O prefeito Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD) fez ainda na Câmara Municipal seu primeiro discurso após ser declarado oficialmente prefeito de Três Pontas para o mandato 2017/2020. Depois de ouvir as felicitações à sua Administração, vindas inclusive da ex-prefeita Luciana Ferreira Mendonça através de uma mensagem lida pelo cerimonial, foi a vez do médico falar pela primeira vez como gestor.

Interrompido algumas vezes pelos aplausos do público e outras pela emoção que disse estar sentindo, durante 30 minutos, Dr. Luiz Roberto falou do traçado que a sua gestão terá a partir deste 1º de janeiro, dos desafios que encontrará, principalmente nos 100 primeiros dias.

Como primeira medida, será contratada através de processo licitatório, uma Auditoria Independente, não para promovermos “caça às bruxas”, para balizar as primeiras ações de governo.

Anunciou na Tribuna da Câmara, que a Comissão de Transição formada por José Gileno Marinho, Deivis Victor dos Santos e Vitor Adriano Mesquita, que ele deve receber as chaves da Prefeitura apresentando diversas ressalvas previstas em lei, em razão de inúmeras dificuldades apresentadas pela gestão 2013/2016.

A Comissão aponta primeiramente que se quer um local adequado para a realização dos trabalhos foi fornecido, o que foi necessário inclusive o registro de um boletim de ocorrências na Polícia Militar. Se quer foi formada uma equipe da gestão anterior para auxiliar nos levantamentos, ao contrário, o cenário que eles encontraram foi de muita animosidade de servidores designados para fornecer a documentação solicitada. Diversos requerimentos protocolados pela equipe de transição não foram respondidos, fato que eles consideram que teria deixado incompleta a transição de governo e as ressalvas devem ser apresentadas. Dr. Luiz Roberto leu o relatório que demonstra a gravidade dos fatos.

Nele, a Comissão registra que o Almoxarifado Municipal está totalmente desestruturado, com vários maquinários quebrados, mão de obra reduzida e sem especialização.

Na questão da saúde, no Pronto Atendimento Municipal (PAM), os enfermeiros da gestão compartilhada que operavam o Protocolo de Manchester foram demitidos e a falta da operação deste, pode ocasionar a perda de verba estadual. Há contratos que venceram no dia 31 de dezembro de 2016 e não foi informado se existe ou não licitações em andamento para a compra de medicamentos.

VEJA NA ÍNTEGRA O PRIMEIRO DISCURSO DO PREFEITO

DR. LUIZ ROBERTO LAURINDO DIAS dsc00878

“Três Pontas de solo e trespontanos que nasceram como eu, de coração nesta terra. Este é o momento mais sublime da minha vida Pública.

E devo isso a vocês, essencialmente a vocês cidadãos e cidadãs Trespontanos!

Há poucos dias, recebia o diploma de Prefeito desta Terra pelas mãos do juiz eleitoral, o que significa estar apto a tomar posse do cargo para o qual fui democraticamente eleito.

Se o diploma de médico é o de que mais me orgulho, o diploma de Prefeito de Três Pontas é o que mais me dignifica, pois exterioriza a dignidade de cada um dos senhores e senhoras trespontanos!

Somos porta-vozes da realidade dura, áspera, mas acima de tudo fraterna de nossos bairros, periferia e zona rural. Temos a procuração para falar em nome das lágrimas derramadas pela falta de emprego, de saúde e de segurança que assola e machuca nossa gente, empobrece nossa cidade e tira a esperança de nossa juventude! Mas também somos procuradores do sorriso alegre de esperança de reencontrar o caminho da reconstrução de nossa bela face e restabelecer de fato o título pelo qual num passado não muito distante tínhamos o orgulho de sermos identificados: “Três Pontas, cidade sorriso, Terra de Padre Victor”!

Somos defensores do orgulho trespontano adormecido, e da vontade da nossa gente de viver em uma cidade mais digna, justa, fraterna e progressista!

Somos cônscios dos desafios que nos cercam! Estamos neste momento histórico pelo qual passa nosso País, vivendo a maior crise política, ética e financeira de nossa história. Sabemos que esta realidade dura afeta em primeiro lugar onde cada um de nós residimos, isto é nossa cidade, nosso município! A união está quebrada e nosso Estado de Minas Gerais está falido! Isto é publico e notório!

