Foto: Arquivo EP

 

Com pouco mais de um mês para a realização da Festa do Padre Victor em Três Pontas, no dia 23 de setembro, a organização tomou uma decisão importante. Transferir a feira realizada desde 2013 na Avenida Oswaldo Cruz, para o Parque Multi Uso da Mina, no bairro Vila Marilena. A definição aconteceu em reunião realizada no gabinete do prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB) em 19 de julho, mas divulgada esta semana em primeira mão à Equipe Positiva e ao Jornal Correio Trespontano.

Desde que o movimento de barracas saiu do pátio da Faculdade de Três Pontas (Fateps) e foi para a Avenida, divide opiniões e gera reclamações de comerciantes de uma das principais vias de acesso a cidade. A avenida fica fechada durante dias, dificulta a chegada, a circulação de clientes e mercadorias e oferece riscos. Porém, alguns comerciantes alugam seus estabelecimentos para os camelos durante o período e são favoráveis pela permanência no local. A reunião contou com a presença de membros da Associação Padre Victor, servidores da Prefeitura das áreas de Transportes e Obras, Cultura e da assessoria Jurídica.

Segundo o prefeito Marcelo Chaves (foto), a decisão foi tomada em concenso e há um empenho muito grande em melhorar esta grande festa, que cresce a cada ano. Ele viu com bons olhos a mudança e aposta que no novo local ela poderá crescer. Na opinião dele, a comemoração que traz milhares de romeiros e devotos todos os anos à cidade, é muito mais importante do que a opinião individual e isolada de cada um. Ele defende que as entidades envolvidas como Prefeitura, Associação Padre Victor, Paróquias e Ministério Público estejam andando juntas, alinhados e focados na mesma direção. Na visão do gestor, é preciso ter também na feira a participação da Associação Comercial, dos comerciantes e empresários locais. O pároco da Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda padre Ednaldo Barbosa também concordou com a mudança.

A Prefeitura já começou a fazer melhorias no Parque Multi Uso. Ela ficou responsável pela elaboração do croqui do local, a deliberação pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Histórico e Cultural de Três Pontas. A cargo da Associação Padre Victor, ficou o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), levantamento pelo responsável pela parte elétrica juntamente com a Cemig, como consta na ata assinada por todos os participantes da reunião. Já está programado que o local será fechado para a feira entre os dias 21 e 25 de setembro.

Foi cogitado a possibilidade da instalação dos feirantes no Aeroporto Municipal, que está desativado. Mas, a Administração está buscando a reabertura do espaço e deve conseguir, em prol do desenvolvimento da cidade. Os esforços estão sendo evidenciados, até para atender quem quer visitar a cidade no Dia de Padre Victor e quer vir de avião e hoje não tem local para pousar as aeronaves. “Nós precisamos manter serviços básicos da cidade funcionando e colocar a feira no Aeroporto neste momento seria algo transitório”, afirmou. Sem falar que a Mina do Padre Victor, já é um local de visitação e está na rota dos devotos e peregrinos.

COMPARTILHAR

Comentários