Servidores fizeram uma paralisação por causa da falta do plano de saúde

Funcionários dos Correios em Três Pontas fizeram uma paralisação nesta segunda-feira (07). Os serviços de entregas foram todos interrompidos e a agência funcionou apenas com o gerente da unidade. Durante toda a manhã eles ficaram em frente a Central de Distribuição na Avenida Ipiranga.

O motivo é a exclusão de todos os funcionários de Três Pontas do plano de saúde.  A carteiro Aline Cristiane Braga, explica que foi feita uma paralisação na região a cerca de 15 dias para que fosse reestabelecido o contrato com a empresa de Varginha, quando todos estavam sem o benefício. Com a manifestação, os servidores das cidades vizinhas foram atendidos com a reivindicação, menos os da agência de Três Pontas e Três Corações.

A empresa segundo a carteiro Silvia Braga teria alegado que a Unimed da Cidade não tem interesse, porém, eles descobriram que isto é mentira, depois que a própria empresa teria dito que não foi consultada e que teria sim interesse em atender os profissionais da estatal. A situação está se agravando e os funcionários sendo prejudicados desde que o Postal Saúde foi terceirizado. De lá para cá, só aumenta os descredenciamentos dos médicos por falta de pagamento.

De acordo com a carteiro Silvia Braga, apontou outros problemas que precisam ser resolvidos, com a realização de um concurso público. Com poucos servidores, correspondências e outros serviços estão sendo entregues fora do prazo por falta de profissionais e a população está sendo prejudicada.

“Embora a gente trabalhe muito, faça horas extras, trabalhamos aos sábados e muitas vezes em feriados quando nos é pedido, não dá para entregar tudo dentro do prazo”, acrescenta Silvia. Muitas pessoas já sabem deste problema, mas nem todos entendem. Ainda segundo ela, os Correios alega que é por falta de dinheiro.

A população pode ajudar pressionando, fazendo reclamações e pedindo a realização de um concurso através do 0800 dos Correios. O número é 0800 725 0100.

Correios TP 1

COMPARTILHAR

Comentários