O ex prefeito de Três Pontas Paulo Luis Rabello (PPS), respondeu as declarações do secretário municipal de Transportes e Obras José Gileno Marinho. Ele chamou o novo secretário da Administração do prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), de mentiroso e ele é daqueles que participou do mandato anterior, que gosta de jogar palavras ao vento e faz acusações sem provas.

Paulo Luis recebeu a Equipe Positiva em seu escritório e comentou o assunto que gerou dezenas de comentários nas redes sociais.

Já prevendo que este tipo de acusação pudesse surgir, Paulo Luis determinou ao então secretário José Romão de Oliveira, para que providenciasse o relatório de tudo que estava no Almoxarifado, inclusive combustível. No dia 30 de dezembro, as 11 horas da manhã foi retirado das bombas, a numeração com a quantidade de combustível que havia nos tanques. De óleo diesel havia 2.290 litros e gasolina 1.000 litros. Tudo está documentado e o ex prefeito diz que quem quiser saber pode o procurar. “A gente age com transparência e sem precisar denegrir a imagem de ninguém. As pessoas tem que provar aquilo que falam. Se não havia combustível porque não tomaram as providências cabíveis na justiça”, questiona.

Sobre o desaparecimento de uma draga, a informação também não procede e muito menos o Município adquiriu este maquinário. Segundo Paulo Luis, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), é que através de um financiamento fez a aquisição para a autarquia.

Ela permaneceu sim estacionada em frente a Prefeitura e foi retirada por determinação da justiça, depois que a oposição fez uma denúncia de que o maquinário que estava no pátio estava sendo usado para fins eleitoreiros. A justiça determinou a retirada em 24 horas e assim foi feito. “No caso da draga que dizem ter sido extraviada, roubada ou qualquer outro termo que quiseram usar, se encontrava (não sei se até hoje), em um estacionamento na Rua Álvares Cabral. É o mesmo local que foi usado para soltar os fogos de artifícios da posse, no dia 1º de janeiro e onde acabou incendiando a grama e quase atingiu a máquina e outros equipamentos que lá estavam”, esclareceu.

Para o ex gestor, não há como afirmar que ela desapareceu uma vez que os próprios funcionários do SAAE fizeram revisões nela neste pátio e não há anda escondido.

Quanto as máquinas mostradas na reportagem que estão parada, Paulo Luis justifica que ela precisam de reparos, mas que não foram feitos por não ter profissionais para usá-las. Uma delas é a patrol. São 5 e apenas três patrulheiros. E o mesmo caso das retroescavadeiras que precisam de quatro profissionais.  “Nós não tínhamos estes profissionais até o dia 31 de dezembro. Tomara que a nova Administração consiga tenha conseguido pessoas capacitadas e devidamente habilitadas para operar este maquinário”, acrescentou.

Ele conclui dizendo que a intenção é passar à população o que a sua Administração pegou a quatro anos atrás, porém, a situação daquela época foi bem pior. Paulo Luis reafirma que a cidade hoje possui veículos e máquinas para manter os serviços prestados em dia.

Diesel disponível

Gasolina disponível 

COMPARTILHAR

Comentários