América e Atlético iniciam disputa por vaga na decisão do Campeonato Mineiro

As semifinais do Campeonato Mineiro terão o primeiro capítulo neste domingo às 16h. América e Atlético se encaram na Arena Independência. O jogo de volta será no domingo que vem, às 18h30, também no estádio do Horto.

Dono de melhor campanha na primeira fase, o Galo joga por dois empates ou vitória e derrota pelo mesmo saldo de gols. “Toda vantagem é boa. Caso contrário não valeria a pena lutar por ela. A maneira como você convive com a vantagem que é a grande questão”, ressalta o técnico Paulo Autuori.

Já Moacir Júnior, do América, demonstra confiança em bater o tradicional rival do Coelho: “Mostramos que temos um grupo forte e que podemos vencer o Atlético para decidir o campeonato.”

O América superou um começo turbulento de Estadual, com direito a ameaça de rebaixamento. Nas últimas cinco partidas, o time venceu quatro vezes, assegurando vaga na semifinal e ganhando confiança.

“Ninguém acreditava na nossa classificação e alteramos o panorama. Quem sabe agora não surpreendemos também?”, diz o meia Willians.

Autuori prega respeito ao adversário. “O América se classificou com méritos e teve boa recuperação. Sabemos que temos que chegar ao nosso melhor para chegar à final.”

O treinador tem duas baixas na equipe. O volante Pierre, com edema na panturrilha esquerda, e o atacante Fernandinho, com estiramento na coxa esquerda, foram vetados.

Leandro Donizete e Neto Berola foram os escolhidos de Paulo Autuori para as vagas. “Como técnico, procuro colocar todos os jogadores prontos para jogar. Temos grandes objetivos e por isso vamos precisar de todos. Infelizmente, lesões e cartões surgem”, diz o técnico.

No América a expectativa fica por conta do atacante Obina, recuperado de leve edema na coxa direita. “Deu para treinar um pouco e ficar bem. Vamos ver se dá para jogar direitinho no domingo”, destaca o jogador.

Moacir Junior não descartou novidade na escalação. “De acordo com a definição da parte clínica dos jogadores, existe a possibilidade de a gente vir com algum atleta que ninguém esteja esperando. Mas nem como surpresa e menos invenção. Seria uma situação de tentar colocar algo que a gente ache necessário”, observa o treinador.

AMÉRICA X ATLÉTICO

AMÉRICA
Matheus; Elsinho, Lula, Leandro Guerreiro e Gilson; Diego Henrique, Andrei Girotto, Willians e Tchô; Ricardinho e Obina. Técnico: Moacir Junior

ATLÉTICO
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Otamendi e Dátolo; Josué, Leandro Donizete; Diego Tardelli, Ronaldinho e Neto Berola; Jô. Técnico: Paulo Autuori

Motivo: Jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro
Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Data e hora: Domingo, 23 de março, às 16h
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Wesley Moreira de Carvalho

Invicto no Estadual, Cruzeiro começa semifinal do Mineiro diante do Boa Esporte

O foco agora é no Campeonato Mineiro, mas o início da semifinal contra o Boa Esporte, neste domingo, às 18h30, em Varginha, pode render algo a mais para o Cruzeiro. Primeiro colocado na primeira fase, a equipe celeste pode jogar por duas frentes: chegar à decisão do Estadual e ganhar confiança para os dois jogos decisivos da Copa Libertadores.

O técnico Marcelo Oliveira levará a maioria dos titulares. Apenas Dagoberto (vetado pelo departamento médico) e Ceará (poupado) estão fora da partida. Depois dos jogos de ida e volta do Estadual, a Raposa irá ao Chile para enfrentar a Universid. O compromisso é de vida ou morte na Copa Libertadores.

Ciente de que a campanha na fase de classificação do Mineiro fica restrita à vantagem de jogar por dois resultados iguais no restante da competição, o comandante celeste quer entrega total dos atletas para defender a campanha invicta.

“Adquirimos durante o Campeonato uma vantagem de forma invicta, agora temos que nos doar bastante na semifinal para almejarmos o título. Temos o Mayke em plenas condições, vamos dar essa folga para o Ceará, vamos estudar uma ou outra posição, mas a base do time é a mesma que jogou”, disse o treinador.

A provável escalação do Cruzeiro no Estádio do Melão deve ser formada por Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva, Nilton; Willian, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Júlio Baptista.

A manutenção de Júlio Baptista é um dos pontos positivos que o Cruzeiro pôde tirar depois do empate contra o Defensor, pela Libertadores. Na função de centroavante, o jogador agradou o técnico Marcelo Oliveira e terá continuidade.

Adversário

O Boa Esporte tem problemas para encarar o Cruzeiro. O técnico Ney da Matta tem quatro desfalques confirmados. O goleiro Emerson está lesionado, o zagueiro Thiago Carvalho não pode jogar por força contratual, já Wandinho e Alexandre estão fora por suspensão.

O poder da equipe boveta em casa foi alvo de análise do treinador celeste. A velocidade na saída para o contra-ataque foi um dos pontos exaltados por Marcelo Oliveira.

“O time do Boa tem velocidade, é bem armado, defende bem, sai com velocidade, tem movimentação de meias e atacantes, temos que ter cuidado. Temos um bom elenco, qualquer jogador que for usado, a tendência é que vá bem, vamos estudar o jogo, criar estratégia, mas sempre impondo a condição que nos levou à liderança de forma invicta”, completou.

O técnico Ney da Matta faz mistério e não confirmou a escalação dos donos da casa. O jogo de volta entre as equipes acontece no dia 30 de março, no Mineirão.

BOA ESPORTE X CRUZEIRO

Boa Esporte

Jonatas; Edmar, Wander, Neylor e Marinho Donizete; Mateus, Moisés Ribeiro, Marcel e Filipinho; Malaquias e Bruno Aquino
Técnico: Ney da Matta

Cruzeiro
Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva, Nilton; Willian, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Júlio Baptista

Técnico: Marcelo Oliveira

Motivo: partida de ida da semifinal do Mineiro
Estádio: Dilzon Luiz de Melo (Melão)
Data: 23 de março de 2014
Árbitro: Igor Junio Benevenuto

Assistentes: Janette Mara Arcanjo e Pablo Almeida Costa

Fonte: Superesportes

 

 

 

COMPARTILHAR

Comentários