O prefeito de Três Pontas Paulo Luis Rabello (PPS), foi mais uma vez sabatinado pela Equipe Positiva. No fim da tarde desta quarta-feira (27), o gestor fechou sua agenda em seu gabinete, gravando mais uma entrevista exclusiva com os jornalistas Denis Pereira e Silvano Alves. A diferença é que internautas puderam fazer perguntas ao Chefe do Executivo, que respondeu a todos os questionamentos. Até as 15 horas, foram enviadas como anunciado, por e-mail, diversas perguntas que foram feitas a Paulo Luis.

O comandante do Poder Executivo abordou os mais variados assuntos e não se esquivou das polêmicas deste quase um ano a frente da Prefeitura. Falou das obras paradas da gestão da ex-prefeita Luciana Mendonça (PR) e a expectativa  que no início do ano o Centro Municipal de Educação Infantil e a Quadra Poliesportiva do Quilombo Nossa Senhora do Rosário sejam inauguradas. Não deixamos de abordar a criação da Taxa de Inspeção e Fiscalização Sanitária e do aumento da taxa de esgoto. Sobre o IPTU, o gestor afirma que a mudança feita é apenas para ajustar valores e fazer justiça social, já que bairros nobres estavam pagando valores irrisórios.

Assuntos que estão mexendo com o setor da educação é o fechamento das creches, que Paulo Luis afirma que no período de festas de fim de ano a freqüência é muito pequena e o fechamento do CESU que também há pouca participação, apesar de 500 alunos inscritos.

Na avaliação do prefeito, a saúde vai bem, mas reconhece as dificuldades enfrentadas, a exemplo de todos os municípios brasileiros. Ele respondeu a críticas sobre o funcionamento do Pronto Atendimento Municipal (PAM) e falou sobre a intenção de passar o serviço para o Hospital São Francisco de Assis.

Ele não economizou palavras para falar do seu adversário político, ex candidato a vice prefeito João Victor e também da oposição na Câmara – Paulinho Leiteiro e Antônio do Lázaro. O primeiro, participou da gestão passada e sabe das dificuldades enfrentadas. Ao segundo, ele chamou de ‘pau mandado’. O prefeito diz que aceita as críticas construtivas, pois elas tem o objetivo de ajudar a Administração a acertar, porém, reconhece que as vezes é preciso voltar atrás e admitir que errou.

Ouça a entrevista na íntegra na Rádio Positiva. Para ouvir, clique a direita do site. Vale lembrar que todas as perguntas enviadas pelos e-mails divulgados que obedeceram a todos os critérios foram respondidas pelo prefeito. Acompanhe.

COMPARTILHAR

Comentários