Milhares de fiéis do Beato eleito Padre Victor, mantém a tradição de vir a sua Terra a pé. A caminhada é um sacrifício, uma forma de agradecer pelas graças que eles consideram ter sido intercedidas por Padre Victor. O trajeto pela MG 167, é perigoso e se torna mais seguro com o apoio que os peregrinos receberam este ano. Além dos pontos de apoio em Santana da Vargem e Varginha, 35 membros do Grupo de Escoteiros Boa Vista de Três Pontas orientou os devotos e até disponibilizou fitas adesivas refletivas para dar maisIMG-20150923-WA0005 visibilidade aos motoristas.

O Corpo de Bombeiros de Varginha fez ponto base entre Varginha e Três Pontas e não registrou nenhum tipo de acidente. Assim como a Polícia Militar Rodoviária Estadual que disponibilizou todo o seu efetivo para o trecho em uma esquema especial de segurança para a Festa dos 110 anos de morte de Padre Victor.

As 5:00 da manhã a fila na Praça Cônego Victor para passar alguns segundos em frente ao túmulo na Igreja, onde estão os restos mortais de Padre Victor já era grande. Aliás, esta será a última vez que ele verão o túmulo já. Já que com a beatificação em novembro, o sacerdote Francisco de Paula Victor vai ganhar um altar, com uma imagem grande dentro da Matriz D’Ajuda.

A primeira missa foi celebrada as 5:00 da manhã. Já houve missas as 6:30, 8:30 e agora as 10:30.

IMG-20150923-WA0008
Devotos que seguiram a pé para TP receberam orientações e ganharam dos Escoteiros fitas adesivas refletivas que foram afixadas nas roupas
Corpo de Bombeiros esteve durante toda a madrugada nas rodovias e uma equipe permanece o dia todo em TP
Corpo de Bombeiros esteve durante toda a madrugada nas rodovias e uma equipe permanece o dia todo em TP – Foto: Corpo de Bombeiros

 

COMPARTILHAR

Comentários