Por unanimidade eles também aprovaram um Título de Cidadania para um Promotor de Justiça de Caconde (SP) que atuou em Contagem e para o encarregado de obras que atuou no Jardim das Esmeraldas que é de Ijaci (MG) 

Em termos de projetos de lei, a Câmara Municipal de Três Pontas aprovou apenas um na sessão ordinária desta segunda-feira (11). Ele é de autoria do vereador Francisco Fabiano Diniz (PSL), que dá o nome à Rua 09 no Residencial Santa Tereza de “Moacyr Pieve Miranda”. Os familiares do homenageado, o empresário do ramo do comércio de artigos de varejo em geral que faleceu em março de 2002, aos 69 anos acompanharam toda a reunião e ocuparam várias cadeiras do Plenário Presidente Tancredo Neves. De lá, a viúva Dona Maria do Carmo Mesquita Lamaita Miranda e seus três filhos, Denilson, Dr. Dilson e Delson, que seguem o legado do pai, ouviram os discursos de elogios dos vereadores que não economizaram tempo, evidenciando que o comerciante de família tradicional, sempre se dedicou ao progresso de Três Pontas, como cidadão trabalhador e cumpridor dos seus deveres e por isto deixou bons valores a ser historicamente lembrado pela sociedade. Uma sala da Escola Nilda Rabelo Reis, o CAIC já tem o nome do comerciante que começou a construir uma das maiores empresas do Município, das que mais geram empregos e, agora a Rua também terá o seu nome. O projeto foi aprovado por unanimidade.

05

Mais dois Decretos Legislativos que concedem o Título de Cidadania Honorária foram aprovados também por unanimidade e como a Câmara acabou com o voto secreto, os vereadores ficaram de pé para votarem. As propostas dos vereadores José Henrique Portugal (PMDB) e Francisco Botrel Azarias (PT), não tiveram a quantidade de discursos como o ítem interior, menos ainda a iniciativa de Portugal. Ele apresentou o nome do promotor de Justiça Dr. Fernando Augusto Cipolini lelo, que nasceu em Caconde, no estado de São Paulo e prestou relevantes serviços em Contagem (MG). O motivo, segundo o vereador peemedebista, é que o promotor aposentado, que é genro do servidor aposentado “Lamaita” que trabalhou com ele no Fórum Dr. Carvalho de Mendonça, casou-se com uma trespontana e sempre está na Cidade.

Chico Botrel apresentou à votação o nome de Nilton Ferreira da Silva, que é natural de Ijaci (MG), veio contratado pela Usina Boa Vista em 1985 para o exercício de trabalhos braçais chegando, inclusive, a morar no barraco que a empresa disponibilizava para seus empregados, os chamados de “peões”. Trabalhou também na empresa Lassane Plásticos e por último é encarregado de obras na Construtora Cherem e o destaque foi na construção do empreendimento do Governo Federal, o Jardim das Esmeraldas. O projeto foi também aprovado.

COMPARTILHAR

Comentários