A FATEPS, Faculdade Três Pontas, promove até sexta-feira (08), a 4ª edição da Semana da Administração da instituição, que proporciona a difusão pública da pesquisa científica sobre variados temas, promovendo o diálogo de pesquisadores, professores e alunos da graduação e da pós-graduação, atendendo, assim, as políticas educacionais da Faculdade Três Pontas, bem como o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Administração.

O evento foi aberto nesta quarta-feira (08), e está sendo realizado no Centro Cultural Milton Nascimento e a partir deste ano, homenageia uma ex aluna, Flaviane da Silva. Alunos, professores, administradores já formados pela Fateps, diretores do Grupo Educacional Unis e familiares da homenageada formaram o público da primeira noite, além do presidente da Câmara de Vereadores, Sérgio Eugênio Silva que ocupou uma cadeira na mesa principal.

Durante todos os estes dias, palestras serão realizadas. Na estréia, “Educação Financeira, uma realidade do Ensino Infantil ao MBA”, foi ministrada pelo professor, educador e terapeuta financeiro, Reinaldo Domingos, autor de vários livros que foram vendidos na portaria do evento. Reinaldo em 2012, foi o idealizador, fundador e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), criou o primeiro Programa de Educação Financeira para Jovens Aprendizes e, em 2013, ampliou o Programa para o Jovem Adulto (EJA).

Parceiro do Grupo Unis, Reinaldo falou de uma tema que chama a atenção. A importância de se cuidar do dinheiro. Os universitários aprenderam a estabelecer um plano de vida e priorizar seus sonhos de curto, médio e longo prazos. A metodologia usada é a Dsop que se baseia em quatro pilares – baseia-se em quatro pilares: diagnosticar, sonhar, orçar e poupar, com foco na mudança do comportamento em relação ao dinheiro.

03

No Auditório da Fateps, nesta quinta-feira (09), haverá minicursos com os temas: Investimentos pessoal e aumento da empregabilidade com o professor Ernani de Souza Guimarães Junior as 19 horas; Rotinas de Departamento Pessoal com o professor Clayton Silveira Leite a partir das 21 horas e o Rotinas Bancárias será ministrado pelo professor Matheus Toni Silva Ferreira as 21 horas na Sala do 2º período.

Na sexta-feira (10), a palestra volta a ser realizada no Centro Cultural. Adam Brandão Papini fala sobre “O valor do conhecimento no crescimento profissional” a partir das 19:30.

Atualmente o curso de Administração da Fateps conta com 200 alunos. A partir deste ano, a semana de estudos passa a ter um nome, homenageando uma ex aluna do curso de bacharelado em Administração da Fateps. A jovem considerada um exemplo de vida para a toda a comunidade morreu vítima de câncer de mama.

04A homenageada

A moça nasceu em 02 de julho de 1981 em Três Pontas, onde viveu toda a sua vida. Filha de Luiz Ernane da Silva e Nilza da Silva, foi casada com Wagner Morais de Jesus, com quem teve um filho chamado Théo Morais Silva de Jesus.

Flaviane iniciou sua vida profissional desempenhando funções voltadas ao setor de Recursos Humanos, atividade esta que desenvolveu por mais de 10 anos. E foi neste trabalho que se sentiu atraída pela arte de administrar, brotando assim o desejo de se tornar uma profissional graduada nesta área. Em 06 de dezembro de 2003, Flaviane efetivou sua matrícula no curso de Administração de Empresas da Faculdade Três Pontas iniciando suas aulas em fevereiro do ano de 2004.   O curso escolhido por ela dura apenas 04 anos para ser concluído, isso, para uma pessoa que não precisasse passar por tudo o que ela passou, pois, talvez por ironia do destino, Flaviane teria  um caminho turbulento pela frente que poderia interromper seu sonho de se tornar uma bacharela em Administração.

No ano de 2006, logo no início de sua gravidez, Flaviane se viu obrigada a adiar a concretização de seu sonho, uma vez que se tratava de uma gravidez complicada e que exigia repouso absoluto. Sendo assim, Flaviane se afastou por um ano dos estudos retornado à faculdade no ano de 2007.

