitorais desta campanha, participou das caminhadas na cidade e na zona rural e foi chamado de amigo por Luiz Roberto. Na opinião dele, a assessoria é vital e um canal de ligação entre a Administração e a imprensa.

Dr. Luiz aguarda o “sim” de Tiãozinho Vermelho, já recebeu o “não” de Dr. Gilberto Ximenes e não tem ainda nome para a Fazenda

O vereador Paulo Vitor da Silva poderia ser anunciado na Secretaria de Indústria e Comércio, cargo que ele ocupou com Luciana Mendonça. Foi o sucessor de Sebastião de Fátima Cardoso. O empresário Tiãozinho Vermelho, que ocupou por alguns meses a pasta, já recebeu o convite para voltar a partir de janeiro, mas ainda não deu resposta. “Ele é uma pessoa de uma competência fora de sério. As pessoas não sabem o quanto ele fez com poucos recursos, enquanto esteve na Secretaria”, declarou o prefeito eleito.

Já o médico ortopedista Dr. Gilberto Ximenes Abreu foi procurado para ser o secretário de Saúde, mas não aceitou. Ele alegou problemas de saúde, que o impossibilita de voltar ao cargo que ocupou com a ex-prefeita Adriene Andrade e Paulo Luis Rabello, mas se colocou a disposição para ajudar.

Para a Secretaria Municipal de Fazenda, não há um nome definido. Dr. Luiz não descartou que seja servidor aposentado e empresário Roberto Andrade, porém o convite ainda não foi feito, por Roberto estar um pouco afastado, mas é um bom nome, avalia.

Dr. Luiz Roberto não economizou para criticar a "Lei dos Diplomas" que está em vigor, mas que vai atrapalhar a nomeação de seu secretariado
Dr. Luiz Roberto não economizou para criticar a “Lei dos Diplomas” que está em vigor, mas que vai atrapalhar a nomeação de seu secretariado

“Lei dos Diplomas é hipocrisia” define Dr. Luiz

Da descontração ao anunciar uma pequena parte de sua equipe, às respostas convincentes e taxativas do que pensa sobre a lei aprovada pela Câmara Municipal exigindo curso superior para ocupar os cargos de secretários de governo e de presidente da Câmara. Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias, esclarece que isto não vai dificultar a formação de sua equipe, porém foi pego de surpresa com a lei proposta por um aliado político, o vereador José Henrique Portugal (PMDB), que ganhou apoio de Joy Alberto de Souza do mesmo partido. “É importante que as pessoas entendam que existe uma coisa chamada conhecimento e sabedoria. Nem todo mundo que tem sabedoria tem conhecimento. Se juntar as duas coisas ótimo, mas eu prefiro do meu lado um sábio do que aquele que tem conhecimento. O sábio vai me orientar no momento de como eu posso ou não tratar as pessoas. O que tem conhecimento as vezes vai ver a parte técnica e nem sempre ela resolve o problema da população”, disse. O prefeito eleito lembra que ouvir os moradores durante a campanha é algo de quem tem sabedoria e não a técnica. Citando exemplos de profissionais e personalidades de sucesso que não tem curso superior, como o empresário e apresentador Silvio Santos, o dono das Casas Bahia Samuel Klein e o ex-vice presidente da República Zé Alencar.

Ele condenou que as pessoas que não tem formação superior estejam sendo excluídas, opinou ser uma falta de ética e moralmente é crime.  Detalhadamente fez uma explanação demonstrando estar muito convicto. “Quando a gente sai candidato, nós reunimos os partidos e fazemos as coligações. Trazemos assim vários nomes da sociedade para integrar os partidos políticos para terem votos na campanha para vereador. Ninguém nunca perguntou quando vai filiar alguém, se ela tem curso superior. É hipocrisia falar que eu convido uma pessoa da periferia para ser candidato a vereador porque ela tem voto e depois não dou o direito dela ser presidente da Câmara. Ela então só serve para trazer voto? Se pode ser candidato ou candidata, ela tem o direito de ser presidente ou secretário ou mesmo ocupar um cargo de confiança nas secretarias, porque esta pessoa está para somar. Não se pode usar as pessoas desse jeito”, respondeu.

