*Operação foi coordenada pela Polícia Civil de Belo Horizonte. Quatro pessoas foram presas em Três Pontas e Santana da Vargem

A Polícia Civil desencadeia desde quinta-feira (06), uma operação de combate ao furto e roubos de veículos em Santana da Vargem e Três Pontas.

Quatro pessoas foram presas fruto do trabalho de investigação da Delegacia de Repressão e Investigação e Combate ao Crime de Furtos e Roubos de veículos de Belo Horizonte, em conjunto com a Polícia Civil de Três Pontas.

Um cômodo com uma parede com fundo falso era onde eles escondiam as peças dos veículos roubados em Santana da Vargem

9d76bef1-4e2d-466f-aad2-76565a731a35
Dois veículos roubados estavam sendo desmontados em um desmanche que fica as margens da BR 265 em Santana da Vargem. Os carros teriam sido furtados ou roubados em São Paulo e no Paraná, eram desmontados e as peças comercializadas em uma loja que fica na Avenida Prefeito Nilson Vilela, no bairro Esperança. O local já foi alvo da Polícia Militar que já estourou um desmanche de automóveis roubados no mesmo local.

Na tarde desta quinta-feira, foi preso em Santana da Vargem, Samuel Teixeira de Faria de 45 anos que já tem passagens pela polícia por roubo. Ele estava com dois veículos roubados. Na manhã desta sexta-feira a operação continuou e os investigadores chegaram a loja onde as peças eram vendidas. Um motor com a numeração raspada também foi encontrado e apreendido. Foram encontrados também os carros que eles utilizavam para fazer o transporte. Também foram presos Jeferson Medeiros de 24 anos e Francisco Fagner também de 24, patrão e empregado na ação criminosa, naturais de São Paulo. A quarta pessoa foi liberada depois de ser ouvida.

A operação contou com a participação além da equipe da Polícia Civil de Três Pontas, de mais cinco investigadores de Belo Horizonte e um delegado. Eles foram presos e levados ao Presídio de Três Pontas.  A operação está sendo realizada em várias cidades do Sul de Minas.

Jeferson (patrão) e Francisco (funcionário) são de São Paulo mas moram em TP

Jeferson (patrão) e Francisco (funcionário) são de São Paulo mas moram em TP

COMPARTILHAR

Comentários