Neste curto espaço de tempo entre o nascimento de seu filho e o retorno para a faculdade, por meio de um auto exame da mama, Flaviane identificou a presença de um pequeno nódulo em um de seus seios, porém, não deu muita importância, pois imaginara que não seria algo grave, porém, um ano mais tarde, ocorreu um crescimento gradativo deste nódulo, o que a fez procurar ajuda médica e realizar alguns exames e, em 31 de Dezembro do ano de 2008, ter a confirmação de que ela estava com um nódulo maligno na mama direita. A partir daí se iniciou sua luta pela vida. Flaviane precisou ser submetida a uma mastectomia radical da mama, além de várias sessões de quimioterapia e uso contínuo de medicamentos fortes. E diante de todas as dificuldades que teve que enfrentar, ela se viu obrigada a interromper a faculdade novamente e dar prioridade ao seu tratamento.

Passados alguns anos, ainda em tratamento, Flaviane já se viu preparada para retomar os estudos, já estava praticamente curada, e no ano de 2011, passou a fazer parte da turma do Curso de Administração 2010/2013 da Faculdade Três Pontas. Turma que a acolheu como irmã e companheira de todas as horas.

Entretanto, o destino ainda a reservava muitos obstáculos e lutas árduas, quando já estava prestes a ter alta do tratamento contra o câncer de mama, no início do ano de 2012, Flaviane passou a sentir dores muito fortes na perna e nas costas. Foi novamente submetida a uma bateria de exames que, infelizmente, apontaram uma metástase óssea já bastante avançada. Porém, o desânimo jamais a abateu, e ali mesmo ela já solicitou o início do novo tratamento. Foram mais sessões de quimioterapia, mais medicamentos, cirurgias, luta após luta. Luta para permanecer firme e concluir sua faculdade, seu maior sonho e que já tinha sido interrompido antes pelo mesmo motivo.

Diante de todos os impasses que a vida lhe impôs, Flaviane sentiu a necessidade de ajudar outras pessoas que passavam por situações semelhantes as suas, passando a integrar um grupo que mais tarde ganharia ainda mais força e presença na cidade de Três Pontas, o Grupo das Amigas Guerreiras.

Durante toda sua luta, Flaviane teve o apoio dos amigos, dos professores, direção da faculdade, presidente da FEPESMIG e claro, da sua família, que sempre esteve presente e que era o alicerce que ela precisava.

Aos trancos e barrancos, nas idas e vindas do hospital, ela via se aproximar a concretização de seu sonho, o que a dava ainda mais forças para seguir em frente. Seu organismo já não reagia mais aos tratamentos, mas a fé em Deus a fez acreditar que tudo passaria e que no final tudo ia ficar bem. Mas era nítido o agravamento do seu estado de saúde aos olhos daqueles que com ela convivia, porém, quando todos achavam que era o fim, Flaviane, como uma fênix que ressurge das cinzas, nos dava mais uma lição de superação, voltava radiante de felicidade e disposta a continuar, mesmo com as forças abaladas, mesmo quando ninguém mais acreditava.

O que manteve Flaviane da Silva viva após o agravamento de sua doença, foi a busca incessante pela conclusão de sua faculdade. Mesmo debilitada, não deixou de se preocupar com os trabalhos, se dedicava piamente aos estudos para realização das provas, mesmo com dificuldades de memorizar tudo o que estudava, foi firme, sua formatura era o alvo a ser atingido. E assim foi, sua outorga de grau se deu no dia 21 de fevereiro de 2014, passando assim a ser Bacharela em Administração. Seu objetivo foi alcançado, sua missão foi cumprida. Flaviane da Silva morreu aos 32 anos, na noite do dia 12 de abril de 2014, há exatamente 51 dias após sua formatura.

A Faculdade Três Pontas, através da direção, coordenação, professores, funcionários e alunos, entregou aos familiares da Administradora Flaviane da Silva, o diploma de Bacharela em Administração, com os registros acadêmicos competentes, diploma que a homenageada tanto almejou e fez jus em conquistar. Quem esteve na Mesa a representando foi o seu marido Wagner Morais de Jesus e seu filho Théo Morais Silva de Jesus.

COMPARTILHAR

Comentários