Se esta é a realidade na qual estamos inseridos, fazer a diferença, sonhar, ousar será a nossa meta! Não podemos deixar sermos reféns desta situação caótica! Sejamos protagonista da história e não vítimas dela!

Portanto, senhoras e senhores, o momento agora é de cada um de nós, independente se situação ou oposição, independente de nossas convicções políticas, ideológicas e pessoais; o momento é de cada um nos perguntarmos: “O que eu posso fazer para ajudar a construir uma Três Pontas melhor?

Esperamos, a partir de hoje, encerrar um ciclo de muitas palavras e poucas ações, muitos refletores para poucos artistas, muitas desculpas, falácias, arroubos e inverdades para pouca competência e pouquíssimo resultado em prol do bem comum.

Nossa gestão, senhoras e senhores será uma gestão com foco no resultado para o bem comum. Será uma Administração baseada no seguinte triple – austeridade administrativa, orçamentária, financeira e legal. Desenvolvimento Integral da nossa comunidade com prioridade para a geração de emprego e renda. Foco no cuidado e na melhoria da saúde pública em geral, com um tratamento especial para o nosso Hospital São Francisco de Assis.

Não quero, entretanto, ficar adstrito tão somente aos deveres legais atinentes ao cargo. Quero ir além. Quero promover mudanças estruturais relevantes, com o objetivo de projetar nosso município para um futuro promissor.

Quero valorizar nossa cultura, especialmente a cultura popular como as Folias de Reis, o Carnaval, a Exposição Agropecuária, o Congado, o Catira, as duplas sertanejas, os violeiros, os grupos de samba e de pagode, os artistas da MPB e de outros estilos musicais, e as mais variadas formas de expressões culturais de nossa gente e para isso remeto-me ao passado, como uma luz de alerta máximo a me lembrar: você é o prefeito da Terra de Milton Nascimento, Wagner Tiso e de tantos artistas e bandas que atualmente se destacam não só aqui em Três Pontas, mas no cenário estadual e nacional!! Terra de poetas, historiadores e amantes da arte! Nossa cultura religiosa tem como expoentes o Beato Padre Victor e a serva de Deus nossa Mãe, figuras estas que já ganharam o mundo! Três Pontas, celeiro da cultura Nacional. A riqueza do nosso patrimônio humano, natural, histórico, religioso e cultural nos empele e certamente exige, não só de mim, mas de cada um de nós, o devido respeito a todo esse legado!

Quero valorizar nossa Educação, nossos educadores para que ela de fato seja a base sólida para a construção de nosso futuro! Precisamos de mais cursos superiores (inclusive públicos) cursos técnicos e tecnólogos (a exemplo do que acontece em cidades vizinhas como Ilicínea, Campos Gerais e Varginha). O desenvolvimento, inclusive o industrial passa pela boa formação de nosso povo. Contudo, nenhuma outra ação poderá nos levar aos píncaros da educação e da cultura se não investirmos de forma planejada e concreta na educação básica e na valorização dos nossos professores.

Quero como já disse e com muito vigor, valorizar e priorizar a saúde pública. Não se educa e nem se desenvolve sem a saúde!!

Precisamos nos reinventar muito na saúde pública para senão resolvermos pelo menos minimizar os grandes e graves problemas que temos nesta área, como falta constante de médicos, exames e remédios, as filas nos postos de saúde, o problema de superlotação no nosso PAM, a crise financeira por que passa nossa Santa Casa e muitos outros problemas vividos por nossa gente nesta área. Urge aperfeiçoar a saúde básica, a atuação primária. Investir, com muita vontade política, na Vigilância em Saúde, de modo a obter resultados preventivos e fazer um diagnóstico sempre ouvindo e valorizando os profissionais da área a fim de que tenhamos uma gestão humanizada, minimizando custos e maximizando resultados, está será a prioridade máxima.

Quero valorizar o esporte. Aqui também é celeiro de atletas de várias modalidades esportivas que, aparentemente ocultos, estão muito bem situados nos rankings mineiro e brasileiro e alguns internacionais, sendo merecedores, portanto, da nossa reverencia. Como não reconhecer os inúmeros voluntários que formam escolinhas de varias modalidades esportivas, auxiliando crianças e jovens não só na sua formação física, mas, essencialmente, na sua formação de caráter. Como não reconhecer aqueles que vem promovendo ultimamente (sem mesmo contar com o apoio necessário da administração pública) o esporte amador e profissional, organizando jogos de futebol e campeonatos na zona urbana e também na zona rural?

