Dois pontos chamaram a atenção na sessão ordinária desta semana que por causa do feriado, foi realizado na noite desta quinta-feira (05). Os assuntos foram levantados no Pequeno Expediente, quando alguns foram na Tribuna, outros não fazem questão de seguir o Regimento Interno e falam de onde estão, da bancada.

O vereador Paulo Vitor da Silva lembrou a polêmica envolvendo a questão da prestação de serviço de energia elétrica, que divide opiniões e posições entre CEMIG e as Prefeituras. Associações de Municípios questionaram e Três Pontas entrou na Justiça, afirmando não ter condições de assumir o serviço e o grande encargo.

Após isto, os problemas e reclamações tem sido frequentes. O Alcides Mesquita é um dos exemplos dos bairros mais castigados pela falta de energia e problemas no fornecimento, apontou Paulinho. E é justamente lá onde residem cinco vereadores – ele, Professor Popó, Alessandra Sudério, Vitor Bárbara e o presidente Luisinho. Ele acredita que vários vereadores tem ouvido as reclamações e não é por menos. Outro dia faltou energia no bairro, das 17 até por volta das 22:00. Em nome da Câmara Municipal, solicitou ofício aos órgãos para solucionar esta situação complicada, já que a tarifa aumentou e na contramão diminuiu a prestação de serviço. “Ruas estão as escuras, lâmpadas queimadas há tempos sem revisão e ou manutenção”, disse Paulinho.

01Valéria Evangelista Oliveira (PPS), fez a campanha plenária do Novembro Azul. A legisladora lembrou a necessidade da conscientização dos homens a realizarem todos os anos os exames médicos que previne o câncer de próstata.

José Henrique Portugal (PMDB), anunciou ser breve e novamente pregou interação política em prol da população. Isto porque, Portugal tem enviado alguns ofícios ao Poder Executivo apontando alguns pontos de vista, sempre com o cuidado de solicitar o estudo da viabilidade e sequer uma resposta recebe. Porém, esclarece que todos eles são motivados pela sociedade, como alguns do bairro Santana. Se dirigindo ao colega, representante e morador da comunidade Francisco Cougo, Portugal cutucou que tem pedido de alguns moradores de lá como a volta do transporte coletivo, a arborização melhor das ruas e o asfaltamento da Rua Francisca Pereira Scalioni que é um anseio antigo. O peemedebista insinuou que como Chico do Santana é um dos vereadores da base, isto já deveria ter sido resolvido. Há algumas semanas, Francisco Cougo usou a Tribuna e afirmou que teve a palavra do prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), de que a obra será feita e pelo jeito não deve demorar muito, já que no início do ano, a Prefeitura divulgou uma lista com o nome de ruas, incluindo esta, que receberiam a infraestrutura.

Outro foco da sua fala na Tribuna, foi a questão dos deputados forasteiros, aqueles que só aparecem em época de Eleição. Para Portugal, muitos não tem justificado a enorme quantidade de votos que tiveram, mas não citou nomes.

COMPARTILHAR

Comentários