Alguns metros de pavimentação sentido a estrada vicinal para Santana da Vargem resolveria o problema

Moradores do final da Rua Bonfim estão pedindo providências para a Prefeitura de um problema antigo que eles convivem há anos. É a poeira do início da estrada vicinal que dá acesso ao município de Santana da Vargem. Os mais prejudicados são aqueles que possuem residências na Rua Mariana de Oliveira no bairro Cidade Jardim.

A poeira provocada pelo grande número de veículos que passam pelo local, dificulta a vida de todo mundo e já fez algumas pessoas a mudarem seus hábitos por causa da falta de asfalto.

Marta Helena Rangel morava na primeira casa há cerca de três anos, ao lado da estrada, teve que se mudar e alugar a casa que construiu por causa da falta de infraestrutura. Isto porque, manter a casa limpa, colocar roupas no varal para secar são atitudes habituais, mas que não podem ser feitas por quem lá reside. As janelas precisam ser mantidas sempre fechadas. A poeira sobre toda vez que passa um veículo e o movimento que é grande, nesta época da colheita do café é constante.

Marta tem um filho de quatro anos e não viu outra alternativa a não ser se mudar. Eles já fizeram um requerimento à Prefeitura por duas vezes, em 2015 e 2016, mas a resposta é que não se tem previsão de quando a obra poderia ser feita e que o asfalto deveria ser feito pelo dono do loteamento. Alguns metros de asfalto sentido a estrada vicinal resolveria o problema.

A dona casa Mariele Aparecida Marcelino é vizinha de Marta e não se conforma em ver o filho constantemente doente por causa de tanta poeira. Ela já mora por lá há 12 anos e a dificuldade em manter a residência limpa espanta até as visitas. Segundo ela, os moradores sempre ligam na Prefeitura para jogarem uma água para amenizar o problema, mas pouquíssimas vezes são atendidos. Até dois quebra molas que eles fizeram para fazer com que os motoristas reduzam a velocidade a Prefeitura retirou dizendo que era proibido, mas não dá uma solução a eles. “A gente espera que a Prefeitura nos ajude, porque não é fácil viver aqui desta maneira”, afirma Mariele.

03
Marta e Mariele convivem com o problema que é antigo

Prefeitura reconhece o problema

A Equipe Positiva procura a Prefeitura de Três Pontas para falar sobre o caso. O prefeito Paulo Luis Rabello reconhece o problema, assim como tantos outros, que gradativamente estão sendo resolvidos. Por exemplo, na Rua José Garcia Filho onde dois trechos estão recebendo infraestrutura que há anos estava sendo reivindicada pelos moradores. O primeiro já está pronto, com a base, meio fio e sarjeta. O segundo já será concluído nos próximos dias e massa asfáltica já foi adquirida. No alto do Cruzeiro, no bairro São Francisco, um trecho de uma das ruas que ainda é de terra ganhará melhorias.

02Sobre esta reclamação, Paulo Luis disse que entende a reivindicação, é justa e antiga e se compromete a resolver assim como está sendo feito em toda a cidade. “Estamos reconstruindo Três Pontas gradativamente, isto demanda tempo e investimentos que não temos”, acrescentou. Neste local será feito primeiro a imprimação para conter a poeira, porém, é impossível estipular uma data, mas o serviço será feito para primeiro amenizar a questão da poeira.

COMPARTILHAR

Comentários