Quero valorizar os desenvolvimentos sociais, urbano e rural. Para essa finalidade, só obterei resultados de eficiência se implementarmos imediatamente um modelo moderno de gestão, com planejamento, com metas bem estabelecidas, com cumprimento de prazos, com busca de resultados factíveis, com estratégias de ações pautadas no coletivo, sedimentas com uma política de recursos humanos eficiente, com valorização adequada e ajustada do servidor efetivo, sendo parceiro de primeira hora dos poderes executivo, legislativo e judiciário das instâncias estadual e federal e, evidentemente, em atuação bastante harmônica e respeitosa com a nossa Câmara Municipal, porquanto nessa Casa estão os representantes do povo trespontano.

Senhores vereadores e digna vereadora, concito-os a serem partícipes desse norteamento administrativo. O apoio de Vossas Excelências, e suas ponderações serão fundamentais para o sucesso dos nossos propósitos. Tenho a certeza de que seremos merecedores da compreensão dos senhores, como assim também os senhores terão o tratamento cordial, respeitoso e justo por esse executivo municipal. Nossas ações serão sempre pautadas pela ética e pela impessoalidade, tendo como norte o bem comum. É neste norte (o bem comum) que todos nós (situação e oposição) podemos nos encontrar e defendermos uma só causa: “A causa de Três Pontas, a causa de nosso povo”. Esta causa é bem maior que nós mesmos, maior que nossas divergências, maior que nossos partidos e grupos políticos, maior que nossas vaidades pessoais! Esta causa deve sempre estar acima de nós!!

O desenvolvimento, em todas as suas esferas, é indubitavelmente, uma obsessão que possuímos.

Tenho a convicção, e creio que a maioria dos trespontanos comunga comigo desse pensamento: já perdemos muito tempo! Urge instaurar uma mudança de paradigma na Administração Pública Municipal de modo que ela possa ofertar aos seus munícipes um produto de alta qualidade, o que, obviamente dever ser a obrigação de todo servidor público, a começar do Prefeito, Vice Prefeito, Secretários Municipais e Vereadores.

Se, porventura, houver algum desajuste nessa proposta, mesmo que mínimo, corrijam-nos. Volto a afirmar, como discorri por diversas vezes nas duas campanhas que participei: não tenho compromisso com o erro. Essa mudança deve ser perseguida não só por mim, mas por todos. E aqui falo especialmente àqueles que neste primeiro momento gozarão de minha confiança: os meus colaboradores secretários municipais e ocupantes de cargos comissionados por mim escolhidos.

Ao escolhê-los tentei conciliar o conhecimento técnico e a experiência política de cada um, para que juntos, em profunda harmonia possam desenvolver o melhor na área de cada um de vocês!

De vocês espero que correspondam a minha confiança e cada dia ganhem a confiança do nosso povo! Se superem pela criatividade, inovação e força de trabalho! Nada resiste a força do Trabalho. Mostrem resultados! Vocês terão a liberdade para construir e desenvolver projetos e sobretudo buscar recursos! É o que eu espero de cada um vocês: solução para os problemas a enfrentar!

Neste nosso governo, buscaremos harmonia. Haverá sim servidores do povo sob nossa liderança indelegável que recebemos dos eleitores nas urnas de modo tão expressivo para que governemos para todos.

Absolutamente, nada de revanchismo, perseguição a quem quer que seja! Ninguém estará autorizado a praticar tais atos em meu nome. Vamos dar a todos a oportunidade de somar conosco em prol do desenvolvimento de nossa cidade. O passar dos dias e a história se encarregará de mostrar quem é quem e separará o joio do trigo.

Se precisarmos tomar medidas amargas e as vezes impopulares tendo em vista o bem comum, isto é: o bem da maioria dos trespontanos, sobretudo daqueles mais sofridos e carentes dos serviços públicos (de modo especial carentes de saúde pública e de emprego) não olvidemos em tomar!!

Como primeira medida, contrataremos através de processo licitatório uma Auditoria Independente, não para promovermos “Caça às Bruxas” (pois acho que elas nem existem) mas muito mais para balizar as primeiras ações de nosso governo. Está será uma pratica que iremos adotar no decorrer de nosso governo, ao lado da Controladoria Municipal, sempre no sentido de nos ajudar e corrigir rumos.

