* Paulo Luis atendeu ao convite da Equipe Positiva, visitou os moradores e se comprometeu a atendê-los de forma gradativa

Os moradores de uma rua no bairro Santa Inês já haviam feito o pedido a muitos vereadores, alguns até que moram em ruas próximas, porém, os problemas nunca eram resolvidos. A dificuldade que eles enfrentam não é de hoje. Alguns afirmam que há 30 anos, a Rua Sergipe, próximo a Praça das Lavadeiras era um trecho esquecido da Administração Pública.

Alguns entraram em contato com a Equipe Positiva, que atendeu o chamado e foi ouvir as demandas, que são das mais variadas, desde a limpeza, falta de asfalto até a iluminação.

DESTAQUE RUA

Rua não tem asfalto em toda sua extensão, está com buracos e sem meio fio; terreno baldio está com o mato alto

Dona Geni Rodrigues Naves é uma das moradoras mais antigas da rua e afirma – há 35 anos vive com os problemas que os vizinhos fizeram questão de denunciar. Uma parte da via não é asfaltada. Quando chove é o barro e quando o tempo está seco é a poeira que incomoda. O trecho que tem asfalto já está ruim, todo assoreado. Sem falar na escuridão, já que o poste está em um local que não apropriado, por isto, ela evita sair de casa a noite, porque usuários de drogas costumam permanecer por lá.

01
Moradores se reuniram no sábado para apresentar reclamações

Lilian de Morais Oliveira mora a quatro anos nesta via, mas já conhece bem muito bem. Um terreno em frente a sua casa a incomoda. A sujeira também é outro ponto negativo para os moradores, além da falta de bueiros, esquecidos quando a via foi aberta. Para completar, buracos que são abertos pelo SAAE para alguma ligação não são tapados.  Lilian conta que sempre fez reivindicações com os vereadores, mas nada foi feito até hoje. “Eles falam que tomaram providências, mais a gente fica aqui sempre esperando”, apresenta a moradora.

Dona Odete Maria de Oliveira Bernardes diz que são 15 anos morando, sem saber onde termina o seu terreno, porque não há meio fio. Assim, não tem como fazer a calçada. Já Filomena Vieira da Conceição, afirma que eles não podem ser lembrados apenas em época de Eleição, pois pagam impostos e são cidadãos como os outros.

Alexandre da Silva Leopoldino, mora bem ao lado do terreno baldio e segundo ele, crianças da escola usam o local para encurtar caminho para os bairros Santa Edwirges e Santana, porém com o mato alto isto fica impossível.

PREFEITO VISITA MORADORES 

Prefeito foi bem recebido pelos moradores e se dispôs a resolver
Prefeito foi bem recebido pelos moradores e se dispôs a resolver

Quando a Equipe Positiva foi levar as reivindicações ao prefeito Paulo Luis, na tarde desta segunda-feira (10) ele contou que coincidentemente havia passado por lá na parte da manhã, mas quis ouvir os moradores pessoalmente. Primeiro disse que eles estão cobertos de razão de pedir as melhorias, reconhecendo que a situação da Rua Sergipe é complicada com tantos problemas. Porém, se comprometeu a resolver caso a caso, mas de forma gradativa, dentro das limitações que compete ao Município e da burocracia que é o serviço público.

Os moradores explicaram que as dificuldades não são de agora, são antigas. Paulo Luis falou que o mais difícil é a questão da iluminação, já que isto depende da CEMIG, que se a concessionária autorizar um novo poste de iluminação pode ser substituído pela própria Prefeitura. Caso contrário, os moradores devem fazer um requerimento no nome deles solicitando a mudança.

Sobre o meio fio, a construção começa imediatamente. Se não houver problemas, nesta quarta-feira (11), os servidores já devem ir até lá para fazer um levantamento de quais materiais serão necessários. Para isto será preciso podar algumas árvores que estão invadindo a rua.

Sobre a limpeza, este é um problema que Paulo Luis afirma que vários bairros tem enfrentado, já que a falta de profissionais em serviços básicos é enorme. A única forma de minimizar isto tem sido o convênio com a SUAPI que disponibiliza detentos para trabalhar. O Concurso Público foi aberto e vai tentar preencher as vagas deixadas ao longo do tempo pelos ex-servidores.

A questão do asfalto é um problema que depende de recursos e dotação orçamentária financeira. Mas, que ele estaria colocando a Rua Sergipe como uma das prioridades para receber o asfalto em sua totalidade e melhorar o que está em condições precárias.

O gestor contou que se sente grato ao ouvir os moradores, a quem pediu paciência para resolver as demandas levadas através da Equipe Positiva. Explicou que seu gabinete sempre está de portas abertas, que tem os olhos e atenção voltados à população e que tenta de maneira coerente, sensata devolver em serviço a confiança nele depositada, primando sempre na verdade.

COMPARTILHAR

Comentários