A chuva foi rápida, acompanhada de ventos fortes e muito granizo em Três Pontas. Esperada pelos trespontanos, ela acabou assustando pela intensidade dos ventos na noite deste domingo (06), que provocou destruição na sede da Associação Trespontana de Catadores de Materiais Recicláveis (Atremar). O galpão de 1,2 mil metros quadrados que fica no bairro Industrial, na saída para Campos Gerais, foi praticamente todo para o chão. O telhado foi inteiro arrancado, a estrutura ficou toda retorcida e as paredes cairam. As máquinas usadas pelos catadores e muitos materiais recicláveis ficaram no relento. O padrão de energia foi danificado e o local está sem energia.

A Guarda Civil Municipal (GCM) vai reforçar a segurança durante a noite no imóvel. O secretário de Transportes e Obras José Romão de Oliveira, o Chefe da Guarda Municipal Sargento Edward Naves e o vice prefeito Érik dos

Placa da inauguração foi retirada do meio dos escombros
Placa da inauguração foi retirada do meio dos escombros

Reis Roberto também estiveram no local, mas uma avaliação do estrago só poderá ser feita na manhã desta segunda-feira (07).

A sede da Atremar começou a ser feita pela ex-prefeita Luciana Mendonça, mas só foi concluída e entregue pelo atual prefeito, Paulo Luis Rabello (PPS), em abril de 2014. A construção custou R$700 mil que foram viabilizados pelo Governo Federal. Quando a nova sede foi inaugurada eram 12 catadores associados.

De acordo com a Polícia Militar, não houve o registro de outros problemas na Cidade causados pela chuva.

0203

COMPARTILHAR

Comentários