Dezesseis pessoas morreram nas estradas estaduais e federais de Minas Gerais fiscalizadas pela Polícia Militar Rodoviária, durante o feriado prolongado de réveillon. O balanço, que compreende acidentes ocorridos entre 31 de dezembro e este domingo (3), foi divulgado no início da tarde desta segunda-feira (4) pela Polícia Militar.

No período, foram registrados 239 acidentes, que deixaram 287 feridos. O policiamento foi reforçado nas estradas e, ao todo, 28.253 veículos foram fiscalizados e 59 pessoas foram presas por embriaguez ao volante. Além disso, foram autuados 357 motoristas inabilitados.

De acordo com a Polícia Militar, as principais causas presumíveis dos acidentes foram falta de atenção ao volante (90), animal na pista (18), derrapagem (18), velocidade incompatível (16) e dirigir embriagado (15).

No feriado de réveillon em 2015, o policiamento registrou 280 acidentes, com 18 mortes e 277 feridos.

Feriado de Natal
Quatorze pessoas morreram em acidentas nas rodovias estaduais durante o feriado de Natal de 2015, de acordo com a Polícia Militar Rodoviária de MG. O balanço leva em conta ocorrências entre os dias 24 e 27 de dezembro.

O número de mortes é o mesmo do registrado no Natal de 2014. Porém, no ano passado, a PM contabilizou acidentes entre os dias 24 e 29 de dezembro.

De acordo com a corporação, em 2015, foram registrados 209 acidentes com 259 feridos.

Mortes em estradas federais
Vinte e nove pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais que cortam Minas Gerais entre os dias 28 de dezembro de 2015 e este domingo (3), segundo o balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira (4). De acordo com a corporação, foram registrados 372 acidentes no período, sendo 237 com vítimas. O número de feridos foi de 434.

Ainda conforme a PRF, houve um aumento de mortes em relação ao feriado de Natal, entre 21 e 27 de dezembro, quando foram registradas 27 vítimas. O número de feridos, porém, diminuiu, já que no Natal foram registrados 438.

Fonte: G1 Sul de Minas

COMPARTILHAR

Comentários