Terminou neste domingo (06), o prazo de acautelamento provisório dos menores infratores que invadiram e incendiaram a Escola Estadual Deputado Teodósio Bandeira na madrugada da última quarta-feira (01), em Três Pontas.

Os quatro adolescente com idade entre 15 e 17 anos, foram liberados no fim da tarde de ontem, do Presídio onde estavam em uma cela especial. Eles foram apreendidos em casa pela Polícia Militar, poucas horas depois de terem incendiado o prédio em três pontos diferentes, na sala da vice diretora, no arquivo morto e em um corredor. A ação causou revolta nos moradores e nos alunos

De acordo com o diretor do Presídio Washington Fonseca Borges, o local atendeu as exigências do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Eles passaram por avaliação psicossocial, para que seja feito um relatório às autoridades competentes. Durante este período de 5 dias, eles ficaram juntos em uma cela que foi utilizada por presos de Elói Mendes, que fica fora do pavilhão principal, isolados dos demais detentos e atendendo as necessidades básicas.

Eles não receberam a visita de familiares, mas se encontraram com membros da Defensoria Pública e do Ministério Publico. Durante este período, tentou se vagas para internação deles em uma Unidade Especializada Sócio Educativo, mas não conseguiu. Eles poderiam ter sido mantidos por mais 5 dias ou até que fosse disponibilizado as vagas, mas já foram liberados e estão em casa.

20160601_071510Está sendo organizada uma reunião entre as autoridades, policiais, poderes Judiciário, Executivo, Legislativo e Ministério Público para tratar dos casos envolvendo menores no município de Três Pontas.

COMPARTILHAR

Comentários