Denis Pereira – A Voz da Notícia

A Câmara Municipal de Três Pontas realizou a reunião ordinária e uma sessão solene na noite desta segunda-feira (17).

A primeira de praxe, foi a votação dos projetos de lei que constavam na pauta e, em seguida, a entrega de Moções de Aplausos e Congratulações ao professor mestre e presidente da Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas (Fepesmig) mantenedora da Faculdade Três Pontas, Stefano Barra Gazzola e também o professor e diretor de Relações Institucionais João Victor Mendes de Gomes e Mendonça. A ele é atribuido a vinda da Faculdade para Três Pontas, quando ocupava o cargo de secretário de Educação e Cultura no governo Adriene Andrade.

Para cumprir o horário, não houve o Pequeno Expediente. A pauta de votação foi rápida e em seguida, por causa da inserção de outros três itens, a pedido dos vereadores Alessandra Vitar Sudério Penha (PPS) e Itamar Antônio Diniz (PRTB), o presidente Luis Carlos da Silva (PPS), suspendeu a sessão para abrir a solenidade.

As cadeiras reservadas ao público no Plenário Presidente Tancredo Neves, ficaram lotadas. O prestígio de Stéfano e João Victor, trouxe lideranças políticas à Câmara como o médico cardiologista Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PMDB), o ex-secretário de Transportes e Obras José Gileno Marinho, a ex-chefe de Gabinete da ex-prefeita Luciana Mendonça, Vanizinha Campos e o ex vereador João Aleixo Ferreira Peret. Ocuparam o interior do Plenário, o presidente da Associação Comercial e Agro Industrial de Três Pontas (ACAI-TP) Michel Renan Simão Castro e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Luciano Reis Diniz.

Familiares dos homenageados, diretores e coordenadores das unidades e de cursos do Grupo Unis marcaram presença.

O prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), não compareceu mais enviou correspondência desejando sucesso ao evento. Quem enviou mesmo homenagens foi a ex-prefeita Adriene Barbosa de Faria Andrade, atual Conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG). Foi na gestão dela, que o Grupo Unis aportou na Cidade. O cumprimento foi direcionado especialmente ao seu amigo e irmão João Victor Mendes. O analisando como cidadão, para Adriene, o ex vereador e seu assessor político é um cidadão persistente, de força, que enfrentou uma infância difícil no Quilombo, mas venceu.

04

HISTÓRIA

O Grupo Unis aportou em Três Pontas em 2002, a primeira fora da sede da Fundação Fepesmig, com os cursos de Licenciatura em Normal Superior e o Bacharelado em Administração. No ano seguinte, passou também a oferecer o curso de Direito.

A Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas está completando em 2015, 50 anos de fundação, é mantenedora do Colégio Alpha (Varginha), Colégio Nova Geração (Três Corações) Centro Universitário do Sul de Minas (Varginha), Faculdade Betim (Fabe), Faculdade Três Pontas (Fateps),Faculdades Integradas de Cataguases (FIC) e Unidade de Pouso Alegre.

A Fepesmig surgiu do ideal de educadores que um dia sonharam transformar Varginha no maior centro educacional do Sul de Minas. A entidade privada sem fins lucrativos foi criada em 1965 como Fundação Universidade do Sul de Minas (Decreto Estadual nº 8.496, de 15/7/1965), denominação alterada em 1974 para Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas (Lei Estadual nº 6.387, de em 17/7/1974).

06João Victor – História política marcada por desafios

Durante 8 anos, João Victor (43) ocupou uma das cadeiras da Câmara de Vereadores. Depois, tentou ser deputado estadual, vice prefeito, ocupou cargos importantes e influentes no Estado. Ganhou a confiança do casal Clésio e Adriene. Depois de ocupar as secretarias de Educação e Fazenda na prefeitura de Três Pontas, foi chamado para ser chefe de gabinete do vice governado do Estado de Minas Gerais de Clésio, depois Superintendente Geral da Associação Mineira de Municípios (AMM), membro do Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais, e diretor da Faculdade Três Pontas durante 10 anos. Atualmente é membro do Conselho Curador da Fepesmig e diretor de Relações Institucionais do Grupo Unis. Formado em Direito é professor e é sócio em um escritório de advocacia.

Como sempre faz, João Victor, lembrou das pessoas que sonharam junto com ele, destacando informalmente várias pessoas, se conteve em registrar as duas maiores sonhadoras com a implantação da faculdade, Adriene e Stéfano Gazzola.

Para realizar a vontade dos trespontanos de mais de 30 anos ele sempre acreditou em Stéfano. Não foi fácil, enfrentaram a desconfiança no espírito visionário. Entre os parceiros, está a Câmara Municipal. Os vereadores da época acreditaram que seria possível, progredir e mudar as pessoas através da educação.

Um sonho de mais de 30 anos, que era ter uma faculdade, um curso superior. Pode parecer fácil, mais difícil naquele momento. “Fico muito feliz ao ver que nestes 13 anos, a Fateps tem formado homens e mulheres, cidadãos e cidadãs, com excelência não apenas no campo profissional mas na vida, plantando sementes que irão num futuro bem próximo continuar transformando Três Pontas”, mencionou professor João Victor.

