Morreu no início da madrugada deste domingo (22), o pedreiro Lúcio Vitor Pereira de 49 anos, que estava internado no Pronto Atendimento Municipal (PAM). O rapaz matou a esposa Silvane Alves do Amaral de 37 anos com 14 golpes de faca e depois se esfaqueou para se matar. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (20), na residência do casal, na Rua Barão da Boa Esperança, no bairro Vicentini, em Três Pontas.

O casal tinha um bom relacionamento, mas na semana passada, a esposa falou para ele que queria se separar, mas durante a semana eles aparentemente haviam se reconciliado.

Os dois foram encontrados caídos na cozinha da casa e Lúcio Vitor ainda segurava a faca usada no crime. Eles foram socorridos pelas ambulâncias da Prefeitura e do SAMU para o Pronto Atendimento Municipal (PAM), mas Silvane já chegou morta.

Ela deixou quatro filhos, sendo que meninos eram de Lúcio. O corpo dela foi sepultado na tarde de sábado (21) e o dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e ainda não foi liberado.

COMPARTILHAR

Comentários