A Guarda Civil Municipal (GCM) desencadeou de 26 a 31 de julho, a Operação “Brincadeira Sim, Cerol Não”, que buscou acima de tudo conscientizar crianças e adolescentes sobre os perigos de utilizarem linhas cortantes.

O comandante da GCM Sargento Edward Naves, comandou toda a operação, aberta justamente no 14º Torneio de Pipa realizado no Parque Multi Uso da Mina do Padre Victor.

De lá, a Corporação mapeou os locais onde as crianças costumam ficar soltando pipas e começou as averiguações. A diferença, é que operação substituiu as linhas com cerol e as chilenas por linhas puras.

Quando alguém era encontrado com este material perigoso, além de entregar a linha e receber orientações, ele recebia outra, que não oferece risco a vida das pessoas, principalmente motociclistas e motoqueiros, vítimas em potencial.

Neste período, a Guarda Civil registrou 258 Boletins de Ocorrência Simplificado, os BOS, recolheu por toda aGCM Cerol 1 cidade 42 linhas cortantes, a maioria delas com cerol, 30 e 12 chilenas, com 216 pessoas orientadas. Em contrapartida distribuiu 42 carretéis de linhas e centenas de panfletos educativos.

Preocupada com o perigo que são estas linhas, a população participou com diversas denúncias feitas ao 153. Elas podem continuar sendo feitas, que apesar do fim da Operação “Brincadeira Sim, Cerol Não”, os Guardas Municipais continuam o trabalho de fiscalização. Todo o material recolhido foi incinerado nesta segunda-feira (03).

A ação educativa teve o apoio dos vereadores Sérgio Silva, Vitor Bárbara e Joy Alberto.

Todo o material foi incinerado

COMPARTILHAR

Comentários