Mineiro: Caldense segura Atlético em BH e fica a um empate do título

O ponto forte da invicta Caldense no Campeonato Mineiro é a defesa. Foram somente quatro gols sofridos em 14 partidas. Certamente o melhor desempenho desde que a competição passou a ser disputada no formato atual, em 2004. Esse poder de marcação foi fundamental para a equipe de Poços de Caldas segurar o empate em 0 a 0 com o Atlético-MG, no primeiro jogo da final do Estadual.

A equipe do interior não se intimidou diante de um Mineirão cheio, com mais de 50 atleticanos. O estilo de jogo foi mantido e funcionou bem. Sem espaços para tabelar no meio, o Atlético foi obrigado a buscar as bolas longas, quase sempre executadas da pior maneira. As chances criadas pelo time alvinegro foram poucas, tanto que o goleiro Rodrigo fez apenas uma defesa difícil nos 90 minutos de partida.

Com o resultado, o Atlético se vê obrigado mais uma vez a reverter uma situação. Agora não vai ser no Horto ou muito menos no Mineirão. O segundo jogo da final está marcado para o próximo domingo, dia 3 a de maio, às 16h, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha. Melhor time da competição a Caldense joga por mais um empate. Já ao Atlético, mais uma vez, só resta vencer.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 0 CALDENSE

Data: 26/04/2015 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: Final do Campeonato Mineiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 53.772 pagantes
Renda: R$ 2.387.910,00
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG) e Márcio Eustáquio Souza Santiago (MG)
Cartões amarelos: Guilherme (CAM) Rodrigo e Plínio (CAL)

ATLÉTICO-MG
Victor; Patric, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Dátolo, Luan e Guilherme (Thiago Ribeiro); Carlos (Cárdenas) e Lucas Pratto.
Técnico: Levir Culpi.

CALDENSE
Rodrigo; Marcelinho, Plínio, Paulão e Rafael Estevam; Serginho, Yuri, Tiago Azulão (Éwerton Maradona) e Nadson (Tiago Ulisses); Zambi e Luiz Eduardo (Cristiano).
Técnico: Leonardo Condé.

Para lembrar:

Descanso: Depois da partida com a Caldense os jogadores do Atlético foram liberados pela comissão técnica e retornam aos treinos somente na quarta-feira à tarde.

Ingressos: Uma reunião nesta segunda-feira, em Varginha, vai definir valores e datas para a venda antecipada de ingressos para a finalíssima do Campeonato Mineiro.

Completo: O Atlético tinha cinco jogadores pendurados no Campeonato Mineiro. Como nenhum recebeu cartão, Levir podem contar com todos no jogo da volta.

Fonte: UOL

CARIOCA: Rafael Silva marca nos acréscimos e Vasco vence a primeira final

Com um gol nos acréscimos, o Vasco bateu o Botafogo por 1 a 0, neste domingo, no estádio do Maracanã, no Rio, e saiu na frente na briga pelo título do Campeonato Carioca. O gol da vitória foi marcado por Rafael Silva. Com o resultado, a equipe cruzmaltina precisa somente de um empate no próximo domingo, no mesmo local, para voltar a conquistar o Estadual após 12 anos.

Os dois times foram a campo sem nenhuma grande surpresa. Após uma semana marcada por treinos fechados, o Vasco apenas mudou em uma posição: o atacante Dagoberto ganhou a vaga que vinha sendo ocupada por Rafael Silva – que acabaria se tornando o herói do dia -, mas o seu retorno ao time titular após lesão era questão de tempo. O Botafogo foi com o time esperado.

Vasco da Gama

Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos (Thalles) e Marcinho (Rafael Silva);
Dagoberto (Bernardo) e Gilberto. Técnico: Dorival Júnior
Botafogo

Renan; Gilberto, Renan Fonseca, Giaretta e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes e Gegê (Tomas);
Rodrigo Pimpão (Sassá) e Bill. Técnico: Renê Simões
Público

39.379 pagantes (45.488 no total).
Renda

R$ 1.944.455,00.
Fonte: Futebol Interior

PAULISTA: Dudu perde pênalti, mas Palmeiras bate Santos e abre vantagem na final

 O Palmeiras saiu na frente na busca pelo título do Paulistão. Com gol de Leandro Pereira, o time de Oswaldo de Oliveira venceu o Santos por 1 a 0 na tarde deste domingo (26), no Allianz Parque. Com recorde de público, o estádio ainda poderia ter visto o placar aumentar, mas Dudu desperdiçou cobrança de pênalti no segundo tempo. Por causa da infração, aliás, os santistas jogaram por 30 minutos com um a menos, com o zagueiro Paulo Ricardo expulso. Não foi à toa que os visitantes deixaram o palco do jogo comemorando. Sem Valdivia e Robinho (o santista), que não ficaram nem no banco por causa de lesão, o jogo foi burocrático, com o Santos marcando a saída de bola palmeirense apenas no meio-campo, permitindo que os zagueiros alviverdes ficassem mais com a bola.A válvula de escape, como sempre, foi Dudu, que aproveitou muito os espaços dados na lateral para infernizar a vida do rival. Do lado santista, a melhor jogada tinha Geuvânio partindo para cima de Zé Roberto.A taça conhece seu dono em 2015 no próximo domingo, na Vila Belmiro, também a partir das 16h. Vale destacar que o Santos não terá a vantagem do empate no placar agregado por ter sido o melhor time do campeonato na primeira fase.FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 SANTOS

Data: 26 de abril de 2015, domingo

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Público pagante: 39.479
Renda bruta:R$ 4.181.281,25
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Vinicius Furlan
Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Junior e Anderson Jose de Moraes Coelho
Cartões amarelos: Cleiton Xavier, Vitor Hugo, Gabriel e Victor Ramos (PAL); Lucas Lima (SAN)
Cartão vermelho: David Braz (SAN)
Gol: Leandro Pereira, aos 29 minutos do 1º tempo

PALMEIRAS: Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca (Cleiton Xavier) e Gabriel; Dudu, Robinho (Kelvin) e Rafael Marques; Leandro Pereira.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

SANTOS: Vladimir, Victor Ferraz (Jubal), Paulo Ricardo, David Braz e Cicinho; Lucas Otávio, Renato, Chiquinho e Lucas Lima; Geuvânio (Gabriel) e Ricardo Oliveira (Leandrinho)
Técnico: Marcelo Fernandes

Fonte: UOL

COMPARTILHAR

Comentários