Evânia discursou na inauguração da sede da Atremar no Distrito Industrial. Foto Arquivo - Equipe Positiva

 

A morte da servidora municipal Evânia Rocha Moreno, nesta sexta-feira (06), causou grande comoção, principalmente entre os servidores da Prefeitura, onde ela trabalhava. Evânia estava com 46 anos, era servidora concursada há 23 anos, estava afastada a alguns dias do trabalho, passsou mal em casa e morreu vítima de um infarto fulminante. Ela foi socorrida para o Pronto Atendimento Municipal (PAM), mas não resistiu.

Evânia atuou em diversos setores da Prefeitura e era bastante querida. Trabalhou na Secretaria de Assistência Social, no setor de convênios e ocupou durante o mandato do ex-prefeito Paulo Luis Rabello, entre 2013/2016, o cargo de Secretária de Administração e Recursos Humanos e acumulou durante um período a Secretaria de Meio Ambiente. Recentemente passou pelas Secretarias de Cultura, Saúde e ultimamente estava no  Meio Ambiente.

Evânia Moreno era casada com o servidor público Edilson Miranda Moreno, deixa um casal de filhos que era sua maior paixão. Miguel com 17 anos e Amanda de 24 que cursa o 7º período de Medicina em Itajubá (MG).

Sua morte repentina gerou diversas postagens em redes sociais. O sepultamento aconteceu no início da noite desta sexta-feira no Cemitério Municipal de Três Pontas. A missa de sétimo dia de seu falecimento será celebrada na próxima quinta-feira (12), as 18h30 na Matriz Nossa Senhora D’Ajuda.

COMPARTILHAR

Comentários