GRUPO UNIS em números

Data da primeira ata: 31/07/1965

Número de alunos do Grupo atualmente: cerca de 10 mil (Ensino Fundamental, Médio, Técnico, Graduação e Pós-Graduação). Obs: Milhares de alunos já se formaram na Instituição.

Número dos colaboradores atualmente: cerca de 1.000 Cidades onde o Grupo possui sede: Varginha, Cataguases, Betim, Três Pontas, Três Corações e Pouso Alegre.

Polos Presenciais de Educação a distância: Varginha, Formiga e Betim.

Colégios: Alpha em Varginha, Nova Geração em Três Corações e Travessia em Três Pontas.

Número de Cursos oferecidos: mais de 150 opções de cursos presenciais e a distância, entre Graduação, Pós-Graduação e Cursos Técnicos.

Cidade Universitária: Inaugurada em 2013 em uma área com mais de 230 mil metros quadrados.

Parcerias para oferta de cursos: Exército Brasileiro, Aeronáutica, Ministério do Desenvolvimento Social, entre outros.

Parcerias para estágios, assessorias e consultorias: Mais de mil empresas

Parcerias Internacionais [programas de mobilidade acadêmica]: Com Instituições de Ensino Superior – IES de Portugal, Estados Unidos, Bolívia, Chile, Paraguai, Espanha, Hungria e Argentina. Permite que os alunos possam conhecer culturas distintas e aprenderem mais sobre sua profissão.

Alunos Internacionais: Atualmente 22 alunos estrangeiros [Portugal, Argentina, Chile, Paraguai e Bolívia] estão em Varginha e 15 brasileiros estão estudando em instituições estrangeiras [Estados Unidos, Portugal, Bolívia, Chile, Paraguai e Coreia do Sul]. Rede Acinnet [Academic International Network] – Uma rede de cooperação internacional fundada no ano passado presidida pelo Prof. Me. Stefano Barra Gazzola. A iniciativa integra representantes do Chile, Argentina, Paraguai, Bolívia, Portugal e Espanha. Os trabalhos foram oficializados durante o I Congresso Internacional da Rede ACINNET realizado em maio deste ano na Cidade Universitária com mais de dez mil alunos inscritos nos minicursos e palestras oferecidos.

03História registrada em livro

A história da Fepesmig está em um livro que será lançado brevemente. “A História de um Sonho”, que vai contar a ousadia daqueles que há meio século acreditaram.

Com um discurso digno de mestre, Stéfano que foi professor de João Victor, o encheu de elogios. Depois, relatou um pouco da trajetória difícil. Nos anos de 2000, a Fepesmig estava crescendo e precisava se repensar, quando surgiu a ideia de criar um Centro Universitário. Imediatamente, a reação da Câmara Municipal de Varginha, foi contrária, criando inclusive uma Comissão Parlamentar. O período foi difícil, pois havia uma corrente inversa. No meio do caminho, encontrou João Victor que na época era secretário de Educação e Cultura de Três Pontas. “O João me disse – se Varginha não quer nós queremos”, relatou. Depois vieram outras unidades e o crescimento foi consolidado.

Stéfano contou ainda que a Fepesmig deve muito a Três Pontas. Tanto que ele sempre se refere e define, que de Varginha nasceu a Fepesmig e o fortalecimento do Grupo Unis se deve a Três Pontas. Este é um registro histórico.

05 02

Ano letivo de 2016 ganhará Escola Travessia

Fateps-fachada-300x225

Durante sua fala na Tribuna da Câmara, Stéfano Gazzola anunciou que já começou na Fateps um Curso Técnico de Logística que ganhou a adesão de 80 alunos. A implantação dele se deu através do Unistec. Na próxima semana, começa na Faculdade Três Pontas um curso de pós graduação de psicopedagogia.

Mas a grande notícia é que o Conselho Estadual de Educação aprovou a instalação do Colégio Travessia que irá funcionar no prédio da instituição atendendo adolescentes e jovens do ensino médio. Os planos são, depois, ampliar para o fundamental. A intenção é ter a mesma qualidade, usando o mesmo método de ensino Poliedro, já usado na Escola Alpha, em Varginha, conseguindo inclusive ótimos resultados no ENEM.

“O Colégio é a retribuição do reconhecimento que Três Pontas deu ao Grupo Unis e a coroação dos primeiros 50 anos da Fepesmig”, acrescentou. O nome é uma homenagem do Grupo ao cantor e compositor mineiro e trespontano de coração, Milton Nascimento.

Ainda de acordo com Gazzola, a comunidade trespontana tem papel fundamental na ampliação do número de cursos acadêmicos na Fateps. Foi assim, quando foram implantados os de Direito e Administração, que foram sugestões. A demanda pedida já há um bom tempo são cursos na área da saúde, que a Fundação estuda implantar em Três Pontas. Atualmente os cursos acadêmicos oferecidos são Administração, Direito e Pedagogia.

COMPARTILHAR

Comentários