Vamos governar com os olhos e mentes voltados para nosso futuro, sem nos esquecermos do presente que vivemos! Vamos fazer uma gestão moderna, arejada, de paz e de desenvolvimento. Quem governa olhando no passado não está preparado para desenvolver o futuro! Uma administração com este viés anacrônico só nos leva ao retrocesso, a divisão, a perda e ao ódio. Vamos fazer diferente, de coração aberto, de alma limpa, somar, multiplicar, unir. Onde há união de pessoas em vista do bem comum, contraria a matemática: 2 + 2 será muito mais que 4.

É assim que vamos governar e conquistar para nosso povo: com apoio de todos aqueles e aquelas que de fato querem o bem de Três Pontas. Mais do que as portas de nosso gabinete, a porta do nosso coração estará não só aberta, mas escancarada para que as autoridades que aqui tiveram votos ou não, possam nos ajudar através de aportes de recursos, projetos e emendas parlamentares! Todos são bem vindos e na medida dos seus trabalhos para com nossa cidade serão destacados e recompensados eleitoralmente falando.

Não somos e não podemos ser ingratos com aqueles que sempre nos deram as mãos em prol do Bem comum! Reconhecer e estabelecer a verdade dos fatos a fim de que se pratique justiça para com as pessoas é nosso dever. Assim, somos e seremos agradecidos a ex-prefeita Adriene ao Dr. Clésio Andrade e o deputado Diego Andrade por tudo que fizeram, fazem e farão para o bem de Três Pontas. Com todo certeza, contaremos mais uma vez com o apoio deles. A gratidão é a memória do coração.

Contaremos também, com ajuda de outros companheiros que estão chegando para somar e ajudar muito nossa cidade: Como os deputados Odair Cunha, Dâmina Pereira, Dalmo Ribeiro, Geisa Teixeira, Mario Henrique Caixa e tantos outros.

Mas não quero a ajuda e o apoio somente das autoridades, quero a somatória da ajuda de muitos, como nossas instituições sociais dos mais variados seguimentos: igrejas, clubes de serviços, associações de bairros, Cooperativas, empresas, Escolas, Faculdade, Entidades filosóficas, sindicatos… enfim, de todos os seguimentos sociais sem exceção! Espero uma real parceira frutífera com a Associação Comercial e com a Cocatrel. São dois seguimentos muito importantes para nossa cidade, base de nossa economia.

E por falar em economia, quero destacar que o café nos fez chegar ate aqui. Somos muito gratos aos nossos valorosos produtores e trabalhadores deste importante seguimento. O poder público deve estar aos seus lados, de maneira especial proporcionando estradas rurais em boas condições para que possam desaguar suas produções.

No entanto precisamos avançar. Uma cidade prospera é aquela que consegue a convivência harmônica do ponto de vista econômico tendo agricultura forte; comercio forte e indústria forte. Precisamos avançar na industrialização, trazer indústria, propiciar para que nossos empresários trespontanos possam expandir gerando empregos e renda para nosso povo, essa será nossa tônica de governo! Onde há emprego há dignidade! Minimiza-se os problemas de saúde e de segurança! Distribui riquezas e constrói uma sociedade mais justa! Portanto, se tivermos que fazer algumas correções para retomarmos o desenvolvimento industrial inaugurado no governo de nossa eterna prefeita Adriene, nós vamos fazer sem sombras de dúvidas!!

Conto com o apoio irrestrito e a confiança do meu vice Prefeito Marcelo Chaves Garcia. Ao meu lado tenho certeza que irá somar muito para atingirmos nossas metas. Estou certo de sua lealdade e que vamos fazer juntos, um excelente governo, voltado para a população mais carente.

Por fim, agradeço a Deus esta oportunidade que teremos de trabalhar por nossa querida Três Pontas. Que ele nos de sabedoria para governarmos com justiça.

Ao meu saudoso pai, que se encontra na eternidade: o senhor pode ter certeza que os valores repassados a mim ao lado de minha mãe, serão o norte da minha conduta à frente deste povo que me é confiado, governando para todos e em especial para os mais humildes, os mais necessitados, os doentes, os desempregados e os mais pobres.

Muito obrigado a todos e que o Grande arquiteto do universo que é Deus, abençoe a todos nós e a minha respeitosa reverencia a cada excelência, cidadão e cidadã trespontanos.

COMPARTILHAR

Comentários