Ele continuou sugerindo que na próxima campanha aquele candidato a prefeito coloque somente quem tem curso superior candidatos a vereador e deixe que ele [Dr. Luiz Roberto] chame os candidatos da periferia. “Eu garanto que terei muito mais votos, porque a quantidade de pessoas que não tem curso superior é maior. O prefeito eleito fez questão de deixar claro que isto não quer dizer que as pessoas não devem estudar, mas não concorda que isto seja o ponto de referência para uma Administração.

Ele revelou que há partidos políticos e candidatos a vereador que foram eleitos e outros que não conseguiram vencer que se sentiram incomodados com a lei aprovada e devem entrar na justiça.

Posto de Saúde da Vila Marilena é compromisso

A reabertura do atendimento de saúde no Posto do bairro Vila Marilena foi um compromisso que Dr. Luiz Roberto fez durante a campanha e reconhece que vai ter que trabalhar muito para que isto aconteça. Uma coisa é certa. Os moradores precisam voltar a ter atendimento mais perto de casa, seja em um posto novo ou reformado, mas a possibilidade maior, é que uma nova unidade seja erguida. Para isto, ele vai buscar apoio do secretário de estado de Saúde Sávio Souza Cruz que é do PMDB, partido do seu vice Marcelo Chaves e do deputado federal Diego Andrade (PSD-MG), que falou de verba federal para construção e mobiliário.

Administração vai continuar ajudando o Hospital

A Prefeitura vai manter a contribuição da subvenção mensal que é repassada ao Hospital São Francisco de Assis. Na visão de Dr. Luiz Roberto, é preciso dar vida ao único hospital de Três Pontas para que ele continue funcionando e atendendo, principalmente às pessoas que não tem carro e condições para procurar a cidade de Varginha.

Ele reafirmou o compromisso de buscar verbas de deputados ou mesmo a fundo perdido para a Santa Casa. Porém, é preciso regularizar a questão da Certidão Negativa de Débitos (CND). A falta dela impede de receber recursos de outras esferas. Sobre a direção, ele acrescentou que é preciso dar tempo às pessoas que disponibilizaram, já que elas estão há apenas um ano e ainda não tiveram tempo hábil para mostrar a que vieram. “Nós temos que deixar estas pessoas trabalharem. Elas são responsáveis, tomaram uma posição e não podem deixar da noite para o dia. Vamos trabalhar juntos e mostrar que todos precisam fazer sua parte. Nós só não podemos é deixar o nosso hospital fechar”, jurou.

Comissão de Transição está com dificuldades

A Comissão de Transição precisa de um resumo do gerenciamento para que quando assumir a Prefeitura, o prefeito Dr. Luiz Roberto tenha condições de dar continuidade nas ações. Mas há dificuldades em conseguir informações fundamentais para uma transição. Citou como exemplos, licitações que devem ser feitas neste fim do mandato. “Eu tenho que saber o que foi licitado em novembro e dezembro, para que eu não licite em janeiro e gaste o dinheiro sem necessidade”, alegou. “O que o político precisa entender é que ele não é dono, que ele é passageiro e que após outras pessoas virão”.

O que mais chama a atenção é a implantação do novo Plano de Cargos e Salários que foi colocado em prática neste mês de novembro. Ele estava engavetado desde maio de 2013, quando o atual prefeito resolveu beneficiar os servidores, que agora receberem salários melhores. Sem saber o impacto que isto causará na folha, Dr. Luiz adianta que poderá tomar medidas para conter os gastos com pessoal, preservando assim a Lei de Responsabilidade Fiscal, sem que haja sanções e garantindo os salários dos servidores efetivos. “Eu posso sair da prefeitura com dois, três meses de governo, mas os funcionários que são os maiores patrimônios, não podem sofrer com isto”, descreveu.

A orientação é que ninguém da nova equipe faça ingerência ou desrespeite o atual prefeito, que tem mandato até 31 de dezembro. Todos precisam alertar que a nova Administração assume apenas em janeiro de 2017. Até lá, apenas medidas administrativas serão tomadas pela Equipe de Transição.

O vice prefeito eleito Marcelo Chaves, Afonso do SAAE, o prefeito eleito Luiz Roberto, o próximo procurador Dr Otacílio e Francisco Barros da Assessoria de Imprensa
O vice prefeito eleito Marcelo Chaves, Afonso do SAAE, o prefeito eleito Luiz Roberto, o próximo procurador Dr Otacílio e Francisco Barros da Assessoria de Imprensa
COMPARTILHAR

Comentários